É permitido protestar

Em vez de tentar entender os motivos que levaram um grupo de torcedores a protestar nessa segunda-feira contra a queda de rendimento do time, muita gente na tevê e no rádio preferiu criticar o comportamento da “torcida do Botafogo”. Alguns chegaram a afirmar que uma torcida que não vai ao estádio não tem o direito de protestar.

No ritmo que as coisas vão, falta muito pouco para ouvir alguém defender o direito de os jogadores vaiarem os torcedores ao entrar em campo ou no fim das partidas.

De uma vez por todas, é preciso esclarecer: A baixa presença da torcida no estádio é o MENOR dos problemas atuais do alvinegro, momento em que a produção dos comandados do Oswaldo entrou em queda livre, justo na reta final do campeonato, e as tentativas do treinador, mesmo com uma semana para orientar seus pupilos, se mostram improdutivas. Claro que o estádio cheio pode impulsionar o time para a vitória, como aconteceu contra o Corinthians. Mas também não é garantia de bom rendimento, a exemplo do que ocorreu contra São Paulo, Bahia e Ponte Presta.

O protesto dessa segunda-feira deve funcionar como alerta e chega no momento oportuno. Faz mais sentido exercer algum tipo de cobrança agora do que em dezembro. Já que a diretoria não desempenha esse papel, partiu de uma parte da torcida a  agitação de água excessivamente calma, mesmo diante de uma sequência de péssimos resultados (uma vitória em cinco jogos). E só aconteceu por um motivo tão simples quanto desesperador: O Botafogo não está jogando NADA. Basta verificar o nosso aproveitamento no returno, ainda mais quando comparado aos rivais pela Libertadores, como Goiás, Atlético-PR e Vitória.

No mais, não é difícil encher o estádio com torcedores alvinegros: basta inteligência dos gestores e vibração dos jogadores. Aos jogadores, o recado está dado: vençam a Portuguesa; se der pra ser de uma forma acachapante, melhor ainda.; se não der, que seja da forma que for possível. À diretoria, uma recomendação, na verdade um apelo:   ao menos para o jogo contra o Atlético-PR tomem a iniciativa de reduzir o preço dos ingressos para R$ 5 e R$10, como têm feito outros times cariocas. Muita gente vai se surpreender ao ver os torcedores de volta ao estádio, disposta a apoiar o time durante os 90 minutos.

A torcida do Botafogo ama o clube. Mas não tem obrigação de amar incondicionalmente jogadores displicentes,  treinador ineficiente e diretoria omissa. Mas, no momento, é  a única torcida do futebol brasileiro, quiçá do mundo, que é criticada sistematicamente pela imprensa. Como se os torcedores tomassem goleada de rival, desperdiçassem chances diante do goleiro adversário, demorassem para fazer substituições, escorregassem na hora de cortar a bola da área alvinegra, etc etc etc e mais eteceteras.

Já que a torcida não pode entrar em campo, que ao menos a ela seja permitido o direito do protesto.

 

 

Anúncios

2 Respostas para “É permitido protestar

  1. Marcelo,

    Não tenho costume de valorizar isso, mas só pode ser algo orquestrado para acabar com o clube! No mínimo a permissão e passividade da direção do clube!
    Você viu que o Marcelo Matos mandou a torcida ser igual a torcida do esgoto da Gávea?
    Viu que o OdeO, mais uma vez, encarou a torcida com o reforço do Gilberto?
    Não sei o que ocorreu, mas vi o Gabriel falar ou sorri para o grupo e um dos torcedores foi atrás dele!

    Estranho que quando as outras torcidas fazem a mesma cobrança, ou até pior, não recebem esse tratamento!

    Saco cheio de tudo isso!

    Abs e Sds, Botafoguenses!!!

  2. Os poucos momentos em que se vê a torcida do Botafogo é para protestar. A falta de apoio da torcida é crônica, só o que mudam são as desculpas: ingresso caro, time ruim, etc; nem mesmo com os jogos no Maracanã tivemos melhora no público. Enquanto Cruzeiro, Corinthians e Criciúma contam com apoio maciço dos torcedores, o Botafogo que estava perto da liderança jogava com o estádio vazio.

    Até agora não engoli o fato de no primeiro jogo das quartas-de-final da Copa do Brasil, a torcida do Flamengo ter 3 VEZES o número de botafoguenses, sendo que o mando era do Botafogo.

    Depois ficam reclamando da diretoria e do técnico que fizeram um ótimo trabalho esse ano, considerando as graves limitações financeiras do clube.

    Quero saber como é que o time vai melhorar com as finanças nesse estado e sem a renda da bilheteria e com uma quantidade ínfima de sócios.

    Não é à toa que a torcida é motivo de chacota e das merecidas críticas da imprensa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s