Botafogo 0 x 1 Figueirense: A culpa não é só dele

Sei que o Caio Junior está na mira de onze entre dez alvinegros, mas permitam-me navegar contra a corrente e afirmar que ele não é o único culpado pela derrota desse sábado. Uma noite em que todos estavam mal tecnicamente, a culpa não pode cair apenas nas costas do treinador, certo? Ele não tem culpa se Jefferson estava adiantado no gol dos catarinas, do Loco estar em péssima noite, de Elkeson ter transformado cobranças de falta em lances inofensivos, do Cortez não oferecer uma arrancada realmente produtiva, do Maicosuel correr muito e produzir quase nada… E qual a culpa do Harry Potter se o Lucas, que a gente tanto queria, também não produz mais nada relevante ofensivamente? Aí, meus caros, com um time em que seus principais jogadores passam por momentos ruins do ponto de vista técnico logo na reta final da competição, fica difícil querer título de campeonato.

E, pra quem defendeu ardorosamente a entrada do Herrera para dar mais poder de fogo ao ataque, uma constatação: o time do 2o tempo, com o argentino no ataque, foi muito menos ofensivo do que o da primeira etapa. E o Herrera NADA produziu de perigoso – pelo contrário, com três matadas erradas de bola, ainda armou contra-ataques para o adversário.

Caio Junior, digamos assim, mexeu certo, mas na hora errada, numa hora em que os nervos estão à flor da pele. E vai pagar o preço do desgaste por sua decisão – só que, insisto, ele não é o único culpado pela derrota.

Só gostaria de lembrar a todos que, contra o Cruzeiro, já não tínhamos jogado bem porque criamos pouquíssimas chances – e duas delas o Herrera desperdiçou, na cara do gol. Foi essa deficiência, que se arrasta pelo returno desde a queda de rendimento do Elkeson, o sumiço do Cortez e as oscilações do Maicosuel, que fez o Caio tentar uma mudança mais ousada, avançando o Renato. Não serei incoerente: gostei da escalação; na teoria, poderia ser um time mais agressivo, mesmo tendo apenas o Loco no ataque – porque a ideia era boa, fazer Maic e Elkeson se revezarem pelos flancos, tabelando com Renato, ocupando também o meio e servindo o uruguaio.

Mas os resultados concretos dessa opção, jamais saberemos completamente, por conta do gol tomado no início da partida, que mudou por inteiro as circunstâncias do jogo –  só vale lembrar que, na chance mais clara da 1a etapa, que o Loco desperdiçou duas vezes, era o Renato quem estava na área para fazer a assistência ao nosso centroavante.

Aí o Caio Jr. se intimidou com os gritos de “burro”, “vtnc”, etc e mandou o Herrera a campo. Depois do ímpeto inicial, o time perdeu a partida ao não produzir nada durante longos 30 minutos da segunda etapa – Elkeson cansou e a entrada de Everton até deu mais volume ao meio-campo, mas já era tarde demais para reverter o magro 1×0.

Agora, a briga é mesmo por uma vaga na Libertadores. E o Figueirense, junto com Inter e Flu, passa a ser uma das ameaças mais sérias ao nosso objetivo mais realista.

PS: Gostaria de ouvir argumentos contrários, que condenem veementemente o treinador pela mudança no jogo de hoje, mas que sejam em alto nível, como sempre são as conversas alvinegras aqui no blog.

PS II: Para aliviar a própria barra, Caio Júnior resolveu dar uma de analista do comportamento da torcida alvinegra na entrevista depois do jogo e lembrou a imensa pressão pela seca de títulos nacionais. Parte do que ele falou está certo, mas a hora de comentar o fato está completamente errada. Não cabe esse tipo de comentário por parte do treinador do Botafogo em nenhum momento – quanto mais na reta final da competição. Já escrevi isso aqui e repito: a capacidade tática do Caio Júnior é infinitamente superior à inteligência emocional do Caio Júnior.

