Botafogo 3 x 3 Inter: Meio a meio

Somos líderes. Estamos frustrados.

Nos primeiros lances do primeiro tempo, fomos avassaladores. No último lance do segundo tempo, fomos displicentes.

Tomamos dois gols no primeiro tempo. Fizemos dois gols no segundo tempo.

nasceumaestrela

Tivemos Vitinho na sua melhor partida do ano, marcando dois gols, um deles de craque, e fornecendo um presente precioso para Rafael Marques, que virou pênalti, convertido com segurança por Seedorf. Não tivemos segurança na zaga, com um Bolívar pouco eficiente, nem embaixo das traves, pois Renan não foi tão firme no terceiro gol colorado.

Fizemos dois pontos em dois jogos com o nosso mando. Teremos que fazer mais daqui pra frente.

Temos a ponta da tabela em um campeonato equilibradíssimo. Não temos opções no banco capazes de garantir uma vitória quando o jogo entra nos minutos finais.

Temos um líder dentro e fora de campo, Clarence Seedorf, que, com  serenidade mas de forma incisiva, dribla os clichês e fala verdades para quem quiser ouvir: “Tenho muito orgulho de fazer parte deste grupo e deste trabalho. Sabemos nossas condições e dificuldades, mas o que fazemos dentro de campo com Vitinho, Dória e Gabriel é uma maravilha, como participar de um grupo que está querendo um sonho, de ganhar este campeonato”. E que arremata sua entrevista, com uma citação indireta ao nosso hino: “Esse Botafogo não vai perder facilmente pra ninguém”.

Temos um técnico que insiste em fazer substituições para passar o tempo e que expõem desnecessariamente o time. Não temos como técnico um sujeito desequilibrado, capaz de puxar pelo braço um adolescente por achar que ele não está gandulando de forma correta.

Tivemos um público de apenas 11 mil pagantes. Tivemos, nesses 11 mil, incentivo durante os 90 minutos.

Tivemos a chance de obter uma vitória inesquecível, uma vitória arrebatadora, uma vitória como marco de uma arrancada, uma vitória para nos deixar ébrios de sonhos e gols. Tivemos mais um empate.

Tivemos grandes momentos em um grande jogo. O adversário também teve.

Não tivemos Lodeiro. O Inter teve Scocco.

Temos Vitinho, temos Seedorf, teremos a volta de Jefferson.

Um jogo de futebol tem dois tempos de 45 minutos. E tem os acréscimos.

Se não houvesse acréscimos no Brasileirão, o Botafogo seria líder com 6.437 pontos à frente do segundo colocado.  Se não houvesse Seedorf, não estaríamos brigando pelo Brasileirão – nem no tempo normal nem nos acréscimos.

Estamos frustrados. Somos líderes.

Anúncios

5 Respostas para “Botafogo 3 x 3 Inter: Meio a meio

  1. Marcelo, como de habito você foi no alvo.
    Não eh hora de cornetar. Nenhuma torcida deve cornetar o líder do campeonato. Mas que foi frustrante, foi. Mais do que isso: foi revoltante por ter sido a terceira vez quase seguida. Não podemos creditar a falta de sorte ou outros termos do folclore botafoguense. Se aconteceu 3 vezes, pode acontecer mais por pura probabilidade. A não ser que o técnico busque a solução pra este medo de ganhar.
    Não consegui dormir relembrando o lance e a raiva do Dunga despejada em palavras de baixíssimo calão contra o time que encurralou o seu durante boa parte do jogo. O Inter foi presenteado pela nossa incompetência. O Botafogo foi punido por não saber lidar com o stress dos minutos de acréscimo.
    Frustrante! Muito frustrante! Três vezes frustrante!

  2. Não se trata de falta de sorte, trata-se de desarranjo psicológico. Já vi esse filme várias vezes antes e, no final, o Botafogo sempre faz o papel de cavalo paraguaio. Não temos a vocação de estar na frente na tabela. Parece que lá não é o nosso lugar, o nosso lugar é no meio ou no fim da tabela, que é onde estivemos sempre, à exceção de 1992 e 1995. E tratar o psicológico é muito difícil. Quem diz que esses seis pontos dados nos acréscimos não vão fazer falta lá na frente ou é muito otimista ou muito ingênuo. Em um campeonato disputado e parelho como esse, seis pontos são muita coisa. O Botafogo entregou o campeonato nesses seis pontos. Desistamos, pois, e não percamos mais o tempo e a paciência com esse time que não merece estar onde está. O torcedor não é idiota e, mesmo com o time disputando a ponta, não vai a campo simplesmente porque não quer se decepcionar mais ainda, como já nos decepcionamos incontáveis vezes. Ontem, até o Vitinho jogou relativamente bem, mas fomos derrotados (sim, derrotados, dadas as circunstâncias) pelo astral do clube, pelos salários atrasados, pelo nosso passado glorioso longínquo que não vai voltar mais e pelo nosso passado de fracassos recentes que está sempre presente e é mais forte que tudo e todos. Abraços.

