Grenás 2 x 3 Botafogo: Jogos para sempre

Jefferson, um monstro de técnica. Três defesas que valeram por gols.

Renato Cajá, a ressurreição: o melhor em campo. Dois gols, um passe preciso, uma bola no travessão. A melhor atuação de um camisa 1o nos últimos dois anos. E a certeza que, sem a sombra de Lucio Flavio para incomodar e com Maicosuel fora de combate até o fim do Estadual, o Botafogo ganhou hoje um valioso reforço para a temporada 2011. Como titular ou como opção no banco. Tímido, o paraibano  de Cajazeiras enfim, destravou e acelerou.

Loco Abreu, o jogador de maior personalidade a vestir a camisa alvinegra nos últimos anos. Uma falha no primeiro pênalti, a superação na segunda cobrança. E as entrevistas de lavar a alma da torcida, citando Nilton Santos e Garrincha ao justificar a importância de ganhar um clássico envergando a Estrela Solitária.

Resultado: um jogo antológico, arrebatador, eletrizante. Um jogo para sempre.

Uma vitória inesquecível.

E assim, dessa forma briosa, o Botafogo quebrou a invencibilidade de clássicos oficiais no Engenhão. E derrubou também a invencibilidade do campeão brasileiro, que não perdia desde outubro. Não é pouca coisa.

No mais, Azevedo e Bruno Tiago também fizeram partidaças. Arévalo mostrou ao que veio com desarmes em horas precisas – ele parou o Conca. Herrera, enfim, voltou a jogar bem. E até Marcio Rozário, na sua limitação, se superou.

Sobre a arbitragem, que nos prejudicou muito mais do que nos ajudou (Marcelo Mattos >>>>>>>>> Valencia, gol legítimo anulado antes da virada tricolor), nada a acrescentar. Só tenho a dizer que o Gutemberg nos dá sorte, apesar de ser especialista em lambanças pelo desvario emocional. E que ele continue com o saudável hábito de encerrar as partidas ANTES do fim dos descontos, como já fizera no Estadual.

E assim, Joel Mubarak, que fez apostas na escalação inicial que deram certo (Bruno Tiago, Alessandro) e acertou também em 2 das 3 substituições (não era jogo para o Caio), ganha sobrevida…

Uma exceção: não gostei do Everton. Pra quem entrou com o objetivo de fazer o tempo passar, se mostrou pouco atento e disperso.

PS: Alguém viu o Conca? E o Fred?

Foto: portal Uol

Anúncios

11 Respostas para “Grenás 2 x 3 Botafogo: Jogos para sempre

  1. O jogo foi espetacular!
    Quando ele acaba, as expectativas são todas voltadas para as entrevistas de Loco Abreu.
    Aí ele fala tudo o que pensa, faz análises melhores que as do Noronha e de repente solta a famosa expressão: ” Time de raça, time de culhão”.
    ÍDOLO AO EXTREMO!

  2. Não é antipatia pelo atleta, mas, eu não engulo essa idolatria por Loco Abreu. Trata-se apenas de um cara vivido, bom de entrevista e que percebeu a nossa carência por ídolo, assim como muitos idolatraram o Dodô. Depois da Lei Pelé, não existe mais a devoção do atleta pelo clube.
    Quanto ao jogo, uma partida quase que perfeita para apagar a má impressão deixada com o empate da quarta, com o Bangu. Hoje, no futebol não existe mais a superioridade gritante, basta a vontade de ganhar e um pouco de sorte que a coisa anda.

    SB

  3. ÍDOLO AO EXTREMO! (2)

    Cara tem de aposentar no Botafogo. O cara é muito foda. Chorei com a coragem dele no segundo pênalti. Loco demais!!!

  4. O Botafogo venceu e convenceu!!! Batemos o Campeão Brasileiro, estamos na liderança e ainda teremos uma semana para ajeitar a equipe!