Anúncios

32 Respostas para “Botafogo 0 x 1 Figueirense: A culpa não é só dele

  1. Vocês podem até gostarem do Caio Junior. Mas sabem que a maior parte da torcida detesta o Caio Junior. E tem que aceitar esta opinião nossa, no percentual que quiserem. Não é só a questão tática(e voces nao entendem isso) . É a postura de metrossexual, aquela figurinha de professorzinho(a), aquele jeitinho, voces sabem. Nao bate, a gente nao gosta daquilo. Nem tem jeito de homem.
    O Botafogo precisa entender que quando não há empatia, não como fechar com um treinador. Sem contar as trapalhadas. Leo? joga nada. Alessandro iria muito melhor como defensor.
    Voces sabiam que uma pequena parte da torcida torce contra para nao ver o Caio Junior no Bota em 2012? pois é. Pensem nisso e nao nos ignorem, mesmo que tenham opinião divergente

  2. CJr é o treinador perfeito para um clube azarado como o nosso, aliás, para conquistar algo com o BOTAFOGO tem que ser e estar num momento iluminadíssimo.
    Quem não lembra da final da copa do Brasil em 1999, o Maracanã lotado de botafoguenses e passamos 90 minutos sem fazer um gol se quer no retrancado Juventude. Ganhar títulos nunca foi nossa praia.

    SB

  3. Eu acho o Caio Jr muito fraquinho como treinador, não tem nenhum trabalho de grande destaque e no BFR ele tb vem se arrastando. Mas sua análise está perfeita. Tb acho que a formação inicial era a mais correta. Herrera está uma lástima e a idéia de adiantar o Renato era válida, em tese a escalação foi correta, como a substituição do Léo pelo Herrera também foi, já que estavámos perdendo. Agora não gostei da saída do Elkeson (sei que não jogou nada, mas do Everton eu espero menos ainda) e a verdade é que não temos boas opções no banco, o time é bom mas o elenco é muito limitado, quando ocorre que nossos principais jogadores não estão bem, não temos opções minimamente decentes para substitui-los.

  4. Há tempos que não escrevo neste espaço. Parte por falta de tempo, parte por puro desestímulo. Teremos que conviver com a realidade até o final do campeonato, até porque é completamente insano trocar de treinador há pouquíssimas rodadas do final e com o time ainda na busca de uma vaga na Libertadores. Isto posto, algumas verdades (minhas) devem ser ditas.
    O Nosso treinador é muito inexperiente e vive tentando inventar a roda com escalações sem o tempo de treino necessário.
    Jogar a culpa na torcida é simplesmente ridículo. Quando o time está bem a torcida canta e aplaude, quando está mal a torcida tem todo o direito de vaiar e xingar. Gente! Plateia é pura reação e não existe nada mais honesto do que a manifestação do povo.
    Qualquer torcedor de time grande vaiará o seu time quando ele perde para o Avaí, Figueirense, etc.
    Seguiremos com o nosso aprendiz de técnico que tem a sorte de ter pego um Botafogo com um dos melhores planteis dos últimos 10 anos ou mais. E como ninguém que ganhar mesmo este campeonato, poderemos até beliscar uma Libertadores. Desde que os competidores continuem a dar o mole que estão dando.
    Que saudades do Cuca, do Autuori e do Levir.

    • Acho que o primo E.Sales tocou em um dos pontos-chave: a falta de tempo para a mudança pretendida pelo treinador. Só comprova minha tese que, na teoria, o Caio Jr. enxerga bem os problemas, realmente se esforça para solucioná-los. Mas ainda falta muita cancha, muita malícia, muita sapiência a se adquirir na vivência profissional para perceber, por exemplo, que o tempo era insuficiente para a mudança tática planejada. E nós é que estamos pagando o preço por essa imaturidade do Harry Potter.

