Bahia 2 x 1 Botafogo: Duplo desperdício

Um grande desperdício.

Perdemos a chance de assumir a liderança do campeonato. E perdemos a chance de fazer uma exibição gloriosa diante de uma torcida que foi a maioria esmagadora no Batistão, em Aracaju, muitos deles pela primeira vez assistindo ao seu time do coração, muitos deles sem outra chance de ver seu time ao vivo.

Perdemos por duas falhas individuais, de Renan e Fellype Gabryell. Mas perdemos também pela inoperância do meio-de-campo (Seedorf em noite excessivamente discreta), pela falta de ligação com o ataque e pelos vacilos da defesa.

A esdrúxula alteração do Oswaldo, com a entrada do Renato no lugar do Marcelo Mattos, mudou o ritmo do jogo: estávamos empatando, acabamos perdendo. Sério, a falta crônica de apetite do “8 de Ouro” (quá, quá, quá) é mais irritante do que as falhas graves, porém isoladas, de jogadores que se esforçam o tempo inteiro como FGabryell. Renato e Andrezinho, a cada jogo, vão desmentindo a tese de que temos um “ótimo banco”. Temos um banco muito caro, isso sim (se bem que eles não recebem, mas isso fica pra outra ocasião).

Enfim, perdemos para um time que tínhamos obrigação de ganhar.

E perdemos diante de uma torcida que não merecia sair tão frustrada do estádio em Aracaju.

 

Anúncios

6 Respostas para “Bahia 2 x 1 Botafogo: Duplo desperdício

  1. Nesse jogo ficou bem claro como mudam os posicionamentos do Gabriel e do Marcelo Mattos, e como como mudam os desempenhos do Bolívar e do Julio César, com a entrada do Antonio Carlos. O Dória faz muita falta. Desde a saída do Dória todo o nosso flanco esquerdo caiu de produção, a começar pelo Julio Cesar, citado anteriormente, mas sem esquecer do Fellype Gabriel. Além disso, pelo lado defensivo, repare como o Antônio Carlos nunca chega junto, ele espera demais, não dá combate, o que sobrecarrega o Gabriel e o Marcelo Mattos, abrindo um buraco entre os meias defensivos e ofensivos. O time perde uma de suas características que é a saída de bola com qualidade de pé em pé, bem trabalhada. Além disso, quando a bola sobra nos pés do Antônio Carlos invariavelmente a jogada vira um chutão para frente. Incrível como um jogador afeta tanto o desempenho dos outros. Triste é que estamos sem o Dória, para que ele faça amistosos com seleção sub-20!!! Isso é absurdo!

    Fico triste que o Renan tenha sofrido mais um gol bobo hoje, num lance em que ele teve participação. Infelizmente, para cada grande defesa ele tem cometido uma grande bobagem. O Jefferson faz muita falta, pela consistência e pela confiança que ele transmite ao time.

    Para finalizar, espero que o presidente arrume esse dinheiro para ontem! E que a nossa torcida ajude o clube, abraçando o sócio-torcedor, ainda que estejamos sem estádio. Nós temos de fazer nossa parte!

    • Muito bem observado, Mikael. Sem dúvida, a lentidão do Antonio Carlos compromete toda a defesa – note também como o Bolivar passa a alternar bons e maus momentos com a volta do AC. Sem bola no chão, o jogo fica muito difícil pra um time como o nosso. Valeu pelo comentário, pelas ótimas observações e volte sempre!

  2. Mikael, você esta com a completa razão. O AC eh um zagueiro de espera, ou de sobra. Além de tudo muito vacilante e lento,…sonolento. Já vimos e veremos em outros jogos, lamentavelmente, ele chegar atrasado nos lances por tomar a decisão tempos depois do adversário. Isso sobrecarrega os companheiros que além do 1o. combate, ainda ficam com o ônus da cobertura.
    Agora, gostaria de registrar a falta de apetite do time ha alguns jogos.
    Fiz este mesmo comentário, com outras palavras nos jogos de Santos e Cruzeiro. A pegada esta frouxa e a agressividade no ataque foi substituída por um sem fim de troca de passes laterais. O Julio Cesar não ataca mais e o Lucas muito pouco. E não acho que seja orientação tática.
    Ou estávamos “de salto alto”, ou os salários começam a influenciar.
    Para ambas as alternativas temos que ter solução urgente. Acho quedara a primeira já recebemos uma dose e espero ser suficiente.

  3. Acho, na verdade, que esse time precisa mudar de psicólogo. O(a) que está lá não é bom. É sintomático quando você tem a chance de ser o líder e fracassa como sempre. Aconteceu várias vezes desde 2007. Ontem o time não jogou nada. Simples assim. Exemplos: Renan – quando tem a chance de se mostrar, falha. Vitinho – alguém falou pra ele que ele já é um cracaço renomado e não precisa jogar como se fosse a última partida da vida. Rafael Marques – voltando à normalidade. Andrezinho – esqueceu como jogar bola, se é que algum dia soube. Renato – acomodado, basta essa definição. Aí fica difícil de ganhar de qualquer um, mesmo do pobre do Bahia, candidatíssimo ao rebaixamento. Moral da história: consagramos mais uma vez o time do débil Souza. Em que pesem os salários atrasados, é broxante ! E por falar nas dificuldades financeiras, agravadas pela intervenção do Engenhão, ainda não vi o Botafogo processando ninguém (Prefeitura do Rio, empreiteiras, o bispo, o Papa, o escambau) por lucros cessantes. O que está esperando ? Que esses gigantes da competência batam na porta do clube e ofereçam um ressarcimento pela grana que deixou de entrar ? Puxa um banquinho.

