Botafogo 3 x 0 Bahia: O efeito Seedorf

Do Pereirão, pelo telefone: “Mas que beleza de resultado! vou tomar um vinho em homenagem ao Fogão!”

Do Pereirinha, pessoalmente, logo após o jogo: “Hoje deu tudo certo, né, pai?”

Sim, deu tudo certo. Festa e partida, ambos saíram melhores do que a encomenda. As imagens da chegada do Seedorf ao Engenhão são simplesmente deslumbrantes. E o sorriso do holandês parecia ser não apenas de alegria, mas de encantamento. 

Imagem

 Mas de nada adiantaria tanta festa se não houvesse um time disposto a continuar fazendo a alegria da torcida, com a bola rolando. E foi isso o que mais deve ser comemorado: o efeito Seedorf fez o Botafogo fazer como sempre deveria fazer ao jogar em casa, em especial com times mais fracos. Mandar na partida o tempo inteiro, mostrando ímpeto de vencer e não dar chance ao adversário. E mais: a intensa movimentação ofensiva, enfim, se mostrou eficaz. Andrezinho, o mais ameaçado de perder a vaga, resolveu justificar sua contratação e fez uma boa partida, abaixo apenas de Marcio Azevedo (visível evolução), Renato (que partida!), Elkeson (um golaço, o mais bonito do alvinegro no Brasileirão) e , claro, Cidinho, a estrela da noite – dois gols e uma exibição de encher os olhos, de nos fazer feliz pelo destemor.

 Tenho certeza que a motivação trazida pela chegada do Seedorf não ficará restrita à torcida. Para os jogadores, também, prevalece agora a certeza que será preciso correr mais para garantir vaga no time.Imagem 

 Foi uma semana muito agitada no Botafogo, talvez a mais agitada dos últimos tempos, com as saídas de Herrera, Loco e Maicosuel. E, claro, o frenesi causado pela chegada do Seedorf, que fez o time voltar ao topo do noticiário, com direito a uma matéria de quase três minutos no Jornal Nacional de sábado. 

Foi bom perceber que, mesmo com toda essa movimentação, o time não se dispersou e soube jogar com seriedade, disposição – e alegria de jogar futebol, expressa no terceiro gol, uma pintura coletiva.

.

Imagem

E quanto ao Souza, um marginal travestido de jogador de futebol e que fez uma agressão covarde a Antonio Carlos, ele não merece nem ódio nem desprezo. No máximo, indiferença – e já é muito.

Anúncios

8 Respostas para “Botafogo 3 x 0 Bahia: O efeito Seedorf

  1. [Michael Jordano: O craque não é aquele que faz mais pontos, pega mais rebotes ou dá mais assistências, mas aquele jogador capaz de elevar o nível de jogo dos seus companheiros].
    Caro Marcelo, o Seedorf chega ao Brasil, com clareza absurda de seus deveres e obrigações. No contrato de 02 anos, ele se garante. Mais um ano, dependerá do seu balanço altamente rigoroso.
    Seedorf é o craque!
    Saudações Gloriosas!
    Cléto Martins

  2. Tudo muito lindo. A lamentar, só a fraca presença da torcida.
    Pena!

  3. Não sei se você ouviu a coletiva do Oswaldo, mas perguntaram para ele como foi o vestiário quando o Seedorf entrou e falou com o time.
    Ele respondeu que ele entrou, cumprimentou um por um, disse que estava feliz por estar ali, mas que o mais importante hoje era a vitória.
    O cara é diferente, e aliado ao Oswaldo não ser chegado num oba-oba ajudaram e ajudará muito o Botafogo. Não quero dizer que “tenho fé”. Mas tenho.

    Sobre a torcida, quem foi deu show. Quem não foi, não sei mais o que está esperando.

  4. Impressionante como a chegada de um jogador de peso elevou o moral da tropa. Fazia tempo que eu não via o time jogando com a garra que vi hoje. Pode ser que o Seedorf não seja mais aquele, mas que ele pode contagiar o restante, acho que ficou provado que pode. Acho que é isso que todos nós queremos: o time não vai ganhar todas, mas tem que ser guerreiro em todas, independentemente do local do jogo. E quanto ao Souza, com o futebol que tem, o tempo vai se encarregar de colocá-lo no seu devido lugar: em algum time da quarta divisão …

    Sílvio Porto Alegre

  5. Mulambos no Fla x Flu homenageiam Botafogo na camisa. Mas é Botafogo FR e não BFG. E “clube” escreve-se com “C” e não com “G”.

  6. Assino onde ????
    E quanto ao Souza, um marginal travestido de jogador de futebol e que fez uma agressão covarde a Antonio Carlos, ele não merece nem ódio nem desprezo. No máximo, indiferença – e já é muito.

  7. Marcelo,
    Como você escreveu no post anterior, que o Seedorf contamine os jogadores com o seu espírito vencedor.

    Abs e Sds, Botafoguenses!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s