Botafogo 2 x 1 flamengo: Instante glorioso

Ainda em agosto, logo depois da vitória em cima dos grenás, no Mané Garrincha, conversei com um amigo carioca, que conhece bem os bastidores de General Severiano. Falei da minha alegria com o resultado, de testemunhar e vibrar com a conquista dos três pontos diante dos meus olhos e acompanhado de familiares e amigos. Esse amigo carioca alertou: “Aproveite e guarde bem esse momento na sua lembrança. Porque a situação lá dentro é desesperadora, e não só para 2014, mas para os próximos anos. O buraco é muito mais profundo do que dá para enxergar.”

Ele tinha razão. Desde aquela vitória, em agosto, a situação do Botafogo na tabela pouco ou nada mudou e, pior, houve diversos episódios de desgaste e demonstrações cabais de incompetência por parte do presidente. Nada para se alegrar, pois. A não ser alguns lampejos, algumas (muitas!) defesas do Jefferson, algumas reações improváveis, alguns (poucos!) gols. Alguns instantes de glória.

Foi o que ocorreu, na noite de sábado, em Manaus. Na mesma Arena Amazônia que sediou outro instante de superação, a improvável vitória em cima do Corinthians, agora foi a vez de bater o maior rival, sendo que 90% do estádio estava torcendo pelo adversário. O alvinegro amazonense que esteve na arena jamais esquecerá desse dia: vibrar com o seu time e ainda silenciar a torcida adversária, em esmagadora maioria. Certamente eles saíram de lá ainda mais botafoguenses.

E por que eles puderam vibrar? Porque, mesmo limitadíssimo como estamos cansados de saber, o Botafogo correu muito. Lutou muito. Ganhou as divididas. Falem que os caras são medíocres (e boa parte deles são), são um bando de pernas de pau. Mas não falem que esses caras não têm gana, vergonha na cara, respeito à camisa que vestem. E, além dessa raça, Mancini acertou na escalação  (deu certo o improviso de Rodrigo Souto na zaga, bem como a aposta no jovem Andreazi) e o Botafogo voltou a ter meio-de-campo, com destaque para o papel de Bolatti, presença decisiva nos dois gols. E, sim, teve algo que tem faltado em quase todas as partidas: velocidade, graças às arrancadas de Rogério. E teve também, claro, a inspiração de Wallyson, que o abandonou desde o início da Libertadores, e voltou para um golaço, sacramentando a vitória de um time que não tem dinheiro no bolso, mas tem vergonha na cara.

Ah, o rival estava com os reservas? Sim, é verdade. Mas, pelas condições da partida e da tabela, seria natural que os rubro-negros dominassem as ações, e não foi isso o que aconteceu. O Botafogo se impôs, mesmo jogando no limite o tempo inteiro. Assim, na base da superação e impulsionado pela rivalidade, conseguiu proporcionar um instante glorioso para os seus torcedores. A vitória não se traduz em conquistas, muito menos em títulos. Mas trazem três pontos na tabela e uma feliz lembrança na memória coletiva alvinegra, que não se apagará. É o que temos. É o que podemos ter.

Anúncios

2 Respostas para “Botafogo 2 x 1 flamengo: Instante glorioso

  1. Claro que vale muito ganhar dos urubus. Nao importa se com time misto, longe de casa, etc. Reforca nossas estatisticas e nos coloca mais uma vez na briga pra fugir do destino cruel da serie B.
    Se tivermos mais momentos de consciencia de nossas condicoes e jogarmos fechadinhos como ontem, talvez tenhamos alguma chance.
    Nao me iludo,no entanto. Bolatti nao vai jogar sempre como ontem e Wallysson nao vai acertar muitas bolas da sua manjada “corta pro meio e bate”.
    Ainda estamos escorados no Gigante Jefferson e no dedicado e regular Gabriel.
    No mais eh rezar.

  2. O potiguar Wallyson e o pernambucano Rogério são constantemente vaiados no Rio, e, é preciso ter muita personalidade para superar a ira de grande parte da torcida. Então, nos jogos de Manaus, eles podem tirar um peso muito grande e seu futebol pode fluir e o clube alcançar as vitórias.
    Aliás, por ter uma estrela, o BOTAFOGO também se dá muito bem jogando no Norte/Nordeste.

    Ainda tenho esperança.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s