    O Joel acertou em tudo hoje! Tem dias que tudo dá certo, né?

    http://generalseveriano.wordpress.com/2011/02/06/vitoria-na-raca-e-na-tatica/

  5. Pelo que vi nos melhores momentos, Jefferson foi o responsável direto pela vitória – não fez gol, mas salvou o time pelo menos quatro vezes!
    Para muitos (eu inclusive) é o melhor goleiro do Brasil, no momento.
    Palmas pra ele que ele (também) merece…
    E (lembram-se?) com relação a Joel – calma, muita calma. Deixem o Natalino em paz porque, além de saber alguma coisa de futebol, o homem tem uma sorte danada!
    No fim, que bom ver Renato Cajá – um humilde paraibano, da cidade que ensinou a Paraíba a ler (Cajazeiras), dar um verdadeiro show de bola com a camisa 10. O passe para o gol de Herrera, então, foi uma jogada antológica!

  6. Quem disse que Loco Abreu tem coragem? Contra a turma das flores e a urubuzada só vale cobrar pênalti de cavadinha…

  7. Amigos,
    Jogo emocionantes como o Marcelo destacou.
    Humildemente, peco espaco para destacar minha visao:
    – o time jogou muito mais que o adversario e por isso mereceu au vitoria.
    – o juiz baguncou um classico digno dos melhores dias do futebol carioca.
    – o Jefferson falhou no primeiro gol e se redimiu provando ser o melhor do Brasil.
    – o Abreu foi Loco irresponsavel e Loco racional. Ele eh demais!
    – o B. Tiago joga mais que todos os volantes do time, menos o M.Matos.
    – o Everton vai ter que melhorar muito pra chegar no banco. Pode ser falta de ritmo, mas faltou inteligencia necessaria a um MC.
    – Joel ganhou sobrevida e a diretoria tempo pra buscar solucao para o Brasileiro. Infelizmente tenho a certeza que nao buscara.
    – o Caio na vaga de Herrera ou Abreu, poderia nos levar a aplicar uma goleada.
    – o Caja mandou no jogo. Se repetir esta atuacao mas finais vai ganhar o trofeu do melhor jogador da tava GB. Hoje ele eh “o cara”!
    E.Sales

  8. Desculpem,
    Apenas um escarecimento.
    O Caio na vaga do Herrera ou do Loco nos 15min. Finais. Eles estavam mortos.
    Pra ser simples. Podiamos ter entrado no lugar do Everton.
    E.Sales

  9. O relato está interessante, leva um leitor mais incauto a acreditar que o jogo era decisão de campeonato mundial.
    Foi um baita jogo, muito melhor que Flamengo x Vasco, por exemplo. E o tal do Cajá tava endiabrado. Cavaliéri ainda não me convenceu que é melhor que o Berna, apesar de boas defesas no fim do jogo e da agarrada na bola, sem o menor esforço, no primeiro pênalti batido pelo Loco.

    Loco que, aliás, deu muita sorte de ter tido uma chance de bater outro pênalti em seguida à presepada. Já penseou se o Foguinho Glorioso não ganha o jogo por conta do penalti que ele perdeu? De “herói” e “personalidade forte”, os adjetivos passariam de uma hora pra outra a “mascarado”, “marrento” e “displicente.

    Saudações tricolores!

    • meu caro Campbell,
      arrisco-me a dizer que o jogo desse domingo foi muito mais eletrizante do que a final da última Copa do Mundo, aquele modorrento Holanda 0 x 1 Espanha. Isso é que é “magia do futebol” – um clássico rotineiro de repente passa a ser o jogo do ano, como assim se referiram 9 entre 10 comentaristas da imprensa especializada.
      Sobre o Loco, respeito sua opinião, mas permita-me uma discordância: O que você chama de sorte, eu chamo de Estrela.
      De toda forma, parabéns aos tricolores, que souberam valorizar a nossa vitória.
      Saudações alvinegras,

  10. botafogo melhor time do planeta força fogãooooooooooooooooooooooooooooooooooooo tamos com tigo dalhe fogoooooooooo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s