Botafogo 2 x 3 Atlético-MG: Incompetência e arrogância

A única possível relevância na partida disputada nesse domingo no Engenhão foi a de mostrar, mais uma vez, que Oswaldo de Oliveira não pode treinar o Botafogo na temporada de 2013.

O time que “comanda” perdeu em casa, de virada, e com um homem a mais desde os 25minutos do 2o tempo. Como ocorreu em inúmeras partidas do Brasileirão, Oswaldo foi facilmente superado pelo técnico no outro banco – no caso, o Cuca. E, pior, ao fim do jogo, colocou a culpa nos jogadores, como se ele não tivesse contribuído para o fracasso, ao não mexer no time na hora necessária.

Começar o ano com um técnico extremamente desgastado com a torcida por causa de seguidas demonstrações de incompetência e arrogância é, além de improdutivo, muito perigoso.

  Que a diretoria se ilumine e evite, logo agora, um início sombrio de 2013.

Da minha parte, com a escassez de bons nomes disponíveis no mercado (em especial para o que o Botafogo pode pagar), eu tentaria o Marcelo de Oliveira. Mesmo com o insucesso no Vasco, ele mostrou que pode fazer um trabalho sério, em especial de médio prazo, e acredito que ele teria condições de montar um time competitivo para o Brasileirão. E já teria uma grande vantagem, logo de cara: nos livraríamos da empáfia do Oswaldo. 

  

Anúncios

6 Respostas para “Botafogo 2 x 3 Atlético-MG: Incompetência e arrogância

  1. Mauro,

    O Botafogo tem sim condições de pagar um ótimo salário para qualquer treinador. Basta ver os 88 jogadores que fazem parte da folha. Muitos ganhando sem treinar, pois não existe espaço físico no Engenhão e em General Severiano para tanta gente. Maioria com contratos até 2014. Alguns emprestados com os salários pagos pelo clube, seja percentual ou integralmente.
    Um exemplo foi à péssima indicação do Oswaldo, Rafael Marques, que ganha 200 mil por mês até o final de 2015.

    Estive no jogo dos juniores e tive a certeza que a mentalidade derrotista de hoje está enraizada nos alicerces de General Severiano em todas as categorias do futebol.
    Adiantou mudar o local do jogo? Queria aparecer, levantar outra taça e dar volta olímpica. Eles não merecem e infelizmente vamos a reboque.

    A clara demonstração que o Oswaldo é um péssimo treinador é como perdemos o primeiro jogo da decisão do carioquinha. Não soube arrumar o time com menos um (expulsão do Lucas) e hoje, demonstrou também que não sabe arrumar o time com um jogador a mais.

    Com o jogo dessa manhã, tive a certeza que sofreremos muito nos próximos dois anos da gestão do presidente Mauricio Assumpção. Uma gestão covarde, omissa, submissa, subserviente!

    Pobre do atual Botafogo!
    Pobre de nós, torcedores!

    Abs e Sds, Botafoguenses!!!

  2. Olá, Marcelo.
    Aproveito o espaço no seu texto para fazer uma breve análise do trabalho do figura que entrega as camisas no nosso Glorioso.

    Oswaldo no Botafogo:
    1 – Nunca teve uma boa relação com a torcida;
    2 – Suas entrevistas sempre foram repletas e conversas moles para boi dormir e arrogância, em tom dissimulado e desinteressado;
    3 – Não vimos qualquer ação dele que tenha resultado em melhora do time em campo, seja ela tática, técnica, ou de atitude (nem jogadas ensaiadas);
    4 – As contratações bancadas por ele pouco deram certo e deixaram o time carente em posições chave (Fellype Gabriel é bom jogador, apesar de oscilar muito, o resto é futebolisticamente imprestável);
    5 – Faltou humildade ao futebolósofo nipo-brasileiro para reconhecer e corrigir seus erros;
    6 – Custa caro, principalmente se avaliarmos a relação custo-benefício;
    7 – Passa a nítida impressão de estar conformado e não ter ambição para alçar vôos mais altos na carreira e encarar novos desafios;
    8 – Os resultados foram ruins em todas as competições.

    Se alguém achar argumentos para defender o famigerado O2, pode se sentir à vontade para fazê-lo.
    Estou curioso para conhecer as alegações de quem pretende advogar essa causa que considero perdida.
    Talvez assim eu chegue próximo de entender o que se passa na cabeça do frouxo presidente Maurício Assumpção, que já demonstrou várias vezes a intenção de renovar com o referido “técnico”.

    • Os oito pontos que você levanta, Carlão, são absolutamente pertinentes. Não sei qual o mais gritante – o número 1 ou o número 8. Mas os outros também não podem ser desprezados. Incrível que esses itens sejam negligenciados pela diretoria e tratados com condescência por parte da mídia, não?
      Abs alvinegros,
      Marcelo

  3. Assisti o jogo no PPV. No intervalo o A.Carlos fala ao repórter:” temos feito bons jogos, nao sei porque a torcida pega no nosso pe”.
    Será que ele nao se toca do que faz?
    Ainda por cima, alguns forcaram o terceiro amarelo pra saírem de ferias mais cedo.
    No Botafogo falta comando e vergonha.
    A imagem da torcida vaiando (acho que foi no carioca) e do OdeO encarando a arquibancada da a medida do respeito desta diretoria para com o torcedor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s