  5. O Herrera estar uma lástima ou sempre foi uma lástima?O que o carioca não fez endeusar certos jogadores e alguns outros hein?É TERRÍVEL!
    Quero o meu Fogão de volta e Caio Jr minha paciência contigo perdeu,aquele teu discurso de mudar tudo….e não ser um Joel foi por água abaixo!
    2012 na Libertadores é pra homem,eu disse HOMEM e não pra jogador e treinador sem coragem ou jogador ruim que entrega a rapadura toda hora!
    Abraço
    Igor
    meu blog de esportes: http://igoresportes.blogspot.com/ e no twitter @blogdoigor05

  6. Sem otimismo ou pessimismo o fato é o seguinte: a rodada ainda não acabou. Amanhã (hoje às 17h) vamos ver o que acontece. O Vasco tem um jogo difícil (se o Santos quiser jogar) e o Corinthians, bem…teoricamente dessa vez não perde, mas esse campeonato ta imprevisível.

    Aí eu penso melhor, com mais calma, o que pode acontecer para o resto do campeonato…porque escrever decepcionado não vale a pena. (Mais uma vez, muito bem ponderado o post).

    PS: Para refletir: torcida que com 20 minutos começa a vaiar e esquece de incentivar, pensando só em xingar tem o time que merece…

  7. Marcelo,
    Um cara que se diz profissional não pode jogar a culpa de uma derrota nos ombros da torcida. Ninguém precisa nos lembrar que estamos 16 anos sem uma única conquista nacional! Ninguém precisa nos lembrar que nos últimos anos brigamos contra um rebaixamento! Já basta a flapress e os co-irmãos.
    Se tivéssemos dirigentes de verdade esse cara seria demitido ao final da entrevista. Não é de hoje, nas derrotas, que ele tem essa atitude e fala sobre isso.
    Ultimamente virou mania em General Severiano a torcida ser o maior culpado por todos os erros.

    O Herrera há tempos não joga bem. Esse Léo é uma lástima. Elkeson e Cortez deixaram o futebol guardado no armário do Mano. Isso tudo vem acontecendo há alguns jogos e o treinador é bem pago para encontrar soluções. Ele faz sempre a mesma coisa!
    Cortez mal, entra ou substitui pelo Everton! Herrera mal, entra ou substitui pelo Alex, pois o Caio já sabemos que não muda muita coisa. O Mago perdeu a sua varinha mágica faz tempo!
    Portanto, acho que ele é o maior culpado pelas nossas derrotas e pela perda do título.

    Abs e Sds, Botafoguenses!!!

    • Gil, como falei no PS, achei a entrevista do Caio Junior um desastre – muito mais desastrada, inclusive, do que a escalação do Renato mais avançado. O grande erro do Harry Potter é não vestir a camisa e comprar a briga – se comporta como um comentarista que observa tudo de fora, acho que daí vem os momentos de mais irritação da torcida com ele. Abs e SA!

  8. Marcelo, o Caio Jr não pode ser culpado pelas más atuações individuais em uma partida, mas sempre foi o maior beneficiado quando iniciativas individuais resolveram os jogos. Foram as jogadas individuais e um meio campo fantástico que colocaram o Botafogo na parte de cima da tabela e não o treinador. Esse time nunca demonstrou ter jogadas de ataque coletivas bem articuladas, com exceção de esboços contra o Palmeiras e bem acabadas contra o Ceará, no segundo turno.

    O Caio Jr foi a pior contratação do ano, além de ser o responsável por duas lamentáveis aquisições pro elenco. Está desperdiçando o melhor plantel desde 95. Saindo ou não a um punhado de rodadas do final pouco muda, porque Caio Jr e nada dá no mesmo.

    Saudações botafoguenses!

    • Luiz, muito bem lembrada a parte das atuações individuais que resolveram partidas. Mas será que o time que vimos contra o Ceará, do primeiro tempo contra o São Paulo, contra o Palmeiras, contra o Vasco eram apenas miragens? Acho que não, ali dava para ver um time bem treinado, que não abdicava da vocação ofensiva e fazia questão de impor o seu ritmo de jogo – e isso me parece mérito não apenas individual, mas também do treinador. Agora, por que não conseguimos reeditar uma atuação como aquela no Engenhão? Esse deveria ser o dever de casa do Sr.Potter para o jogo contra o Vasco.

      • Marcelo, sei que é difícil saber a origem das mudanças radicais (pra melhor) no desempenho do time, em especial a partir do jogo contra o Vasco, mas intuo que a volta do El Loco tem papel decisivo nisso.

