O tamanho do estrago: o problema das convocações

É tudo muito justo, muito bom para as carreiras dos jogadores, dá um baita orgulho, mas…

a verdade é que essas convocações das seleções do Brasil e Uruguay podem nos afastar da briga pelo título.

Ficar sem o Loco, por exemplo, contra o Bahia e o Corinthians para ele ir fazer figuração no banco da seleção do seu país é duplamente prejudicial. O Botafogo já entra em campo sem um fator intimidatório para os zagueiros adversários – tanto dentro de casa como fora, em especial no jogo contra o time de São Paulo, quando certamente teremos pouquíssimas chances de definir a partida e a precisão do Loco fará uma falta absurda.

E, obvio, a ausência do Jefferson nos amistosos internacionais da CBF também será por demais sentida.

Enfim, assim será, mas a diretoria do Botafogo deveria tentar ao máximo os adiamentos possíveis e a liberação dos seus jogadores. Depois não vai adiantar reclamar que não conseguiu chegar ao topo por conta de desfalques em momentos cruciais da competição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s