Botafogo 1 x 2 Ceará: Presença solitária

“Para o torcedor, pior do que ver o seu time jogar mal é ver o seu time não jogar. Foi o que aconteceu no Maracanã”, definiu o comentarista Álvaro Oliveira Filho, da CBN.

Em duas frases, eis o resumo de mais um jogo lamentável na Copa do Brasil, em que o Botafogo decepcionou ao longo dos 90 minutos: excetuando alguns lampejos de Cachito e Aírton, os jogadores simplesmente não entraram em campo. Emerson e Ferreyra formaram um ataque improdutivo, sendo que o Sheik não fez nenhuma questão de tentar dividir as jogadas com seu companheiro. Para piorar, o recuo de Zeballos fez o futebol do paraguaio, se é que existe, sumir por completo. E, ainda pior, todos assistiram ao mistão cearense dominar amplamente o meio-de-campo e se aproveitar da Avenida Edilson para fazer dois gols no primeiro tempo. E só não foi mais porque…

Porque existe um goleiro chamado Jefferson. Um goleiro capaz de fazer quatro milagres em dois lances e, mesmo assim, ser vazado porque a sua defesa não o protege. Um goleiro que defende pênaltis como se cobrasse laterais. Um goleiro que merece ser o número 1 do Brasil porque é um dos melhores do mundo. Uma presença solitária. Um herói solitário. Uma estrela solitária.

Como disse o alvinegro Maurício Stycer no Twitter, “quem tem Jefferson perde de menos do que merecia”. É isso.

Felizmente temos Jefferson, infelizmente  não temos time.

E não temos diretoria capaz de reduzir o preço dos ingressos para incentivar a torcida a tentar ganhar os jogos na base do grito, como já ocorreu outras vezes esse ano. Sem pressão e sem qualidade, o Botafogo vira presa fácil, mesmo dentro de casa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s