O fio da pólvora

Não vi o jogo dessa quinta-feira. Mas, do que li, o que achei mais preocupante do empate contra o Madureira foi o Oswaldo falar em “nuvens negras” cercando o alvinegro. Ele foi contratado para duas coisas: não enxergá-las e/ou dissipá-las.

E ver parte da torcida xingando e jogando moedas no ônibus dos jogadores também não foi uma imagem muito estimulante para o clássico de domingo.

Acho que apareceu o fio da pólvora que insistiu em queimar em 2011.

E a chegada de Fellype Gabriell, cheio de Ls e Ys, sinceramente não me parece capaz de apagar o rastilho de explosão.

Anúncios

4 Respostas para “O fio da pólvora

  1. Amigos,
    O que ví não é digno de comentários mais longos.
    Um time que só quem corre, é quem entra no decorrer do jogo, deixa claro que a falta de banco causa uma acomodação nos que estão jogando.
    Não existe ameaça para os desmotivados (não sei porque) titulares e eles sabem disso. Por saberem, não lutam, não dividem jogadas e não correm porque o sol está forte ou o campo é ruim, ou o horário, ou…ou…ou.
    Agora cuidar do cabelo, tatuagens, etc,…Eles cuidam muito bem.
    O segundo gol do Madureira, prá quem não viu, é só observar que no único contra ataque do segundo tempo o A. Carlos simplesmente não acompanhou o seu marcador, que não precisou se esforçar muito no pique para ficar cara a cara com o Jeferson. O AC não aparece mais no vídeo, porque não deu dois passos para acompanha-lo, deixando o esforçado (um dos poucos que sua) F.Ferreira, com dois para marcar.
    O Caio e o Herrera são muito fracos. Fraquíssimos. Mas por estarem no banco, quando entram e correm fazem a diferença num campeonato onde o único interessado é o Botafogo. E, diga-se de passagem, qualquer “timinho” de outros estados se iguala aos pequenos do Rio.
    Melancólico!!! Ainda estamos no segundo semestre de 2011 Sr. OdeO.

  2. Caro Marcelo.
    O Loco Abreu tem seus objetivos muito bem traçados até 2014, o que pode não serem muito interessantes p/ o BFR.
    O principal trunfo Loco Abreu é não sofrer contusão, e isto implica em não se arriscar, não dar carrinho na porta do gol, não fazer gol de peixinho, não ir em bola dividida, etc…
    Lances do1º tempo, 37′ e 42′ , refletem muito bem tal situações.
    Saudações Gloriosas!
    Cléto Martins

  3. Inoperância do ataque, não falo somente dos atacantes, que só fez gol em um penalt, que por sinal muito discutível , e o outro foi contra …o Osvaldo tem crédito e precisa de tempo… Mas acho que continua faltando uma objetividade organizada do meio para frente . Como a defesa e seus laterais não passam confiança… Estamos com a possibilidade séria de ter que tirar o guarda chuva ou a capa de chuva, pois estou sentindo o cheiro de chuva, e chuva grossa. Como li em alguns post anteriores: Qual será o tipo de “entrega”que faremos na taça guanabara?
    Vamos Fogão, vamos parar de imitar a IENA do desenho ( oh vida, oh azar) e levantar a cabeça para conseguir ver a taça em nossas mãos.

  4. O time até que tem um bom toque de bola, mas, não sei a pedido de quem deixou de botar a bola no chão e está jogando como nos tempos de JS e como no final do ano passado, optou só em levantar bolas para LA que só tem gás para jogar 20 ou 30 minutos. E para piorar, perdeu o tempo de bola e o faro de gol, então, o jeito é torcer para que OdeO tenha coragem para barrá-lo e aproveitá-lo no segundo tempo, dependendo do resultado, como era feito com Fischer e Ferreti, na década de 70.
    É melhor experimentar Herrera, Caio e Alex.

    San

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s