A barca alvinegra: Quem vai e quem fica

Enquanto a diretoria enrola a gente, o FogoEterno oferece gratuitamente um serviço de consultoria e elabora a relação com os passageiros da barca que deve zarpar de General Severiano nos próximos dias – e quem deveria permanecer em terra firme. Eis a lista de passageiros, tripulantes e sobreviventes:

Jefferson – Se for mesmo para o futebol inglês ou para o Corinthians, teremos o maior dos baques para 2012. As falhas nos últimos jogos, e que nem foram tão graves assim comparadas com outros goleiros (Prass, Cavalieri), devem ser debitadas à extrema fragilidade que virou a defesa alvinegra na reta final. Se tivesse que ficar com apenas um jogador para 2012, seria ele. Na fase atual, é insubstituível.

Lucas – Não correspondeu nos jogos mais importantes. Irregular no apoio, muito mal na marcação. Cria do Figueirense, merece voltar a comer ostras em Floripa. Barca nele.

Alessandro – Chega. Por uma questão de antiguidade e pelo conjunto da obra, merece ir na cabine do comandante da barca. E vibrando a cada vez que a embarcação superar uma onda.

Antônio Carlos – O melhor da zaga. Deve ficar. Precisa de um novo colega, mais jovem e mais rápido, para dividir a responsabilidade.

Fábio Ferreira – Nunca foi um grande zagueiro, pra dizer o mínimo – que o digam os torcedores do Corinthians. A surpresa foi ele ir tão bem ao chegar ao Botafogo. Agora voltou ao patamar de mediano para fraco que marcou a sua carreira. Um dos primeiros a ganhar o tíquete da barca, com direito a uma passada no salão para tosar o ridículo topete.

Cortês – Com o devido acompanhamento, deve ficar. Mas precisa treinar posicionamento defensivo – tem o Carioca inteiro para ver se aprende alguma coisa.

Márcio Azevedo – Ainda está em General Severiano? Se estiver, barca nele.

Marcelo Mattos – Bom turno, mal no returno. Abatimento emocional o prejudicou na reta final. Mas pode melhorar. Deve permanecer.

Renato – Mesmo com a queda de rendimento, ainda pode ser considerado a grande contratação do ano – basta lembrar o passe genial que deu para o Elkeson, no comecinho da goleada sofrida para o Galo. Do ponto de vista emocional, uma esfinge; às vezes, parece alheio ao pulso da partida. Precisa de um meio de campo mais técnico para mostrar o fino que, percebe-se, tem capacidade de jogar. Mas será que, já em fim de carreira, dará conta de uma temporada inteira em alto nível?

Maicosuel – Diretoria e torcida o transformamos em um craque que só demonstrou lampejos de ser em dois ou três jogos decisivos pelo Estadual/2009 – basta lembrar o que pensam palmeirenses e cruzeirenses sobre ele, e a incredulidade de ambos ao tratamento vip que recebe em General Severiano. De toda forma, me parece mais vítima do que algoz. Fica, mas precisa encontrar um novo posicionamento em campo e sem obrigação de carregar o time nas costas. E, claro, tem que parar com a mania de tentar passar por dentro dos adversários – não deu certo em 2011, não vai funcionar também em 2012.

Elkeson – É necessário um acompanhamento psicológico e marcação cerrada em um garoto bom de bola mas que obviamente se deslumbrou e não soube lidar com o sucesso. Diria que, pela quantidade de gols perdidos nos últimos seis jogos, é o maior responsável pelo virtual sumiço da vaga da Libertadores. Mas ainda acho que, pela capacidade de definição demonstrada no primeiro turno, se trata de um talento a ser trabalhado.

Herrera – Muita garra, muita vontade, muito espírito de luta, muitos cartões amarelos. Mas futebol em 2011, zero. Barca para Buenos Aires.

