Botafogo 4 x 2 Bangu: A arte de convencer

Imagem

Como diriam os mais antigos, o Botafogo não só venceu. O Botafogo convenceu.

No primeiro tempo, o Botafogo fez os melhores 45 minutos de todos os tempos das últimas semanas. Jogou como a torcida quer que o time jogue desde o início: intimidando o adversário, não deixando o rival respirar, com velocidade, dinamismo e muita movimentação ofensiva. Pressão total, vontade de fazer o gol e não vacilar. É assim que tem de ser dentro de casa, seja contra o Bangu ou contra qualquer time no Brasileirão ou na Copa do Brasil.

Resultado: ótimas atuações individuais do meio para a frente, com Elkeson sendo a única peça destoante (o preciosismo ainda o atrapalha) e Andrezinho se reabilitando com lançamentos certeiros. O que foi motivo de apreensão (a contusão de Renato) tornou o time ainda mais agressivo, com a entrada de um Maicosuel endiabrado e muito afim de jogar objetivamente, partindo para cima dos oponentes. O 1×0 foi pouco para a superioridade alvinegra. E, claro, muitos aplausos no intervalo.

Imagem

Mas… (e como sempre, tem um “mas…”), depois de fazer 2×0, o Botafogo resolveu premiar a festa da torcida do Bangu e dar um gol de presente para os alvirrubros (não tinha torcedor do Náutico infiltrado ali, não?), com a infelicidade do Lucas. Na sequência, porém, o lance mais bonito do ano: o cruzamento perfeito do Maicosuel para uma cabeceada fortíssima do Loco, praticamente um chute. Botafogo 3×1. Tudo tranquilo? Ainda não…

O pênalti perdido pelo Loco e o vacilo da zaga, deixando Jefferson desesperado com o atacante banguense diante dele, tornaram o jogo desnecessariamente complicado. Porque o Botafogo, de Marcelo Mattos para a frente, teve uma atuação tática e tecnicamente impecável – merecia, portanto, uma meia-dúzia de gols.

O quarto gol, já nos acréscimos, teve ingrediente especial: foi marcado pelo grande nome do jogo, ao lado do Loco. Maicosuel merecia um gol como esse (só não precisava tirar a camisa na comemoração, né, ainda mais na estreia da alvinegra 2012 – pé-quente!). Um gol de contra-ataque, após passe preciso do Marcio Azevedo, gol de velocista, gol de um grande jogador que todos querem ver em boa forma novamente.  

Imagem

E foi assim que o Botafogo fez as pazes com a torcida, com os gols, com a alegria, com o futebol que dá gosto de ver. Ok, foi contra o Bangu. Mas o que merece ser mais destacado é a vontade e a eficiência do time que, ainda que por 90 minutos, nos fez lembrar daquela parte do hino “não podes perder, perder pra ninguém”.

PS: Sobre o pênalti perdido pelo Loco, Oswaldo declarou que o uruguaio não bateria se a partida estivesse 0x0 ou em outro momento difícil. Então, me parece que Abreu não é mais o cobrador oficial do time. E, convenhamos, depois de três gols marcados com a bola rolando, o pênalti desperdiçado deve ser registrado, mas não supervalorizado, certo?

Fotos: Lancenet!

Anúncios

16 Respostas para “Botafogo 4 x 2 Bangu: A arte de convencer

  1. Amanhã, domingo, será definido o vice da Taça Rio / 2012.

  2. Perfeita descricao, cada dia gosto mais de ler os textos do Fogoeterno ^^

  3. Parabéns pela análise, irretocável. Esse é o Botafogo que eu gosto, postura de time grande. Continuamos precisando de peças de reposição para a defesa (um zagueiro e dois laterais). Não gosto de LA e Herrera, mas podem muito bem participar do grupo, não podem e não devem ser absolutos.
    Quanto a nossa torcida, precisa sempre jogar com o time, pois contra já temos os adversários, juízes e todos os meios de comunicação (tv, rádio, jornal e etc…).
    Aliás, que cortada foi aquela do zagueiro do Bangu (Santiago), estava na ala norte, e de lá vi o penalti, será que o moço do apito e o da bandeira não observaram. Turma dos gordos, por favor, olho aberto para a final, pois ao contrário de muito botagoguense, que pensa que o Botafogo é o Barcelona, adoro ser campeão Carioca, é muito bom tirar onda com os vizinhos.
    Grande abraço para todos.

  4. O Maic superando ao próprio Maic! O Maic surpreendeu positivamente por não sentir a falta de ritmo de jogo, e o mais importante, controlou a ansiedade e liberou seu futebol. O Maic facilitou a vida do Andrézinho que teve melhora de rendimento.
    O futebol que o BFR apresentou em 21/04/2012 foi apresentação do trabalho do elenco do OO. Não dá p/ dizer que o OO descruzou os braços em 19/04/2012.
    Em entrevista coletiva após jogo, não se deve falar 100% do que se pensa. O técnico tem que ser propositivo ao clube. Não é momento de piorar o que não está bom, sendo que a solução estará dentro do próprio grupo.
    Saudações Gloriosas!
    Cléto Martins

  5. Se a cada partida os jogadores lembrassem e vivessem esta parte do hino, o BOTAFOGO seria campeão, sempre.

    Na hora da penalidade, pensei que seria o momento certo de Andrezinho quebrar a “escrita”, mas, eis que o caneludo queria mesmo melar uma das suas melhores partidas, e, não fêz por menos, errou o alvo, os sete metros da baliza.

    E o que me desagrada é a soberba do cara, para ele, um pênalti perdido é a coisa mais natural do mundo, se não tivesse errado 6 em 7 cobrados, sendo que o último nos custou uma eliminação para o Fluminense, dando um baita prejuízo ás finanças do clube, além da gozação sofrida pelos torcedores, isso sim, não tem preço.

    San

    • Santos,
      Relato de um repórter de rádio conta que foi o Andrezinho que passou a bola para o Loco bater. Mas também não concordo com a decisão, acho que não era necessário que o uruguayo tentasse superar sua má fase nesse jogo, ainda mais por que, ao contrário do que afirmou o Oswaldo, o jogo ainda não estava decidido. Mas ele fez três gols e jogou muito bem, você não acha?

  6. Hoje, domingo, está definido o vice da Taça Rio / 2012.

  7. Vocês reparam que o cruzamento do Maicossuel com o Loco é igualzinho ao lance do Neymar com o Maranhão? Mas a mídia chama o cruzamento do Maic de bola alçada e o lance do Neymar de toque de gênio.

    Depois eu ainda tenho mania de teoria da conspiração …

    Abs,

    Dirley Santos

  8. peraê!!!! a “arte de convencer” contra o…. bangu?! menos, né, menos.

  9. Para quem gosta de futebol, é mais interessante ver ao jogo do Bangu, que perdeu p/ o BFR, do que ver jogo do poderoso Palmeiras que apanhou 2x seguida do Guarani, que se rendeu ao BFR, na Copa do Brasil/2012.

    Saudações Gloriosas!

    Cléto Martins

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s