        O Caio Jr teve ao seu dispor boa parte do Carioca, 30 dias de treinamentos, estreou pessimamente no Brasileiro e o primeiro gol de contra-ataque – uma jogada que pode ser creditada ao técnico – surgiu na 20ª rodada.

        Os próprios jogadores disseram ter trocado um “rachão” por um treino tático, e creditam a isso a jogada fantástica que levou ao golaço do El Loco, no jogo contra o Ceará. Ou seja, em 5 rodadas o time conseguiu criar jogadas claramente desenhadas nos treinamentos, coisa que o treinador não conseguiu fazer em umas 30 partidas.

        Acredito que os altos e baixos são fruto justamente da falta de competência do técnico, porque é provável que o El Loco tenha dosado a medida da sua influência de forma a evitar o desgaste. A ideia – o treino tático – foi lançada e o que transparece no desempenho do time é exatamente a falta desse tipo de treinamento.

        Mas os outros andam tropeçando também, e nossos jogadores podem reagir.

        Saudações botafoguenses!

  9. Caro Marcelo, infelizmente a equação não é de apenas 01 variável, é um pouco mais complexa.
    Bastaria a bola ter entrado 02 vezes, num placar magro de 2×1, naquele mesmo contexto do jogo, que o treinador seria maravilho, etc, etc. Tem gente que gritou burro porque queria o Herrera, outra porque não. Outras queriam o Alessandro, outras não.
    Infelizmente, aquele lance de extrema felicidade p/ o adversário e de fatalidade p/ nós, determinou o placar final do jogo de tão importância p/ nós.
    Em função daquele gol do adversário ter saído no início do jogo, ainda assim permitiu segurar o emocional e desenvolver um bom volume de jogo no 1º tempo. O Elkson, por exemplo, combateu muito e trabalhou muito bem como elo de ligação. O 2º tempo, em função da pressão, o emocional em crise e o volume de jogo piorou.
    E também, numa análise mais justa, é fundamental analisar a performance do Figueirense nesse disputadíssimo Brasileirão/2011.
    Para finalizar, é ora de perguntar o que é bom para o BFR nesta reta final do brasileirão/2011 ?
    Seria menos individualismo meu, e canalizar toda minha energia p/ irmos e bem para à libertadores/2012 ?
    Seria ora de reconhecer que estar na briga por uma vaga de libertadores é conseqüência de muitos acertos?
    Para em 2012 termos um BFR igual a 2011, será preciso muita luta. Sim, queremos um BFR mais qualificado e mais competitivo, então nos preparemos para tal!
    Saudações Gloriosas!
    Cléto Martins.
    Notas:
    1) A mudança ocorrida na vida do Cortes, do inicio do ano até o momento, é combustível para alterar o sono do homem de pedra;
    2) Quando a ansiedade do Élkson inibe sua técnica, a sua força e atitude devem ser bem trabalhadas para sua garantia. Cobrança de falta, que deverá predominar a técnica, não poderá ser cobrada por quem está com a ansiedade a mil. Caso contrário, aí sim, é hora de descarregar a ansiedade em forma de energia, numa cobrança com força, mirando em nocautear o goleiro adversário.
    3) O Herrera – Do Corinthians, foi liberado por ser jogador de segundona. Do Grêmio, foi liberado por não ter nem a força e nem a técnica p/ se manter no time principal. A Argentina, por questão econômica, tem sua 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, …, 10ª seleção jogando fora do seu país. Naquele, jogo de Belém, que permitia jogador jogando no Brasil, seria a grande chance do Herrera.
    4) Elenco do BFR/2011: Sua fragilidade ficou mais exposta, na eliminação pelo Santa Fé.

    • Ótimas ponderações, Cleto. Em especial o que você afirma quanto ao Elkeson, da ansiedade inibindo a técnica. Acho que as convocações dele e do Cortez fizeram muito mal a ambos, passaram a um patamar que eles ainda não têm condições psicológicas de suportar. E estou contigo: agora começou a briga real pelo que realmente está à nossa frente: a vaga na Libertadores. E, com ascensão do Figueirense e de outros times (Inter, Flu) com grande elenco, precisaremos de muita força para garanti-la!

