Botafogo 2×2 Avaí: Muita calma nessa hora

A César o que é de César, a Caio o que é de Caio. Mas o que não pertence a ele não pode ficar na conta dele.

Entenderam ou foi tão confuso quanto o portunhol  (“rasga-cielo” seria arranha-céu?) do Loco na entrevista pós-jogo?

Vamos lá. Nem vou me ater a comentários específicos sobre o jogo – comentei os principais lances no Twitter (@fogoeterno), lá deixando a minha indignação e o meu desalento.

Mas, penso, há algo mais importante a refletir nesse momento. São duas notícias: uma boa, outra má.

Primeiro, a boa. Caio Júnior está fazendo o que queríamos e tentando armar um time ofensivo. Agora, a má: ele ainda não tem a menor ideia de como vai fazer isso – e se terá peças para fazê-lo.

A tentativa de jogar com três atacantes, com o Caio de ponta-de-lança, naufragou estrepitosamente. Tudo porque o time deixou espaços imensos, praticamente entregando o meio de campo para o Avaí, ainda mais por conta de um Marcelo Mattos sobrecarregado com mais uma fraca atuação do Arévalo Rios, e a insegurança das duas laterais.

Pronto: estava armado o cenário para o desastre. Sem contar que jogadores usualmente seguros, como Antonio Carlos, já não estão rendendo tanto devido à insegurança de seus companheiros. Aí, meus amigos, o Avaí fez 2×0 e só não fez mais porque Silas não quis se expor e preferiu administrar a enorme vantagem.

Pois o Botafogo só entrou em campo (eu anotei!) aos 38 min do primeiro tempo, depois que Márcio Azevedo já tinha sido sacado para a entrada do Cortês – mesmo estreante, mesmo irregular, já foi melhor do que o anterior. Aliás, a falha de marcação do Azevedo no segundo gol avaiano é um dos lances mais bisonhos desse ano. Aí começamos a ter algumas jogadas pelas laterais, mas quase todas desperdiçadas pela improdutividade do Herrera (eu sei, já falei isso antes) e pela inadequação do Caio.

Perceberam que ainda não mencionei um nome nesse post? Agora chegou a voz dele: Everton. Como bem lembrou o Rodrigo Federman, esse ex-rubro-negro é a maior decepção do ano até agora: pois dos outros (Azevedo, JFilipe, etc) não esperávamos muita coisa. Mas o Everton chegou com status de craque – e está longe, muito longe disso. Pior: ao contrário do Herrera, que ao menos não se omite, ele simplesmente some do jogo.

Aí, sem ninguém pra construir as jogadas, fica difícil para qualquer um: Caio Júnior, Guardiola, Alex Ferguson ou José Mourinho.

Ok, o Caio Júnior escalou mal ao insistir com o Alessandro. Mas, convenhamos, fora isso, o que mais ele poderia fazer? Realmente é produtivo vaiar os jogadores com 10 minutos de partida? Vocês acham que isso vai sensibilizar a diretoria a abrir cofres que já estão vazios por conta dos adiantamentos das cotas de tevê e da falta de um patrocinador forte?

Não, na minha opinião, não fará muita diferença. Assim como também não adianta o Caio Júnior perder a paciência (Já!) e dizer que os jogadores vão precisar de um psicólogo se continuarem sendo vaiados. Muito mais lúcido foi o Loco Abreu ao lembrar que foi iniciado um trabalho de reconstrução, e que esse trabalho não se constrói de uma noite para outra (bom, foi isso o que eu entendi naquela enrolada metáfora de construção de edifícios).

Então, meus caros alvinegros, muita calma nessa hora. Ainda vamos penar em alguns jogos (infelizmente, alguns decisivos) para tentar encontrar uma nova forma de jogar, que seja mais eficiente no ataque mas sem deixar o time tão desprotegido – talvez Bruno Tiago no lugar do Arévalo, e Caio e Herrera como pontas, abertos pelos flancos, não sei.

Agora que não me venha aproveitar esse momento de instabilidade para defender o trabalho do Joel. Não podemos NUNCA nos conformar com a mentalidade “Ruim com ele, pior sem ele”. O Botafogo PRECISA encontrar uma forma de jogar ofensivamente no Brasileirão, mesmo que isso nos custe a Copa do Brasil e o Carioca.

Ficar eternamente retrancado é indigno da tradição alvinegra.

