CRB 0 X 0 Botafogo: Os invisíveis

Causou alguma celeuma na internet o fato de o Botafogo ter publicado em seu site oficial uma montagem que associa os seus principais jogadores aos badalados Vingadores do cinema.

Da minha parte, não vi nada demais, apenas uma boa sacada de marketing. O que lamento é que não tenham sido incluídos na montagem os dois “super-heróis” que foram escalados para entrar em campo na bela Maceió, nas Alagoas: Lucas Zen e Renato, os Invisíveis. Ou eles estavam lá mas, escondidos pelo manto da invisibilidade, ninguém percebeu.

A atuação decepcionante de reservas de luxo como Renato, Zen, Bruno Mendes e Lima foi a nota mais marcante da partida disputada no Rei Pelé. Quem tinha obrigação de desequilibrar, como Andrezinho, não fez a diferença – e no caso do meia, ainda perdeu um gol feito. E alguns mais jovens, como Gegê, também não apareceram para o jogo.

Jefferson, para variar, cresceu quando foi exigido, fazendo mais uma defesa monstruosa, outra imagem para guardar em DVD. O ímpeto de Vitinho, sempre tentando o gol, foi outro destaque, e pouco mais. Uma defesa mal posicionada, desprotegida por volantes omissos, e um ataque improdutivo, com mais cenas lamentáveis da briga de Bruno Mendes com a bola, fizeram o Botafogo ter uma atuação pálida, titubeante, muitas vezes irreconhecível.

Parece que, assim como os titulares, os reservas também foram poupados do confronto. Pior para a torcida alvinegra em Maceió, que fez uma bonita festa e não foi recompensada à altura,muito longe disso.

Agora, vamos ver se os titulares, devidamente descansados, liquidam a fatura do Campeonato Carioca no domingo para podermos nos concentrar nas competições nacionais.

Anúncios

Uma resposta para “CRB 0 X 0 Botafogo: Os invisíveis

  1. Realmente impressionante a “performance” de alguns. Acho sinceramente que o Rentato perdeu a vergonha de ficar na reserva e se acomodou definitivamente. O Bruno Mendes, ano passado uma grande esperança, tem-se revelado um tremendo perna-de-pau, incapaz de matar uma bola e de dar um passe correto. Quanto ao Lucas Zen, nunca foi grande coisa mesmo, é um jogador mediano, que não deveria estar no Botafogo; acho que em um Madureira ou Olaria, talvez. O Henrique, que entrou depois, parece que esqueceu o pouco que sabia; é outro que não poderia estar vestindo a camisa do Botafogo. O Andrezinho, que nunca, volto a frisar, passou de reserva no Flamengo e no Inter, parece um jogador de pelada de bairro, não me passa a menor confiança. O problema é justamente esse: jogando no Botafogo, jogadores medíocres são tratados como se fossem grandes craques ou grandes promessas e … não são. Prova disso são jogos como o de ontem, no qual um time abaixo de ruim como o CRB consegue emparelhar a partida contra esses “cracaços” e essas “promessas”. Acho que o Botafogo incorporou de vez o espírito do campeonatinho que está em vias de ganhar (sempre fico com um pé atrás …) e se tornou o time Me Engana Que Eu Gosto !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s