  10. Esse Figueirense é uma pedra no sapato do Botafogo. Já eliminou o Fogão numa Copa do Brasil, em pleno Maracanã, quando uma bandeirinha (lembram-se) prejudicou o nosso time naquela semi-final. E, a cada ano que passa, apronta mais sobre o nosso alvinegro que, lamentavelmente, na hora h simplesmente decepciona. E este ano, se não fossem os tropeços em casa (empates contra o São Paulo quando ganhava de 2×0, empate contra o Bahia e agora essa derrota) estaríamos na ponta da tabela. Mas SE minha avó fosse viva e tivesse quatro rodas, provavelmente seria uma camionete Chevrolet…
    O jeito é torcer para uma vaga na Libertadores. Já não está tão à vista como antes, até porque tem gente (inclusive o Figueira) chegando perto. E vejam que os adversários mais próximos (fla, flu e vasco) têm dado enormes chances, infelizmente não aproveitadas.
    Mas, nem tudo está perdido. A esperança floi a última que morreu!

  11. Pessoal, o fato é o seguinte: como disse um comentarista do SporTV após o jogo, o Botafogo sempre amarela nos momentos decisivos. Por isso a seca de títulos nacionais, por isso a vergonha que passamos diante do urubu de 2007 a 2009, por isso não conseguimos ser líderes desse campeonato nas três oportunidades que tivemos. Não tenho a mínima ideia de como resolver isso, mas que o emocional do clube Botafogo é péssimo, isso é. O próprio treinador falou isso durante a entrevista, muito embora ele nunca devesse fazê-lo. Agora que o campeonato se foi, resta torcer pelo menos por uma vaga na Libertadores, mas, como já tinha dito antes, acho difícil que consigamos.

    Sílvio Porto Alegre

  12. Paulo Jr, não vejo assim, não.
    Em jogos decisivos recentes contra os grandes rivais nos últimos dois anos, por exemplo: o Botafogo foi muito melhor do que o vasco – esse, sim, é um time que SEMPRE amarela diante do maior adversário (daí pegou a fama de vice), ao contrário do Glorioso,que venceu os urubus numa final, com direito a humilhação do goleiro-presidiário deles – essa alegria é só nossa, daí até hoje tantos vascaínos de cotovelo inchado. Aliás, esse inchaço começou desde o famoso e patético jogo do gol mil do Romário, lembra? Eu lembro. Acho que você também, né? Volte sempre, obrigado por passar por aqui!
    Saudações alvinegras,

  13. Na realidade não vejo o nosso time tão fraco. Em comparação com os rivais que disputam a ponta, estamos “no bolo”. Um excelente goleiro, uma boa dupla de zaga, um bom lateral esquerdo apesar da queda pós seleção.
    Dois volantes de alto nível, sendo que o Renato é de excelente nível.
    Dois meias que quando estão na plenitude técnica estão entre os melhores brasileiros que atuam por aquí e um centro avante de respeito. Desconfio que qualquer treinador gostaría de ter um elenco deste. Óbvio que não é uma maravilha, mas considero muito bom.
    Na virada do turno, lembro de um “Bem Amigos” onde o PC Vasconcelos falou:” O Botafogo tem um bom time, mas seu treinador não repete a escalação para dar conjunto ao time”. Em outra oportunidade o PVC na ESPN falou que não entendia o Elkeson no banco pois ele jogaria como titular na maioria dos times que disputavam o Brasileirão.
    Chovendo no molhado: Vamos deixar as experiencias para pré temporada ou torneios sem expressão. Vamos colocar um time confiante em campo e confiança vem com muito treino tático e sobretudo repetição da escalação.
    Não sei se é o Herrera (Que realmente é fraco e apenas batalhador) ou Caio (que faz jus ao nome) ou Alex (que é muito verde ainda) ou outro, menos o vendedor de picolés da arábia (A.Oliveira) mas treina e escala o mesmo time pra dar conjunto e confiança.
    Caso contrário, vale uma viagem a “Hogwarts” pedir ajuda aos aprendizes de bruxos, certo Mr. Harry Potter?