  4. Não foi o gramado que derrotou o Botafogo.
    A grama do Batistão é mal cortada, mas o campo não tem essa buraqueira q tão falando.
    Quando o Botafogo quis (e quando o Bahia afrouxou a marcação) conseguiu tocar a bola.
    Alguém viu o estado do Couto Pereira no Coxa x frufru? Pior que o do Batistão.

    Mudando do gramado para a torcida: eu já disse algumas vezes que em Sergipe o Botafogo tem muita torcida, e em dia de jogo ela é reforçada pela galera de Alagoas, Bahia, Paraíba e Pernambuco. Fomos maioria. Dois terços, ao menos, com certeza. E a galera já havia dado o recado no aeroporto.
    Pena que o time tenha feito vergonha.

    Começou prometendo com o gol de Vitor; foi pro intervalo deixando a esperança de um bom segundo tempo depois da bola no travessão de Fellype Gabriel e da jogadaça de Seedorf no fim da primeira etapa; mas acabou decepcionando os Alvinegros daqui mais uma vez (em 2011 perdemos para o River Plate de Carmópolis).
    E na etapa derradeira o time de 2013 foi apático foi apático como o de 2011.
    Os desfalques fizeram falta? Sim.
    Mas o time pareceu morto fisicamente e desmotivado, apesar do apoio do torcedor.
    Outra coisa: Não há alternativas de jogo. Nossa bola parada é fraca e nosso aproveitamento de contra-ataques é irrisório. Ou seja, só jogamos bem quando tocamos a bola.
    Considerando tudo isso, acho que cabem algumas mudanças no time.
    Porque não experimentar André Bahia e Rodrigo Defendi? Bolivar está mal fisicamente e já é lento naturalmente. Poupa o cara contra a Ponte! E Antônio Carlos tem de ser negociado, como Renato e André(futebol)Zinho. O tempo deles passou.
    Mattos é outro que está se arrastando com um palmo de língua para fora.
    Julio Cesar, depois da lesão na final da Taça Rio, ainda não retomou seu jogo. Lima (que tem entrado bem) deveria ser testado em Campinas.
    E como quase todos, concordo com a entrada de Bruno Mendes ou Alex (se estiver disponível) para jogar lá na frente, com Rafael de segundo atacante FG e Seed de meias, com Vitor (Vitinho é nome de juvenil) entrando no 2º tempo, no lugar do mais cansado desses 2.
    Fato é que o treinador pode ter a confiança do grupo, pode ser bom de blá-blá-blá, mas não faz boa leitura do jogo. De jeito nenhum. Chiar aqui não vai mudar a teimosia dele.

    No fim das contas, é osso ver sua paixão poucas vezes na vida e se decepcionar tanto quando isso ocorre. Frustração sem tamanho. Poço que demora para ter fundo. Ainda vou me recuperar. Espero passar pela Ponte e encontrar do outro lado o caminho para o título.

    Saudações.

  5. Atenção amigos da Fogo Eterno, gostaríamos de contar com a colaboração de vocês na divulgação do evento BOTAFOGO SEM FRONTEIRAS/2ª EDIÇÃO DO FEIJÃO NO FOGÃO Feira de Santana-Ba que vai ocorrer no dia 31/08/2013(sábado) em Feira-Ba. Podemos adiantar algumas informações: Preço da camisa R$ 100,00, que dá direito a feijoada completa, bebida(cerveja, refrigerante e água),caneca(recebida na entrada do evento), 02 Bandas de Samba, espaço Kids com as presenças de Biriba e Biruta(mascotes do Botafogo), todo Staff do Botafogo que cuidará da animação. Já temos confirmados as presenças de Jairzinho e Fernandinha, estamos em negociação com Maurício e Gonçalves. O evento será na casa de evento Campestre Sitio em Feira-Ba. Este ano temos uma novidade que todos que comprarem a camisa vão receber um kit de sócio torcedor na modalidade SEM FRONTEIRAS, fornecido pelo Botafogo, caso queira se associar é só se cadastrar. O evento esta sendo organizado pela Feira Fogo(Associação de Botafoguenses de Feira de Santana-Ba). Qualquer dúvida é só ligar nos telefones: 75 3221 4442 ou 75 99558797. Contamos com a presença de todos da cidade de Aracaju-Se. Saudações Alvinegras.

    Caribé-Ralações Públicas Feira Fogo
    José Boa Sorte-Presidente Feira Fogo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s