Bahia 2 x 0 Botafogo: Sem vontade de brilhar

O Botafogo entrou em campo como se tivesse dez pontos de vantagem para o líder do campeonato, como se tivesse gordura para queimar na tabela. Lentidão, displicência, soberba, atitude superior na linha vamos-ganhar-esse-jogo-quando-quisermos. Esqueceu, contudo, de combinar com o Bahia. Resultado: tomou um gol de escanteio. E do Fahel.

Mesmo assim, o time continuou sem vontade de brilhar. Mesmo Seedorf pouco se destacou, fez sua partida menos efetiva com a camisa alvinegra. Muito pior do que ele, porém, foi a passividade do Oswaldo em assistir seu time jogando mal e não fazer nada para mudá-lo. Além dos evidentes problemas de formação de elenco, Oswaldo irrita pela inoperância: esses três pontos deixados em Salvador podem ser debitados diretamente em sua conta.

Pouco mais a comentar, a não ser a decepção com mais uma atuação apagada do Lodeiro, a irritação recorrente com Fábio Ferreira e Elkeson, o constrangimento por ver que o Jefferson foi o melhor jogador do 2o tempo (quando o Botafogo teria que mandar no jogo), a tristeza por ver a chance de disputar a Libertadores escoando pelo ralo…

Três empates e uma derrota: Oswaldo de Oliveira sabe como ninguém motivar a torcida antes de um clássico, não?

Ah, e o nosso técnico, que tanto reclamou a necessidade de ter mais tempo para treinar, colheu os seguintes resultados depois de conseguir o que queria: um empate em casa e uma derrota para um time ameaçado de rebaixamento.

Anúncios

4 Respostas para “Bahia 2 x 0 Botafogo: Sem vontade de brilhar

  1. Nos últimos 3 anos, o elenco e a direção do BOTAFOGO parece que não querer ou queriam disputar a Libertadores, assim como, todo ano abre mão da Sulamericana. Tudo porque não lhes interessa viajar pelo continente, é melhor participar do carioca e pronto, nem a Copa do Brasil vale o sacrifício porque aí, obrigaria a disputar a Libertadores e isso não lhes agrada.

    É um clube talhado para ser apenas coadjuvante.

  2. QuiquiElkelson? É brincadeira o cara tirar Seedorf, mesmo apagado, como bem destacou, mas buscando jogo e deixar essa íngua que perde TUDO, repito, TUDO que tenta…

  3. Marcelo,
    Acho que não é passividade do monge japonês OdeO. Tenho certeza que é incompetência ou desconhecimento.
    Todas as vezes que jogamos com um adversário que possua um bom técnico levamos um banho, um nó tático. Tenho a sensação que o adversário tem mais preparo, disposição e que disputam o jogo das suas vidas.
    Com esse mesmo elenco, porém com outro técnico disputaríamos títulos.

    Abs e Sds, Botafoguenses!!!

  4. Realmente, tem coisas que só acontecem com o Botafogo. Esse vai-não-vai (acabando sempre com um não-vai) para a Libertadores é irritante. Desclassificação na primeira ou segunda rodadas da Sulamericana (o máximo que conseguimos !) e Copa do Brasil também é irritante. Ou seja, torcer para o Botafogo é um exercício de paciência. Fico me perguntando o que o Seedorf deve estar pensando numa hora dessas: a) em que fria me meti ? b) tudo bem, vou ganhar uma grana aqui e me aposentar numa boa, já que na Europa não dá mais para mim; c) estou me sentindo desesperado; d) nada (já incorporando o modo de ser e de viver dos jogadores botafoguenses). Por fim, alguém poderia me esclarecer se o tal do Rafael Marques alguma vez na vida já marcou gol ?

    Sílvio Porto Alegre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s