  14. Como falei acima…voltaria para comentar aqui após a rodada e, com uma excelente constatação: estamos de novo pela briga pelo título. E reitero: A TORCIDA TEM QUE APOIAR ATÉ O FIM DOS JOGOS!!!!! Não interessa se gostem ou não do Pardal Caio Jr…VAMOS SER CAMPEÕES, então parar com esse estigma de só descer a lenha e apoiar INCONDICIONALMENTE GALERA!!!!!

  15. Caro Marcelo
    A amarelinha foi só um item a mais no contesto do Cortez. Tudo é novo na vida do cara. Deu um salto vertical financeiramente e perdeu uma liberdade construída durante uma vida.
    No caso do Élkson, as mudanças foram bem menores. O Élkson já vem nessa batida, desde quando saiu como gato de Marabá / PA. Desde aos 12 anos, no alojamento do Vitória da BA, o Élkson tinha seu potencial reconhecido para brilhar no Mundo do Futebol.
    Dizer que o BFR amarelou em 2007, na final do carioca, ou o sujeito está com má fé, ou não conhece os atos dos fatos ou não entende nada de futebol.
    Saudações Gloriosas
    Cléto Martins
    Nota: América 2×1 Corinthians – 20º colocado 2×1 1º colocado (estava mais p/ casa de gavião do que casa de coelho). A diferença técnica entre ambas as equipes é muito pequena. O resultado se faz em pequenos detalhes emocional, motivacional, e aproveitamento da sorte.

  16. É isso mesmo Vinícius, temos que acreditar e EU ACREDITO. VAI SER NOSSO! O BOTAFOGO SERÁ O CAMPEÃO BRASILEIRO DE 2011. Venho postando isso a cada rodada. Vamos acreditar!!!

  17. Me diz uma entrevista onde o Caio Jr. assumiu que fez cagada? Muito timidamente ele fez isso depois da eliminação da sulamericana (mas botou panos quentes e tentou tirar o dele da reta dizendo que tinha o respaldo da diretoria)
    Vejo a história: o Botafogo classificado para a Libertadores ou até mesmo campeão e esse treinador covarde se colocando como o salvador da pátria com o discurso, “depois de 16 anos vim, vi e venci”
    Isso é o que realmente me tira do sério.
    Sai o falastrão do Joel e entra um nerd metido a Freud metido a salvador da pátria
    Mas não passa de um zé mané.

    Vejo que a nossa tabela é a melhor possível.
    Confrontos diretos. A melhor coisa para um time numa reta final dentro de campeonatos de pontos corridos é ter confrontos diretos. Ou se resolve, ou se afoga.
    De 5 jogos, 3 valem 6 pontos.

    Domingo que vem quero ver o Loco metendo gol e mostrando que tem ele e este time tem culhões! (notem, ele e o time, o treinador é impossivel)

  18. detesto falar isto mas morro de inveja da garra dos urubus quando lhe dão chance..Pobre Cruzeiro que deu esta chance ao perder o penalt e permitir o empate..

  19. Olá,
    sendo primeira vez a comentar nesse blog, achei interresante sua visão em relação ao jogo e analise sobre a tecnico Caio.
    Dizem que o time é cara do treinador, sendo assim acho que o Caio jr é um cara:
    Ancioso, individualista, incostante, bem intencinado, gosta de cobrar, não de ser cobrado, influenciável e não reage bem a pressão.
    Quanto ao time é formado de bons jogadores com boa tecnica, mas que deveriam repensar o que é ¨trabalho em equipe¨ ninguem consegue ganhar jogo sozinho, mais colaboração e posicionamento ofensivo e defensivo, no ataque todos querem carregar a bola só toca quando não da mais, na defesa ou marcação só depois que o adversário domina é que vão dar combate(ex: o gol do Figueira) e mesmo assim sem ser de forma conjuta.
    Eu acho que não só tecnico mas tambem o depto de futebol tem que analisar esse tipo de situação e discultirem uma solução… esse é meu pensamento em relação ao Botafogo fr hoje.

    Forte abraço a todos..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s