Botafogo 4 x 0 Vasco: Jogos para sempre

O Botafogo fez a sua melhor partida no Brasileirão 2011.

O Botafogo fez o melhor primeiro tempo de um time no Brasileirão 2011. Massacrou um adversário que vinha de cinco vitórias e foi simplesmente atropelado; jamais conseguiu dominar a partida – em 45 minutos, 3×0 ficou pouco. Porque, desde os primeiros minutos, havia algo diferente, perceptível a cada dividida, a cada bola disputada em qualquer setor de campo. O Botafogo entrou disposto a sufocar o Vasco e não deixar os talentos adversários jogarem – e foi o que aconteceu. Os laterais, Cortez mais do que Lucas, apoiaram de forma incisiva e a movimentação pelo meio, Renato à frente, garantiu volume de jogo da saída de bola até a conclusão.

Um primeiro tempo inesquecível, um segundo tempo sob controle – com direito a um golaço do Herrera no final, para mostrar a dimensão exata do estrago produzido no time do Ricardo Gomes.

Foi do técnico do Vasco, por sinal, que veio uma das mais lúcidas visões da partida, ao dizer que foi “jogo de um time só”.

O Botafogo foi melhor do início ao fim. Depois do primeiro gol, o time não teve reação, ficou meio apático. Foi um jogo de um time só, não tivemos nem lampejos. Estávamos fora de contexto. Com o gol logo no início, tudo se acentuou. Tivemos apenas duas ou três chances, o que é muito pouco. Tem dia que é assim. Acho que foi a primeira vez que acontece comigo no Vasco, declarou Ricardo Gomes.

E foi o que ocorreu. Com pouco mais de capricho, teríamos devolvido os 6×0 – mas ficaram muito bem pagos.

O Botafogo fez um jogo para sempre ser lembrado  – um jogo que tão cedo não terá como ser esquecido, pelo algo mais que o rodeou, por ser em cima de um adversário tradicional, pela entrada do Zagallo antes da partida, sendo tratado com reverência pelo Loco Abreu no pontapé inicial. Enfim, o Botafogo conseguiu chutar para o alto a superstição ao estrear nova camisa e dando um bico nos estatísticos que não paravam de lembrar que o time ainda não havia vencido um clássico no Engenhão.

Cortez, Renato, Loco e Jefferson, os melhores em campo. Cortez fez a melhor partida de um lateral alvinegro em tempos, uma atuação de honrar a posição já ocupada por Nilton Santos. O  Jefferson fez uma defesa milagrosa quando o jogo ainda estava 1×0 – aquela intervenção valeu por um gol. O Renato, enfim, estreou e foi soberano nos desarmes, nas antecipações, na armação e na disputa com os adversários. Loco Abreu, o que dizer?

Que foto, hein? Vai virar wallpaper rapidinho.

Quatro chutes, dois gols e uma bola na trave. E uma postura de vencedor, de ídolo.


E conseguimos tudo isso, mesmo com arbitragem do Marcelo de Lima Henrique e mesmo com os comentários estapafúrdios do Paulo Cesar Vasconcellos, que de tão descolados do que se via em campo, viraram motivo de piada (“O Botafogo insiste na ligação direta, o Vasco está melhor no jogo… Gol do Botafogo”, “O Botafogo não põe a bola no chão… Gol do Botafogo”, “O segundo tempo do Botafogo foi muito melhor do que o primeiro”). Acho que o alvinegro PC estava tão preocupado com uma remota virada vascaína que se embananou todo e passou a brigar com a realidade.

Em resumo:  Não me peçam imparcialidade. Eu gostei de tudo no jogo. Gostei inclusive dos lampejos do Felipe Menezzzes (Acordou, Soninho?), das mexidas do Caio Júnior, da participação do Herrera. E adorei, claro, ver o Alessandro no banco e o Lucas ter uma boa atuação.

Pra vocês terem uma ideia, eu gostei tanto do Botafogo nesse jogo que gostei até do cabelo do Fábio Ferreira.

Saudações alvinegras e uma ótima semana a todos, com o cuidado para não ressuscitar o Galo do Cuca (como gosta de um time alvinegro!) na próxima quarta-feira…

PS: Como encaixar o Maicosuel nesse time, hein?

