Macaé 1 x 3 Botafogo: A arte de ser ídolo

seedorfmacae1

Só mesmo um craque do porte de Seedorf para transformar um jogo banal, modorrento até, em um momento grandioso e emocionante.

Em uma partida em que o meio-campo não se acertou, Bruno Mendes novamente não foi bem, e a defesa cochilou seguidas vezes, foi a estrela do holandês que brilhou.

No primeiro tempo, Seedorf já tinha se destacado com o gol de oportunismo e com a precisão dos passes.

Mas, na segunda etapa, ele mitou. A postura de liderança, orientando o time o tempo inteiro, e a forma segura com a qual cobrou as duas penalidades mostraram a face de um jogador extraordinário, carismático, que impressiona até quem não torce pelo nosso time. E as lágrimas de emoção ao fim do jogo, quando saiu de campo ovacionado, também foram de arrepiar.

Tive o prazer de ver o Seedorf destruir o Cruzeiro, em pleno Independência, e posso dizer que o privilégio de assistir ao vivo o holandês com a camisa do Botafogo é uma emoção para se guardar para o resto da vida. Por isso, dou um conselho a você, alvinegro carioca ou de outro estado: dê um jeito de ver o Seedorf em campo. Você não vai se arrepender.

 

seedorfmacae2

Quanto mais SEEDORF, melhor.

 

Fotos: Lancenet!

 

 

 

 

 

Anúncios

3 Respostas para “Macaé 1 x 3 Botafogo: A arte de ser ídolo

  1. Marcelo,
    Você tem toda a razão. Em um time burocrático, diante de um adversário quase amador, o Seedorf foi uma ilha de lucidez, sobriedade e comprometimento. No final o choro explica o atraso no retorno das ferias e a atenção que este ser humano extraordinário dedica ao que realmente vale a pena ser cuidado. A família.
    Ele homenageou a avo, falecida ha 10 dias e a sua família que o acompanhou no período de tratamento dela.
    Um indivíduo brilhante na arte que pratica e um exemplo a ser seguido.
    E.T : me encanta a sobriedade de suas comemorações em contraste com o show de reboladas, umbigadas e louvores a Deus dos mais devotos artilheiros do nosso Brasil.

  2. Marcelo,

    Como todo Botafoguense sou a emoção em carne e osso!
    Ontem os olhos marejaram por duas vezes. A primeira revendo e lembrando da minha infância, com o gol do Jairzinho, Furacão da Copa em 70, no jogo contra a Inglaterra. A segunda vez com o Seedorf!

    Fico imaginando se o Furacão da Copa (único jogador a fazer gols em todos os jogos em uma copa do mundo) e o Seedorf fosse(m) jogador(es) dos lixos (carioca e paulista).

    Até quando o Antonio Carlos continuará marcando os adversários a distância e apenas com os olhos?

    Abs e Sds, Botafoguenses!!!

  3. E eu que já vi jogar Garrincha, Nilton Santos, Didi, Jairzinho e alguns outros que realmente vestiam com orgulho a camisa alvin-negra, torço para que Seedorf continue jogando tudo o que sabe no nosso Glorioso. Os dois se merecem! Quem sabe, até outros pseudo craques de outros times aprendam que jogar futebol é coisa séria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s