PS: Quando vi que a transmissão do SporTV ficaria com Luiz Carlos Júnior e Paulo Cesar Vasconcellos, temi pelo pior. Jamais vi essa dupla narrar uma vitória alvinegra.

PS II: Não esqueçam de dar méritos também ao adversário. O time do Silas é muito bem organizado taticamente.

PS III: O segundo gol alvinegro não foi um gol, mas um touchdown do Loco Abreu.

PS III: Enquanto isso, o Cuca segue vencendo e se consolidando como o treinador do melhor time brasileiro na Libertadores. Que coisa…

Anúncios

9 Respostas para “Botafogo 2×2 Avaí: Muita calma nessa hora

  1. Haha tive a mesma impressão da dupla de comentaristas …

    Mas decepção mesmo foi a “torcida” botafoguense … que torcida de M…, hein? O Bota chega nas oitavas de final precisando do resultado e só vão 5.000 pesssoas (pouco mais)? Decepcionante … para os jogadores então deve ser algo q beira o ridiculo!

    E fala sério os q vão não apóiam, só vão para vaiar … dão a impressão de estarem torcendo mais pela derrota do que pela vitória do time … muito triste.

  2. De que adianta o Cuca ser um grande treinador se na Final ele é vice??? Foi assim no brasileiro do ano passado também! Ele é vice o tempo todo.

  3. Marcos, você disse tudo! Essa torcida que vai ao Engenhão só espera um errinho para começar a vaiar! Tudo bem que ontem não foi um erro qualquer, mas estavámos com 12 minutos de jogo…

    O Botafogo precisa de craques? Sim! Mas quem quer jogar num time sem torcida?
    O Botafogo precisa de patrocinador? Sim. Mas quem irá investir dinheiro num time saem torcida?

    Por isso, a solução é contratar torcedores!!!
    http://generalseveriano.wordpress.com/2011/04/13/procura-se-torcedor/

  4. É, o Cuca é vice… Quem venceu o Carioca de 2009??????

    Menos, menos…

  5. O Botafogo (clube e torcida) precisa rever os seus conceitos e a forma como encara os desafios de um time de futebol. Parece que estamos caminhando para uma separação entre a torcida e o clube e isso não pode acontecer de maneira nenhuma. Dentro do campo temos que apoiar o tempo todo e não vaiar jamais. Assim que acabar o jogo podemos esbravejar, vaiar, xingar, pichar os muros, etc…
    A torcida do Botafogo parece que sempre está muito ansiosa.
    Se continuarmos assim, me preocupa muito que o nosso destino seja o mesmo que o América, que simplesmente se evaporou do cenário esportivo.

    SA.

  6. Vou fazer um curso no Nepal e volto no Brasileiro.
    Entre ir a campo pra vaiar no primeiro tempo e nao ir, fico com a segunda opcao.
    Prefiro ser vice do brasileiro jogando bem, que ser ameacado pelo River-PI dentro de casa.
    Longe de defender o esquema de Joel, mas da pra entender mesmo sem concordar.
    Eu gostaria muito de ver mais moleques da base do que neguinho que fez sucesso no Figueirense, N. Iguacu e Bangu. Lembro do Diguinho ex-America,
    E outras “promessas” de empresarios.

  7. Everton – papo estranho
    Técnico Ricardo Ferretti -Tigres, do México (técnico de futebol e ex-futebolista brasileiro, que jogou no Botafogo, Vasco, Bonsucesso, entre outros).
    “Disseram que não iam me utilizar, até por uma coisa que aconteceu com o treinador lá, que não gosta muito de brasileiros. Esse novo treinador nem conversou comigo, trouxe um outro atleta para minha posição”, lamentou o jogador.

    Saudações Gloriosas!

    Cléto Martins

  8. Se o cuca conseguir SOBREVIVER ao MATA-MATA, aí sim, e somente assim, tiro o meu chapéu pra ele. Títulos… Ele ainda não provou ser um treinador campeão. Alguma coisa mais importa?

  9. Reagir agora, não podemos ficar esperando. Necessitamos de reforços. Não adianta ficar com demagogia. Reforços já, ou melhor ” diretas já” reforços já. Time é muito fraco para disputar o Brasileirão. Erraram muito ao contratarem este ano e ainda chamaram de reforços.
    MONTES CLAROS-MG

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s