PS II: Bom mesmo é ir dormir, depois de um dia intensamente afetivo de reunião familiar, com a lembrança da Pereirinha cantando o “Ninguém cala” antes do jogo, do Pereirinha usando a camisa ao longo do dia (e não tirando, claro, durante a partida) e do Pereirão, lembrando de uma goleada também em cima do Vasco em 1968 que ele assistiu no Maraca e cantarolando “Esse é o Botafogo que eu conheço, esse é o Botafogo que eu gosto…”

Jogadores comemoram a goleada, enquanto Caio Jr. chama um táxi

Fotos: Lancenet! e site oficial do Botafogo

Anúncios

8 Respostas para “Botafogo 4 x 0 Vasco: Jogos para sempre

  1. Caro Marcelo.
    Eu, particularmente não gosto: “Tem coisas que só acontecem… “.
    Credito muito no trabalho do Bebeto de Freitas. Tive dúvida, no início do mandato do aprendiz de dirigente, mas sempre creditei no seu caráter, inteligência e sangue alvinegro. O Maurício Assumpção resistiu às turbulências, e hoje está aí, um DIRIGENTE DE FUTEBOL RESPEITADO.
    O lançamento do novo uniforme hoje, contra o Vasco, foi uma demonstração de quem acredita no resultado do trabalho.
    Além do destaque do Cortez, Renato, Loco e Jefferson, também cabe um destaque ao Caio Jr. O BFR de hoje, jogou do jeito que o Caio Jr vinha planejando, de maneira transparente.
    O Coelho Mineiro que é o mais fraco do Brasileirão/2011, por muito pouco, não tirou 01 pontinho do Corinthians em pleno Paecambu, e hoje enfiou 03 no caro elenco do Fluminense. O Figueirense derrubou o Dorival Jr (2 milhões de rescisão e 400 mil de salário), na casa do Galo.
    É preciso acreditar e creditar no trabalho. Mais BFR e menos o eu.
    Saudações Gloriosas!
    Cléto Martins

  2. Marcelo,
    Linda e maravilhosa vitória! Não poderíamos joga sempre desse jeito ou igual ao jogo contra o eterno time da terceirona no estadual?
    Seria essa formação a ideal? Acho que o Zen deveria ser titular no lugar do felipe menezes.
    Para não perder a oportunidade; essa medíocre diretoria deveria proibir esse SAFADO, LADRÃO, de apitar nossos jogos. Os jogadores não entraram na pilha, mas esse PILANTRA tentou minar com cartão amarelo no Cortez e não marcação de faltas, no início do jogo.
    Quando vc esteve no Engenhão, acho que pela primeira vez, comentou sobre a combinação de cores do letreiro. Como sempre, Perfeito!
    Hoje vi as cadeiras vermelhas! Não diziam que era proibido pelo contrato mudar as cores das cadeiras?
    Sei que precisamos do marketing, mas já vi inúmeras empresas aceitar e respeitar as cores do clube!

    Abs e Sds, Botafoguenses!!!

  3. Excelente, memorável!

    Suas palavras Marcelo refletem com emoção todo o jogo, e que jogaço!

    Bruno Cortez soberano, Renato impecável, Raça e Oportunismo+Tecnica = Herrera e Loco Abreu.

    Agora um adendo esse Paulo Cesar Vasconcellos é um palhaço e fanfarrão, total e completamente tendencioso nos comentários.

  4. Também achei boa a vitória. O Cortês é um tremendo lateral. Mas por que o técnico pediu para o time tirar o pé no segundo tempo ? Oportunidade como essa de devolver os 6 X 0 e dar uma tremenda moral para o tima não teria. Concordo que os comentários do Paulo César foram um vexame. O cara estava vendo outro jogo.

    Sílvio Porto Alegre.

  5. O PC Vasconcelos é Botafogo doente!!!! Estudei com ele no colégio e fomos muito ao Maraca juntos.
    A visão dele foi meio que da torcida nos ultimos jogos, só que metemos 3 logo no 1º tempo!!!
    A torcida tem que apoiar sempre!!!!!
    No jogo ontem fomos minoria, a torcida tem que acreditar!!!

  6. Pingback: Twitted by arturfcarvalho

  7. Baita vitória e baita post!
    Abraço
    Igor
    Meu blog de esportes: http://igoresportes.blogspot.com/ e ele no twitter é @blogdoigor05 pra quem quiser seguir!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s