Loco Abreu – Nos últimos jogos, decepcionou ao deitar-se no berço esplêndido de ídolo e demonstrar um inesperado lado conformista. Fica, mas não pode ser a única referência do ataque – e, não o time não pode jogar o tempo inteiro em função dele.

Caio – Um curioso caso de revelação-Porcina: acha que foi ídolo sem nunca ter sido. O tempo passou e ele, com a eterna cara de menino mimado e contrariado, precisa encontrar outro rumo. Barca nele.

Felipe Menezzes – É forçoso reconhecer que tem algum talento, chuta bem de fora de área. Mas sua indolência e lentidão irritam a torcida e contaminam o time. Barca de volta para Lisboa.

Alexandre Oliveira – Tem vaga certa. No time de showbol. Barca para a casa do Caio Júnior.

Everton – Mostrou que é bem leve para flutuar. Para bem longe de General Severiano. Barca para a Gávea.

Cidinho, Alex e Lucas Zen – Merecem mais chances. O Carioca é um bom campeonato para testá-los para ver se aguentarão o Brasileirão ou se precisam ser emprestados para ganhar mais cancha.

Somália, Gustavo, Léo, Thiago Galhardo – Desperdiçaram as chances que tiveram. Barca para todos.

***

E vocês, incluiriam mais alguém nessa barca, além, claro do gerente de futebol Anderson Barros, responsável pelas contratações acima?

 

Anúncios

14 Respostas para “A barca alvinegra: Quem vai e quem fica

  1. Deixaria o Lucas por 2 motivos: está muito complicado encontrar laterais e, se encontrarmos um bom, ele é um ótimo reserva. Com uma zaga e bons volantes, não precisaremos tanto dele na marcação.

    E Renato, bem, te dou como exemplo Juninho Pernambucano e Felipe. Precisa treinar mais bolas paradas ou não ser o único cobrador de faltas da equipe.

    Aliás, NECESSITAMOS de um bom cobrador de faltas.

  2. Marcelo,perante as chamadas dispensas pior que tinha feito isso em meu blog e isso na derrota pro Inter eu tinha já postado isso,até mostro o link(embora na postagem só tenha sido o segundo jogo a postar devido as tais importâncias de tabela e ordem mesmo),aonde até no final da postagem pego os dispensados do time: http://igoresportes.blogspot.com/2011/11/serie-e-repleta-rodada-deste-domingo.html e lá vamos nós a aturar esta “caterva” de diretoria!Aliás a tal diretoria ganhou tb,pq não tinha ninguém pra concorrer,aí era dureza.
    E o motivo que a Ana Elisa(creio eu que seja a @anatelhado no twitter,sei lá hahaha intuição q falha as vezes)botou sobre o Lucas,disse tudo tb e to de acordo,embora eu ache q ele jogue mta bola e ganhou mais pressão que qualquer coisa,já que tem gente na nossa própria torcida que curte o Alessandro da vida.
    Agora Antônio Carlos ficar neste elenco?Todos esquecem q tb se veio falhas dele,é impressionante como bancam ele como se fosse um zagueirasso,sendo que não é nada e só é um outro lixo e olha que defendo a ruindade dele a mto tempo nesta zaga aonde só se salva Jéfferson e Lucas.
    Aliás me parece que FF e Alessandro a diretoria tá fazendo de tudo pra renovar,se for verdade isso…lá vai 2012 a gente sofrer de novo e com a zaga de sempre.
    Abraço
    Igor

  3. Na minha barca deixaria só o Jefferson, Antonio Carlos, Cortez, Renato, Marcelo Mattos, Elkeson, e a garotada que veio da base Cidinho, Zen e Alex o resto podem zarpar.
    Agora falando em jogadores que poderiam chegar, tentaria Diego Tardelli e Walter ex inter que joga no Porto para o Ataque, Giuliano ex inter, ou aquele Cleiton Xavier, volante tentaria trazer o Rodrigo Souto ex sampa, para disputar a vaga com Mattos e Renato. Agora para zaga está difícil achar alguem, mas o que não dá é para continuar com Fabio Ferrera.
    Meu time para a próxima temporada: Jefferson, Antonio Carlos, (não tenho)
    Cortez, (lateral direito, não tenho) volantes Renato, Marcelo Mattos(Rodrigo Souto) Elkeson, Giuliano(Kleiton Xavier) Walter e Tardelli
    um time melhor que esse atual

  4. Excelente análise! Eu só discordo de dois casos:

    Gustavo está longe de ser um zagueiro primoroso, mas considero um bom reserva. Teve algumas atuações regulares.

