Corinthians 1 x 3 Botafogo: O sorriso da vitória

Resumindo o jogo da quarta-feira em uma frase: o Botafogo engoliu o Corinthians.

Uma atuação soberba, com alguns jogadores em noite pra lá de inspiradas: Renato, Marcio Azevedo, Lucas, Andrezinho, e, claro, Elkeson. Para um atacante, confiança é fundamental, e ele está em pleno processo de recuperação.

Com exceção do momento logo após o time ter a infelicidade de perder momentaneamente dois jogadores,quando Lucas Zen e Antonio Carlos se chocaram, o Glorioso dominou amplamente a partida. E de forma malandra – quando o adversário tentou se recuperar, já tinha perdido a supremacia territorial. Fez mais: fez um segundo tempo absolutamente seguro, senhor do campo.

E, vamos reconhecer quando chega a hora de fazê-lo, a estratégia do Oswaldo se mostrou amplamente eficaz: toque de bola, movimentação rápida, alternância de posições, e Elkeson funcionando bem como o homem responsável pelo último toque na bola, na hora da conclusão.

O melhor: mesmo quando o time perde um jogador importante, caso do Vitor Junior, continua mantendo o mesmo padrão, dentro ou fora de casa.

Que o sorriso de Seedorf continue nos iluminando e o Botafogo continue assim, tão inspirado, no clássico de domingo.

Ah, e onde o Seedorf vai entrar nesse time que acabou de encaixar, agora que o Andrezinho resolveu jogar bola, no melhor espírito “corre que o holandês vem aí” ? Não sei, isso é problema do Oswaldo.

O melhor dos problemas, certo?

***

PS: Pacaembu, desde 1995, fazendo botafoguenses felizes.

PS II: Se nós ganhamos do campeão da Libertadores fazendo mais gols neles do que Santos e Boca, tem que mandar entregar a taça em General Severiano, certo?

Anúncios

6 Respostas para “Corinthians 1 x 3 Botafogo: O sorriso da vitória

  1. Texto espetacular,sem mais!barrou até o meu!
    Boa Marcelo!
    Abraço
    Igor
    E quando o time resolve jogar bem…só rola elogio mesmo!e boa,tem q entregar a taça pra gente sim!hehehe
    meu blog de esportes: http://igoresportes.blogspot.com.br/ e no twitter @blogdoigor05

  2. Marcelo
    No Fogão Net tem comentário sobre o CBF (mudança de jogo) e esse juiz safado, pilantra, do Héber Roberto Lopes que impediu que a vitória fosse maior. Eles lembram que foi ele que expulsou Márcio Azevedo direto por uma falta comum, o que causou a derrota para o Náutico. E que não teve a mesma coragem para expulsar o marginal do Romarinho (carrinho por trás em Azevedo, puxão de camisa em Azevedo e Lucas Zen), Ralff (pisão no peito de Antônio Carlos), Alex (pisada no tornozelo de Fellype Gabriel) e Chicão (pontapé por trás em Fellype Gabriel).
    Lembrou, também, que foi covarde ao não dar cartão amarelo a Élton, que dominou no braço para fazer gol anulado. Muito menos marcou falta em lance que Cidinho sairia na cara do gol para fazer o quarto. Para coroar sua horripilante atuação, inventou um pênalti em Fábio Santos para o Corinthians diminuir.

    É sempre assim e como temos umas bananas em General Severiano, vamos torcer para que os jogadores mantenham a pegada, vontade e determinação, pois se depender dos omissos estamos ferrados.
    Que essas duas partidas não sejam lampejos e sim consistentes. Que venha o eterno time da terceira divisão!

    Já estou empolgado de novo. Não aprendo nunca!

    Abs e Sds, Botafoguenses!!!

  3. O time errou muito pouco, ótimo toque de bola, encaixou bem a marcação e o ataque se movimentou o tempo todo. Deu gosto de ver. Respondendo a pergunta, minha escalação titular seria: Jefferson, Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira, Márcio Azevedo, Jadson, Renato, Seedorf, Andrezinho, Cidinho e Elkeson. Com ótimas peças de reposição, como Vítor Júnior, Felipe Gabriel, Marcelo Mattos, Lucas Zen, Rafael Marques, Lodeiro, Brinner, William, Sassá, Rodrigo Dantas… tá bom, né?

  4. Caro Marcelo, realmente está difícil de arrumar uma vaga para o Seedorf neste time.
    Nota: Indiscutível o potencial futebolístico do Elkson. A capacidade de aliar técnica, força e velocidade é fantástica. Parabéns ao OdeO por ter acreditado no potencial do Elkson e do trabalho tático e emocional tão importante para o resgate da performance do Elkson.
    Saudações Gloriosas!
    Cléto Martins

  5. Como é importante o time ganhar (mais) e perder (menos). Em campeonato de pontos corridos, o feio e ruim mesmo é empatar! Com mais duas vitórias, a gente atinge o topo… Uma taça de vinho argentino da melhor uva torrontes, numa fria noite de quarta-feira – eis aí um santo remédio para dormir (bem) a noite inteira.

  6. Realmente o trabalho do Oswaldo tem que ser engrandecido. Teve coragem para barrar o Loco por acreditar na força de seu esquema tático. Trouxe Vitor Junior e Fellype Gabriel, que vem fazendo grandes atuações. Promoveu o Jadson, que vem atuando bem. E fez esse trabalho fantástico com o Elkesson, que em 2 jogos vem jogando o que ele jogava antes da convocação da seleção brasileira. Grande treinador. Espero que Seedorf tenha humildade de se encaixar no esquema do treinador e possa somar ao elenco. E que venha o Lodeiro e mais um zagueiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s