Um troféu, dois ídolos

jeffeseedorf

Na morna cerimônia de entrega do troféu de campeão carioca, a imagem mais marcante foi essa que está aí acima.

Seedorf e Jefferson erguem, JUNTOS, a taça. Nada mais justo. Pelos pés de um e pelas mãos do outro, o Botafogo escreveu mais uma página vitoriosa de sua história no futebol do Rio de Janeiro.

Agora, que essas mãos estejam novamente reunidas para levantar ao menos uma outra taça até o fim do ano.

Neles, eu confio.

PS: Tremenda injustiça o Fellype Gabriel não estar na seleção dos melhores do campeonato.

PS II: Seedorf, o craque do campeonato, muito bem escolhido. Mas o troféu poderia ter ficado também com o Lodeiro.

 

Anúncios

Uma resposta para “Um troféu, dois ídolos

  1. Num campeonato fraco, o fogão sobrou. A lamentar a ausência do Fellype Gabriel. No nível do Jefferson, Seedorf e Lodeiro.
    Esperamos amanha uma exibição digna de campeão que aspira mais um título.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s