Corinthians 0 x 2 Botafogo: As sete virtudes

Vamos aos sete motivos da arrebatadora vitória no Pacaembu:

1. A decisão de Caio Junior de escalar Felipe Menezes no lugar do Herrera. O Soninho estava ligadão e foi decisivo no primeiro gol, além de ter ajudado o Glorioso a dominar o meio-campo. O treinador, aliás, acertou também nas substituições.

2.  Renan em noite de Jefferson. Ou melhor, já que o jogo foi no Pacaembu, Renan em noite de Wagner.

3. A experiência de Loco Abreu no primeiro gol e, no segundo tempo, ao abandonar o ataque e jogar praticamente como um quarto zagueiro – e afastando 9 entre 10 escanteios.

4. Renato. Sem palavras. Renato.

5. Maicosuel, enfim, premiado pela sorte, ao chutar e a bola desviar, matando o goleiro corintiano. Que gol merecido.

6. Marcelo Mattos em noite de Jefferson, tirando duas bolas que tinham endereço certo no segundo tempo, no auge da pressão corintiana

7. O espírito brioso de todos os jogadores (exceto Elkeson que, salvo o cruzamento do primeiro gol, pouco produziu) que estavam mordidos e deixavam claro, a cada lance e a cada dividida, que se esforçariam AO MÁXIMO pela vitória contra o líder do campeonato, na casa deles (se bem que, desde 1995, já podemos considerar o Pacaembu como a nossa segunda casa…).

Em resumo, foram essas as sete virtudes que fizeram o Botafogo fazer uma exibição inesquecível na noite dessa quarta-feira. No primeiro tempo, simplesmente teve a sua melhor atuação como visitante no campeonato; não fosse a arbitragem, teria virado para o intervalo com vantagem de 3×0.

Na segunda etapa, tomou um grande sufoco, mas contou com a garra, com o acerto nas substituições e com um pouco de sorte para garantir uma vitória maiúscula, de lavar a alma da torcida alvinegra.

Porque ERA ISSO O QUE PRECISÁVAMOS. Não apenas uma vitória convincente, mas uma vitória com cheiro de suor, com gosto de sangue, na base da técnica, mas também,e  principalmente, da raça. E, que, para ser ainda mais valorizada, ocorreu na casa do líder do campeonato, e em situação adversa – ficamos com 10 em campo quase durante toda a segunda etapa, por conta da expulsão do Cortez.

Os jogadores fizeram a parte deles na quarta-feira;agora, é nossa obrigação comparecer em massa no domingo, certo?

PS: Agora a torcida corintiana entendeu que não precisa ter um bando de loucos. Um Loco já é suficiente…

Anúncios

4 Respostas para “Corinthians 0 x 2 Botafogo: As sete virtudes

  1. Em 1989, perguntaram ao Nelson Piquet, se fosse dono de equipe, quem ele contrataria para principal piloto de sua equipe, e ele não teve dúvida. O Piquet contrataria o seu desafeto momentâneo, Senna, pelo fato deste ainda não ter ganho um título mundial e que o mesmo se demonstrava obcecado.
    Em relação ao treinador anterior, o Caio Jr não é Rei do Rio e tem poucas ‘estórinhas picantes’. Mas, o Caio Jr é mais planejado, mais trabalhador, mais estudioso e se relaciona melhor com profissionais inteligentes.
    Dedico o placar de Corinthians 0 x 2 BFR ao Caio Jr.
    Saudações Gloriosas!
    Cléto Martins

  2. Caro Paulo!
    Se vamos ser campeão ou não, eu não sei. O que eu sei é que temos potencial p/ sermos Campeão!
    Nosso elenco, hoje, em nada perde p/ o lider e vice-lider.
    Saudações Alvinegras!
    Cléto Martins .

  3. A manchete que os jornais não deram.
    “É O BOTAFOGO, BEBÊ!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s