    Eu consigo enxergar um potencial no Caio. Ele precisa de um treinador linha dura que ensine a ele a ficar de pé, ao invés de cavar falta o tempo todo. É só notar que nas poucas vezes que ele fez isso, quase sempre ele teve sucesso.

  5. Discordo do Gustavo. Acho um bom reserva. Não pode ser o ÚNICO reserva, como aconteceu esse ano. As laterais precisam ser totalmente reformuladas, exceção para o Cortês. Mas é necessário que haja outro lateral esquerdo para fazer sombra a ele e que não haja acomodação. Precisamos de um camisa 10 (Morais (?), Renato Augusto(?), algum estrangeiro(?)). Precisamos também de um bom atacante que faça sombra ao Loco.

  6. Ah e precisamos de um grande técnico, e eu ficaria muito feliz se fosse o Paulo Autuori. Não creio que o Botafogo seja time para formar técnicos. Precisamos de técnicos vencedores, e o Paulo Autuori é vencedor e tem grande identificação com o time.

  7. Já que a direção do BFR não toma uma atitude vamos pedir socorro ao Greenpeace para que devolvam as “baleias” AS e AB para o alto-mar, bem lá no meio do Oceano Pacífico.

    Dirley Santos

  8. O menos ruim dos laterais direito é Somália, pena que foi mais testado pelo lado esquerdo. Da turma com mais de 30 só ficaria Renato.
    O que é preciso mesmo, é de um treinador que dê um padrão de jogo ao time, com deslocamentos, volante chegando na área adversário como um elemento surpresa, sem essa do elenco trabalhar para um só atacante. E a equipe praticar um futebol coletivo porque ídolo só em banda de rock.

  9. o banana mentiroso e omisso, se leu, ignorou este ótimo texto.
    mas este é o melhor esporte que o safado pratica: ignorar o que a torcida pensa…

    abraço, marcelo!

  10. marcelo,
    cá entre nós, não conta pra ninguém: estou me cansando do loco abreu…
    se ficar, vai ter que jogar muito em 2011…

  11. Marcelo,
    Essa barca é só para jogadores? Não caberia o omisso, submisso, medíocre, incompetente e conformado presidente!
    Compartilho com o Dirley! Chamem o Greenpeace!

    Abs e Sds, Botafoguenses!!!

  12. BARCA DO BOTAFOGO SÓ DEPENDE DA VINDA DE NOVO TÉCNICO

    Protesto quanto esta mentalidade.

    Quem deve definir o elenco é a cúpula de futebol do BFR.

    Ainda mais se tratando de especulação de treinadores ausentes do futebol brasileiro a tempo significativo.

    Técnico de Futebol deverá vir com a missão de treinar elemento do BFR / 2012.

    Técnico de Futebol pode sofrer um AVC e proceder a necessidade de um novo elemento.

    È NECESSÁRIO A CÚPULA DE FUTEBOL CHAMAR A RESPONSABILIDADE PARA SI!

    Saudações Gloriosas!

    Cléto Martins

  13. Marcelo, concordo em quase tudo que você falou. Quase, porque acho que Alessandro e Herrera devem permanecer. Poucos jogadores na história do Glorioso vestiram tão bem a camisa do clube. Parabéns pelo texto.

    Gustavo

  14. O presidente sem vergonha e mentiroso vai renovar com o “presidente”. Barca sem Alessandro não é barca!
    Abs e SA!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s