Botafogo 1 x 1 grenás: Chance desperdiçada

O Botafogo fez um primeiro tempo apenas razoável. Sem criatividade no meio-de-campo, com Andrezinho sendo uma figura nula, e Herrera absolutamente isolado, inofensivo, só fez gol graças à força e oportunismo de Elkeson. Tomou um gol previsível, a partir do momento que Abel inverteu a posição de W.Nem e este, o melhor jogador em campo, deu um baile no Marcio Azevedo e desnorteou a já atarantada zaga alvinegra. Lucas, discretíssimo, não influiu nem contribuiu em nada. E, além de Andrezinho, F.Gabriel também padecia de falta de criatividade. 

No segundo tempo, porém, especialmente nos últimos 25 minutos, o time melhorou. As entradas de Jobson e Caio aumentaram a mobilidade – Herrera passou a se movimentar com algum perigo e Fellype Gabriel cresceu na partida. Resultado: o argentino mandou duas bolas na trave e F.G ainda fez ótima finalização, obrigando Cavallieri a fazer uma defesa jeffersoniana.

Com os erros clamorosos do juiz, a não-expulsão do Deco e a marcação de uma falta inexistente de Herrera em Cavallieri (sem contar o lance de pé alto em cima de Marcio Azevedo, no mínimo dois toques dentro da área), o flu é que escapou da derrota. Desperdiçamos a chance da vitória.

Mas a verdade é que, tecnicamente, foi um jogo fraco.Do lado deles, Thiago Neves foi uma presença ainda mais invisível do que Andrezinho e outros grenás, ao final, torciam para o juizão acabar e comemorar o empate. Do nosso lado, o pior: alguns jogadores já por natureza limitados, como Fábio Ferreira, se mostraram displicentes e desatentos. Até o Jefferson andou dando umas rateadas.

Um clássico, enfim, bem chocho.  De bom, mesmo, só a jogada do gol do Elkeson, um belo passe do Renato para o Lucas (um lance que a tevê ficou devendo replay), a capacidade de definição do F.Gabryell no segundo tempo, o impeto de sufocar o adversário e perseguir a vitória nos últimos minutos… nada mais ou esqueci de algo? E, de ruim mesmo, o fato de, pela enésima vez, o comentarista Paulo Cesar Vasconcellos passar O JOGO INTEIRO criticando o alvinegro, enxergando uma superioridade inexistente do flu, ignorando os erros do juiz e apontando (de novo!) até uma instabilidade emocional alvinegra que, de verdade, só foi vista no outro lado, mais precisamente no lance criminoso do Deco em cima do Caio. Se PCV é alvinegro e faz isso para demonstrar imparcialidade, está exagerando – e muito – na dose.

   

Anúncios

4 Respostas para “Botafogo 1 x 1 grenás: Chance desperdiçada

  1. Caraca amigo, sempre leio seu site, concordo com vc quase sempre, mas o ódio que estou desse bundao do PCV é incrível. Um recalcado… Como podemos exibir o desgosto da torcida botafoguense para esse bundão?

  2. Esse PCV so quer ser PVC,mas nao chega nem aos pes do original da espn.pcv larga o fogao, e fica na sua insignificancia.

  3. Na boa, há muito tempo não me preocupa o que certos órgãos da imprensa e o que seus empregados falam do BOTAFOGO, mesmo porque o excesso de camaradagem de dirigentes para com os outros clubes atingiu em cheio os jogadores e criou uma mentalidade derrotista e acomodada. Basta fazer um gol que o medo da vitória transparece em todo time. Aliás, se Caixa Dàgua não morre, corria o risco do Americano ultrapassar o 4º lugar entre os grandes, e não se pode contestar tal colocação, o que se comprova em números de títulos, e também, porque hoje não temos maioria de vitórias com os três grandes do Rio. Até o mengo que era nosso freguês inverteu a coisa.

    Hoje o clube é como uma empresa que não tem metas a alcançar e os seus funcionários sabem que todos os meses recebem seus salários e o resto que se exploda. Até os nossos últimos treinadores são pessoas que não abrem o bico a beira do gramado, não se faz treinamentos duros, o que o elenco almeja mesmo são FOLGAS,

    San

  4. Não há cobranças verdadeiras! É um faz de conta ou teatro! Perdi a conta das vezes que precisamos de um resultado ou basta que alguma partida passe a valer algo além de uma vitória e presenciamos algo com ontem.
    O profissionalismo passa longe de General Severiano! O oposto criou raízes nos alicerces e solo sagrado de GS, ou seja, mediocridade, incompetência, comodismo, submissão, paternalismo, comodismo, etc, etc, etc,.
    O técnico demora a analisar, fazer mudanças e no jogo de ontem todos nós percebemos a avenida na nossa lateral esquerda, menos ele. Ninguém faz cobertura e os laterais ficam no mano a mano, no máximo um zagueiro deixa a área e que os Deuses Botafoguenses nos protejam.
    Abs e Sds, Botafoguenses!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s