Grenás 1 x 1 Botafogo: Meio vazio, meio cheio

Saímos do Maracanã nessa quarta-feira carregando um copo com água pela metade.

Campeonato Brasileiro 2013 - Série A - Fluminense x Botafogo

No lado cheio do copo, pudemos perceber uma melhora do time como um todo, após as lamentáveis atuações contra Ponte Preta e Bahia. E esse aumento de produção passou pelos pés do Seedorf, que participou ativamente da partida, soube distribuir a bola, inverteu lançamentos e fez jogadas perigosas pela lateral. Parece que ele percebeu o quão necessário é que ele se torne novamente relevante, e a contribuição do holandês será decisiva nessa reta final.

Ainda nesse lado, foi perceptível a importância do Julio Cesar no apoio, a presença do Henrique e, no segundo tempo, a movimentação do Rafael Marques. Por pouco, não marcamos o gol da vitória – e teve um lance nos acréscimos que, mesmo sem replay, passou a impressão de puxão dentro da área (RM teria sido agarrado pelo Gum). O empenho nos 90 minutos mostrou um time mais ligado na partida e menos afobado do que nas duas derrotas no mesmo estádio. Mas…

Friamente, para a tabela, o resultado foi muito ruim. Tudo porque o Grêmio ganhou sua partida e agora tem uma vantagem não apenas de saldo de gols – a taça do campeonato, aceitemos, já foi pintada de azul.E a turma que estava lá embaixo (Santos, Vitória, Corinthians) já se aproximou – marcamos UM PONTO em quatro jogos, sendo que três dessas partidas foram disputadas no Maracanã. Ainda no lado vazio do copo, não tem como deixar de mencionar mais uma péssima partida do Lodeiro (e sua ida para a Seleção Uruguaya dessa vez é um alívio), e os vacilos na zaga (Bolívar, apesar do gol, estava estranhamente desatento) e, em especial, na lateral direita – Biro-Biro passeou como e quando quis na Avenida Edilson.

Agora, rapaziada, a briga é por uma vaga na Libertadores. Na verdade, com a campanha avassaladora do Cruzeiro nos últimos dez jogos (nove vitórias, um empate), não teria muito como alcançar o líder. Então, sábado, contra o Grêmio, mesmo desfalcados de três titulares suspensos e sem Jefferson, precisaremos de muita força – dentro e fora de campo – para garantir uma vitória contra um concorrente direto nessa disputa que nos sobrou.

Vamos em frente. E, agora, vamos ter que parar de oscilar. Não dá mais para vacilar, até porque precisamos ganhar confiança e musculatura para o segundo jogo das quartas-de-final da Copa do Brasil, nossa derradeira chance real de levantar mais uma taça esse ano.

PS: Não perdemos nenhuma partida contra os grenás em 2013.

PS II: Quem souber explicar a substituição do Oswaldo, com a entrada de Gilberto no lugar do Henrique, ganha uma camisa autografada do Edilson. Aliás, o lateral tem corrido o risco de ser expulso ao se envolver em discussões bobas.

PS III: Mais uma vez, dessa vez com o jovem Octavio, faltou decisão na hora de chutar.

PS IV: Nos dois confrontos contra os tricolores, fizemos quatro pontos. Aceitável. Inaceitável foi perder seis pontos para o Bahia e três para a Ponte Preta.

Foto: Lancenet!

Anúncios

4 Respostas para “Grenás 1 x 1 Botafogo: Meio vazio, meio cheio

  1. Apenas a acrescentar a falta de apetite no segundo tempo, ou o cansaço.
    Nos limitamos a esperar o adversário e nenhum contra ataque bem organizado. Confirmado, não temos centro avante.

  2. Ainda no primeiro tempo tivemos duas oportunidades para virar, uma com o lodeiro que finalizou muito mal, à esquerda do gol, outra que o leandro eusébio cortou o cruzamento rasteiro dividindo a bola com o henrique.
    No segundo tempo o time caiu demais de produção e poderia ter levado o gol.
    Realmente, impossível entender o que passou na cabeça do osvaldo com a entrada do gilberto no lugar do henrique. PQP!
    Demora demais para mexer e quando mexe faz umas lambanças, umas invenções…
    Osvaldo levou um ano inteiro (2012) para conseguir implantar seu sistema tático. O problema é que já se passaram 9 meses deste ano e ele não consegue pensar em qualquer variação. Será que em 2014 ele conseguirá?
    É duro, mas o que se passa pela cabeça é que o Botafogo está onde está, apesar do osvaldo.
    Quanto ao valor do resultado, o empate de ontem nos permite ultrapassar o grêmio no sábado.
    O time do grêmio também é muito irregular, mas eles virão com certeza com espírito de decisão, para brigar. É bom o Botafogo entrar com esse espírito também.

  3. E o pênalti não marcado no toque de mão do Gum no cruzamento do Gabriel?
    O Oswaldo de Oliveira nunca vai assumir erros, então não vai explicar muito sobre isso.
    Não vi o Seedorf jogando essa bola toda que muitos estavam falando, to estranho?
    Henrique fez o que ninguém faz ainda mais em zagas adversárias ruins….apertar a saída de bola que a zaga entrega. Ontem vi pixotada do Gum e do Leandro Eusébio toda hora.
    Teve outros pra mexer e o Oswaldo de Oliveira contente com empate botando Gilberto e Lucas Zen pra fechar o time…..e era ontem jogo pra ganhar até com a vontade feita. É o jogo que não aplaudiria o time e muito menos vaiaria, ficaria em meio termo.
    Agora é o Grêmio sábado, confronto direto e uns 500 desfalques pra gente, a gente quer certas mudanças e escalações, só que indo pela a cabeça do Oswaldo…não será bem assim.
    Octávio ontem ficou puto no twitter, na próxima é só chutar a gol embora dei uma desencanada disso…o Botafogo no quesito chutar a gol é mais fácil eu ficar bonito do que isso acontecer. Nem peço mais pra chutar, deveriam queimar a língua e provar que chutam também, mas..aí é um pouco de realismo. Aliás no nosso futebol brasileiro o pessoal tem medo de chutar a gol e isso não é só o Botafogo.
    Abraço e ótimo texto!
    Igor(@igorsausmikat)
    Meu blog de esportes: http://igoresportes.blogspot.com.br/ e no twitter o blog é o @blogdoigor05

  4. Marcelo,

    Acho que não é só cansaço a queda brutal do futebol desse time. Qual o local que os jogadores deixaram a vontade, determinação, posicionamento, deslocamentos, variações e inversões de jogadas?
    Até o jogo contra o Cruzeiro o time vibrava e agora está estático, presumível!

    OdeO quer passar de monge para inventor japonês!
    Qual o motivo do OdeO insistir com o RM na posição de “atacante centralizado ou referência”?
    Lembra que o RM passou 20 jogos nessa posição e não fez um gol? Nessa posição RM foi execrado pela torcida e imprensa!
    Será apenas coincidência a falta de gols do RM jogando nessa posição?

    A cada jogo tenho a certeza que OdeO não tem leitura de jogo!
    Espero que o Grêmio não venha retrancado e procurando uma falha, sobra de bola, para atacar. Se assim for, teremos problemas! OdeO perdeu a maioria dos jogos contra times que jogam assim.

    Abs e Sds, Botafoguenses!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s