    Sílvio Porto Alegre

  3. Belo texto.
    Deixemos de lado a reincidência dos gols no acréscimo, que, a gosto do freguês, pode ser encarada como um desejo tremendo e irresistível dos fados futebolísticos, ou uma manquitolagem técnica renitente e indesculpável. (Fato é que não pode acontecer num time com espírito de campeão).
    O que foi realmente notável ontem foi o Seedorf oferecer-se para falar no fim do jogo, ele dizer o que disse e operar, dessa forma, uma completa reversão de ânimo nos botafoguenses. O normal, depois do resultado de ontem, era ficarem os torcedores (e jogadores) com os olhos cravados no chão, lamentando o peso do destino e o azar tremendo que nunca nos dá sossego, nós que temos na crendice das predestinações uma das substâncias da nossa alma.
    Isso era o normal. Mas a entrevista do Seedorf nos fez ficar de cabeça em pé, cientes da boa partida que fazemos, da boa temporada que cumprimos, e do muito que ainda podemos esperar.
    Nunca testemunhei coisa igual; e só encontro paralelo disso no que fez o Didi na final da copa de 58, após o Brasil levar o gol: tomou a bola e foi andando com calma pro meio de campo. Sem parecer que carregava nos ombros o peso do complexo de vira-latas do país inteiro, tinha sim a certeza da potência que aquele time era, e de tudo o que poderia fazer e faria.

  4. Meu caro, Pedro, somente um jogador da grandeza do Seedorf para aliviar esse peso do complexo de vira-latas ou de cavalo paraguaio que toda a mídia insiste ao se referir ao nosso time.
    Acredito sempre mas acho q, parafraseando Murici, a bola pune e tem dado seguidas demonstraçoes disso. Tenho absoluta certeza que esses seis pontos ou seriam oito farão muita falta mas, por outro lado, há tempo para a correção desses erros.
    O nosso time titular encara qualquer um desses bichos papões e o que pesa contra nós e pode fazer a diferença num momento de decisão é a falta de peças para substituir os titulares.
    Marcelo, aproveito para parabenizá-lo pelas análises sempre sensatas sobre tudo que envolve o nosso Glorioso da Estrela Solitária.

  5. Marcelo,

    Quando cheguei em casa e vi o tape, fiquei muito mais revoltado. Em nenhum momento revoltado com o time e esses Gladiadores que demonstram tanto caráter em campo e fora dele.
    Como bem lembrou o E.Sales, fiquei revoltado com um idiota, prepotente, um cara que nunca jogou futebol na vida como o dunga. Esse cara só foi vitorioso em alguma coisa por méritos de outros. Ele nunca será vitorioso por seus méritos, pois exala ódio ao próximo.

    A torcida precisa acreditar nesse time!
    Quem mora no Rio e não foi ao estádio perdeu mais um excelente jogo. Mais uma excelente partida do time.
    Acho que grande parte da torcida ainda tem na cabeça aquele time de amarelões e entregadores que tivemos a partir de 2007. Jogadores que tremiam, perdiam e entregava jogos. Pior ainda, faziam promessas vazias para o próximo jogo, campeonato e ano! Lembra disso?

    Não somos videntes, mas acho que esse ano tem algo muito diferente, a começar pelo nosso Líder e Ídolo, Seedorf. Quantos torcedores babam e invejam o Botafogo por não ter um “CARA” como ele no “seu” time!
    Vendemos caro as quatro derrotas no ano, no ano, e os empates. Tanto é verdade que os empates nos proporciona sabores de derrota!

    Tenho certeza que os jogadores trabalharão para não levar mais gols nos finais de partida e os Deuses Botafoguenses nos compensarão com muitas vitórias e com gols em finais dos jogos.

    Abs e Sds, Botafoguenses!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s