Botafogo 4 x 2 São Paulo: Dois tempos, dois atacantes

Depois de um início fulminante, mas que durou apenas 5 minutos, o Botafogo sumiu de campo na primeira etapa. Disperso, sem vontade e sem organização,  deixou para estrear no Brasileirão somente após voltar do intervalo no Engenhão.

“Vamos esquecer o primeiro tempo e voltar no segundo tempo com pegada para ser campeão”, prometeu Jefferson à CBN antes de descer para o vestiário. Não conhecesse o temperamento de nosso goleiro, poderia até acusá-lo de falar bravata despropositada.

Mas não é que ele tinha razão? A alteração promovida por Oswaldo, com a entrada de Herrera no lugar do inoperante Loco Abreu, mudou o jogo. A nosso favor. Pois, como poetizou o Cleber Machado na transmissão da Globo, o argentino foi o “incendiador” da partida. Fez um belo gol de cabeça (no único cruzamento que Lucas acertou), sofreu pênalti (e converteu com tranquilidade, sem hesitação), demonstrou eficiência ao fuzilar bola espertamente roubada pelo Fellype Gabriel… enfim, como definiu o Pereirinha, o argentino desmontou a defesa do tricolor paulista.

Mas a culpa foi só do Loco pela inapetência do time na primeira etapa? Não vejo assim. É óbvio que o uruguayo não está bem das pernas nem da cabeça, mas o esquema do Oswaldo ainda piora as coisas, ao deixá-lo isolado na frente, ainda mais quando Maicosuel está numa daquelas tardes em que não acerta nada (foi o caso desse domingo).  Sem movimentação ofensiva, o Loco vira presa fácil para os zagueiros adversários.

Vale também destacar, nessa vitória de encher os olhos pela forma inusitada que foi construída na segunda etapa, a desenvoltura do Victor Jr., praticamente um estreante. O ex-jogador do Corinthians não sentiu o jogo, pelo contrário: partiu para cima, chutando e procurando a bola o tempo inteiro.  Acabou sendo premiado com um gol após cobrança de falta. Parece que temos uma boa opção, ainda mais com as lesões crônicas do Andrezinho e do Maicosuel.

Mas a defesa do Botafogo segue frágil e desmilinguida. A ingenuidade de Brinner, no segundo gol são-paulino, ao marcar por trás o Luis Fabiano, foi comovente. E os rombos deixados por Lucas e Marcio Azevedo nos flancos continuam sendo o nosso calcanhar-de-aquiles.

Agora, o que fazer para o próximo jogo? Barrar o Loco e efetivar o Herrera como titular? Não, eu não me atreveria a tanto, levando em conta o histórico de perde-perde-perde-ganha o argentino. Mas eu levaria mais em conta os jogadores que entram com disposição de vender caro uma derrota – ou de brigar até o fim pela vitória, como fez o Herrera nesse domingo iluminado no Engenhão.

PS: A defesa de Jefferson no cabeceio à queima-roupa do Luis Fabiano foi uma das intervenções mais miraculosas que eu já vi um goleiro fazer nos últimos tempos. Coisa de quem está com os reflexos afiadíssimos.

PS II: Quando, ao ser entrevistado no pós-jogo ainda no gramado, o argentino disse que não iria pedir música no Fantástico e deixou a reportagem da Globo desnorteada, Herrera fez o seu quarto gol no Engenhão. Por uma questão de segurança, os repórteres globais vão exigir coletes equipados de cérebros para enfrentar a dupla Loco/Herrera na saída do gramado do Engenhão.

PS III: Sem querer, o argentino evocou a máxima do escrivão Bartleby, célebre personagem do escritor Herman Melville (“Moby Dick”), que repetia sempre no trabalho a frase: “Eu preferiria não fazer”.

PS IV: E o Leão, hein? Que miado patético.

PS V:  Daqui a pouco tô indo para o aeroporto e volto com todos os detalhes da chegada do Seedorf.

Fotos: Botafogo Oficial

Anúncios

5 Respostas para “Botafogo 4 x 2 São Paulo: Dois tempos, dois atacantes

  1. (Brasileirão 2011) Lance facilitador de compreensão da característica real do Vitor Jr.

  2. Marcelo,
    Avaliações perfeitas.
    Tivemos 65% de posse de bola 16 finalizações e só 11 faltas. Não foi um jogo perfeito e nem em altíssimo padrão. Nossa defesa não sabe se posicionar um bolas altas. Quase sempre tem alguém livre. Até em escanteios, que eh imperdoável. As bolas enfiadas pelos meias também são um suplicio. A marcação continua frouxa. O Mago esta mal e desconfio que esta sem confiança.
    Mesmo assim, tivemos atitude. Coisa que faltou no primeiro jogo da decisão do carioca e principalmente contra o Vitoria no segundo jogo.
    E mais uma vez perdemos o equilíbrio. Desta vez de quem não se permite perde-lo.
    E isso que eh muito importante. EQUILÍBRIO.
    Mas, enfim vencemos na estréia. Coisa muito importante para uma boa caminhada num campeonato tão longo e difícil.
    Boa sorte meu Botafogo. Que continue tendo atitude e personalidade.
    Não nos deixe sentir vergonha. Queremos luta. Queremos sentir a alma de cada um se entregando. E o resultado vira. E se não vier, mesmo assim ficaremos felizes.

  3. Boa vitória, mas, sabemos todos, falta qualidade. E é exatamente essa falta de qualidade que faz com que um treinador ultrapassado como o Leão possa, num arroubo ridículo de presunção, lamentar ter perdido apesar de ter certeza que o Botafogo era inferior. Queremos, além da entrega que houve no segundo tempo, um mínimo de técnica, um mínimo de organização tática e um máximo de profissionalismo. Alguns avanços já ocorreram: a barração do Elkeson e a provável barração do Loco Abreu. Precisamos de um centroavante que contrabalance a raça do Herrera com uma técnica superior, de um zagueiro que imponha respeito por cima e por baixo e de dois laterais que honrem a camisa (ver o Márcio Azevedo com Nilton Santos escrito nas costas soa como provocação). Sem isso, por mais que comemoremos essa vitória, podemos ter certeza que não iremos longe.

    Sílvio.

  4. Enfim, uma alegria. Ganhar do S.Paulo (o super time do super técnico, Leão, rei dos animais), e de virada – é muito bom para quem vinha de malogros sucessivos. Adelante, Herrera e sem pedir música no Fantástico!

  5. Quanto a ter ido ao aeroporto ver quando chega o Seedorf, parece que o vôo foi desviado para a China.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s