Uma questão de sobrevivência

O alvinegro Pedro Baptista Oliveira mandou um comentário bem pertinente e sensato sobre o Eduardo Húngaro, e merece ser destacado porque,em linhas gerais, resume apropriadamente os dilemas e dificuldades dessa escolha. Fala, Pedro!

¨¨¨¨

Uma palavra sobre o Húngaro. Já disse que acho que ele foi a melhor escolha. É quem melhor conhece os jogadores do time principal, e os da base. E os jogadores o conhecem, e gostam dele. Gostei das primeiras palavras dele, no início do trabalho. Mostram um técnico que sabe exatamente onde está, a responsabilidade que tem, e as tempestades que pode enfrentar.

Preciso ressalvar que não meço o mérito do treinador pelo que ele faz ou deixa de fazer à beira do campo, durante o jogo. Eu não identifico competência num técnico pelo fato de ele por os bofes pra fora com o juiz ou com seus jogadores. A torcida costuma exigir do técnico o papel de participação e incentivo que cabe a ela, torcida __ e nisso pode ser enganada por um treineiro canastrão. Papel do técnico é desenhar o esquema adequado, escalar os melhores e saber ler o jogo __e apenas colateralmente é estimular seus jogadores.

?????????????????????????????????????

Húngaro é mais participativo que Oswaldo, mas não por isso é melhor que ele. A propósito, no jogo de ontem, o “Duda” mimetizou o estilo Oswaldo de dirigir o time, do ponto de vista da estratégia. Espero que tenha feito isso apenas por falta de opções de jogadores para criar variações. Se Húngaro deixar de ser Húngaro, quiser ser outro, estamos perdidos. Dito isso, e vistas todas as crassas bobagens que a diretoria anda cometendo, o nosso primeiro semestre está nas mãos do “Duda”: no conhecimento que ele tem dos jogadores, na sua criatividade estratégica, no seu poder de inovar o que, por falta de peças, já não pode ser continuado. Assim, dar-lhe tempo para trabalhar é, para nós botafoguenses, mais que uma questão de inteligência: é questão mesmo de sobrevivência.

¨¨

Boa análise, Pedro!

Anúncios

Uma resposta para “Uma questão de sobrevivência

  1. Pedro Baptista Oliveira, você é tudo que espero de um Botafoguense. Em 1º Lugar, o BFR. Em 2º Lugar, o BFR. Em 3º Lugar, o BFR.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s