uma noite alvinegra em belém

Não tem jeito: quando o Brasil precisa ganhar título, mesmo que seja uma copa mequetrefe, tem que recorrer ao Botafogo.

Que o Jefferson iria fazer uma grande partida, ninguém duvidava – mais três defesaças para o DVD com suas melhores defesas. E, que fique registrado, ele é o único goleiro titular da Seleção Brasileira que nunca tomou um gol. Está invicto – e enfrentou duas vezes a Argentina.

Mas a grande surpresa da noite foi a desenvoltura do Cortez. Sem medo de ser feliz, jogou solto e saiu consagrado. Resultado: foi apontado, ao lado do Lucas, como o melhor em campo. Dos pés dele nasceram as jogadas dos dois gols do Brasil. E veio a consagração: a torcida paraense gritando “Cortez, Cortez, Cortez” na hora da substituição do lateral. “Fiquei bem à vontade”, disse o nosso lateral. Deu para perceber…

Agora seria bacana ver o Cortez entregar a camisa do jogo para o Nilton Santos. Porque nosso time tem história e sabe valorizá-la. Foi, é e sempre será a mais gloriosa das histórias.

Anúncios

2 Respostas para “uma noite alvinegra em belém

  1. Realmente foi muito emocionante e condizente com as glórias alvinegras e tudo. Mas, ainda assim, acho que TEMOS que nos importar com os desfalques para os jogos contra Bahia e Corinthians e adiar os confrontos. O que o Anderson Barros tem na cabeça???? Quer estragar a nossa chance de sermos campeões???

  2. Não pode ser diferente, as camisas 6 e 7 da seleção sempre pertenceram ao BOTAFOGO, ontem tomamos posse de uma.

    SB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s