Náutico 3 x 2 Botafogo: Um time invicto

Poderia falar que o Maicosuel conseguiu fazer uma exibição ainda pior do que a média e perdeu um gol que teria ao menos garantido um empate, poderia dizer que o Oswaldo mais uma vez mexeu mal ao colocar Cidinho no lugar do Jadson, que o Herrera voltou à lastimável normalidade, que a derrota se torna ainda mais amarga pela forma que foi desenhada, que um time que deseja algo sério no campeonato não pode tomar três gols de um adversário na zona de rebaixamento, que mais uma vez não vai rolar foto no post porque as imagens só aparecem por aqui em caso de vitória ou empate, que o Milton Raphael além de tudo é azarado, que o Botafogo abraçou com força a Síndrome de Lázaro e vive de ressuscitar os mortos, que em vez de sonhar com o Seedorf a diretoria deveria acordar para a realidade e reforçar TODOS os setores do time…

Mas, numa boa, pra mim já deu.

Agora só quero saber quando o Botafogo de Futebol e Regatas vai deixar de, em 90 minutos, transformar o nosso domingo numa segunda-feira. Nesse quesito, nada glorioso, o time continua invicto.

Anúncios

8 Respostas para “Náutico 3 x 2 Botafogo: Um time invicto

  1. Para não ser repetitivo: Sem comentários.
    Abraços e saudações Botafoguenses,
    Luis Celso

  2. Marcelo,

    Até quando os grandes beneméritos, beneméritos e sócios proprietários permitirão esses vexames!
    Qual será o custo do presidentistas omisso omissão como dirigente do clube no futuro?
    Como será a segunda feira das crianças e adolescentes que ainda torcem pelo Botafogo na escola?
    O monge japonês, comissão técnica e esse bando que entra em campo é reflexo de um clube comandado por empresários. Sem Alma e Espírito!

    Abs e Sds, Botafoguenses!!!

  3. Já há algum tempo eu escrevo para os colegas aqui e em outros lugares que o time do Botafogo é essencialmente fraco. Em todos os setores. O que me deixa profundamente irado é observar a incompetência da Diretoria em se julgar mais realista que o rei e contratar como se fossem salvadores da pátria jogadores que foram meros bancos (ou tiveram passagens apagadíssimas) em times mais fortes que o nosso e querer nos fazer crer que se trata de cracaços de bola. Querem exemplos ? Andrezinho, Victor Júnior, Maicosuel, etc. Eles são RUINS. Se não fossem teriam sido mantidos nos clubes que os repassaram para nós. Essa é a realidade. E essa mesma Diretoria, como foi citado no post, quer nos fazer crer que trazer um jogador de 36 anos, em nítida fase de encerramento de carreira, contratado a peso de ouro, será melhor que tentar consertar as várias deficiências que o time tem. Sim, porque com o dinheiro que o clube demonstra interesse em gastar no Vovô Seedorf, daria para contratar uns quatro ou cinco jogadores e botar no banco (que é o lugar correto) gente como os três citados acima, mais o Herrera, o Márcio Azevedo, o Lucas e outras múmias paraplégicas que a gente é obrigado a aguentar. De quebra, daria para reforçar o Departamento de Psicologia do Botafogo, para vez se essa caganeira mental que acomete o time na maioria dos jogos cessa de vez. Hoje, então, foi ridículo ! Depois de conseguir o empate e de ficar com um a mais o time simplesmente “decidiu” que estava bom e começou a tocar a bola, sem se impor, sem ter ambição, sem querer algo melhor, como se empatar com um time medíocre como o Timbu fosse grande resultado. Naquele momento, percebi que iríamos perder. E perdemos. Como pouco a pouco estamos perdendo o saco de assistir aos jogos e torcer por um time que apenas faz uma coisa de concreto: nos envergonhar.

    Sílvio Porto Alegre

  4. Eu já desistir desse time ha bastante tempo. saudacoes a todos os irmaos da linda estrela solitária.

  5. Falar o quê? Você já disso tudo. Mais um ano de vergonha e sofrimento…Abraço!

  6. Também para não ser repetitivo: não se pode esperar nada de quem não tem nada para dar, ou melhor, pensando bem, esse bando travestido de jogadores, só tem nos dado sofrimento, vergonha, decepção e tristeza.

    • E se eu contar para você, Arfux, que eu já conversava com meu filho que sabia como seria o roteiro desse jogo nos Aflitos? Tomaríamos dois gols ainda no primeiro tempo, mas depois faríamos um gol pra manter a esperança, só pra a gente não desligar a tevê. Só errei no gol do empate, esse requinte de crueldade eu não consegui prever. O resto saiu exatamente como imaginei, inclusive o golzinho do adversário no final. Meu placar era 3×1. Adivinhação? Não – padrão de erros. Que se repetem, por causa da ausência de cobrança, ano após ano, rodada depois de rodada…

  7. Marcelo, moro em Brasília, a minha profissão me impõe viagens constantes, tenho 3 filhos, o mais velho com 21(botafoguense), o do meio com 20(palmeirense) e o caçula com 8(botafoguense). Encontro-me em viagem e ontem durante o jogo recebi uma ligação da minha esposa falando da indignação do caçula vendo o nosso time. Ela estava surpresa pois tinha percebido o desapontamento que o nosso filho estava sentindo. Não quero e não irei me estender nesse assunto. O que eu quero mesmo é que aquele bando possa ter mais respeito e consciência para mostrar aos torcedores, principalmente, aos mais novos, que ainda vale a pena torcer para o BOTAFOGO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s