Vaia para quem precisa: Em defesa do Somália

Somália foi vaiado quase toda vez que tocou na bola no jogo contra o Olaria.

Tenho grande respeito aos torcedores que pagaram ingresso e foram até ao Engenhão naquele calor de sábado. Mas a atitude dos que vaiaram me parece um pouco precipitada – o volante estava jogando improvisado, na lateral, a mando do treinador. E, pelo que Somália demonstrou dentro de campo em 2010, não faz muito sentido começar a temporada com a torcida pegando no pé dele como se fosse um Fahel ou um Lúcio Flávio.

(Se as vaias se referem ao comportamento ridículo dele fora de campo, com a simulação do sequestro relâmpago no início da temporada, acho que são tardias)

Se o Somália errou tudo o que tentou, o mesmo (não) fez o Herrera. E, ao contrário do volante deslocado para a lateral esquerda,  o argentino não estava improvisado – aliás, o atacante deve há muito tempo uma atuação irretocável. Tecnicamente, me parece então que o Herrera mereceria tantos apupos do que o Somália – mas, como o hermano é símbolo de raça e dedicação, parece que jamais será brindado com as vaias, por mais que porventura a bola bata na sua canela em todos os lances de uma partida.

Mas o que me preocupa é que as vaias podem representar a consolidação da tendência de marcação cerrada em cima de um jogador específico. E, espero estar enganado, utilizada nesse caso de forma quase automática – se não temos mais LG e LF pra vaiar, e Fahel e Alessandro estão no banco, vamos demonstrar insatisfação vaiando quem está mal na partida. Errou passe? Vaia nele!

Pô, mas estamos no início da temporada e, no caso do Somália, o cara ainda não fez nenhuma partida sequer em sua real posição. Se há alguém para ser criticado (e talvez vaiado, dependendo de como o torcedor está de paciência com o Joel) é um treinador que, para manter o seu esquema camisa-de-força, insiste com três zagueiros, sendo pelo menos um deles sem nenhuma intimidade com a bola (Marcio Rosário).

Agora o vilão da vez é o Somália. Espero estar errado, mas daqui a pouco o próximo alvo será o Lucas ao errar um cruzamento, com direito a gritos de “volta, Alessandro!”. Ou Antonio Carlos. Ou Everton, ou Marcio Azevedo, ou Marcelo Mattos. Nesse ritmo não vai sobrar ninguém – porque não temos nenhum craque no elenco, muito pelo contrário, então falhas individuais e más fases vão aparecer pelo caminho.  E o verdadeiro culpado, especialmente se insistir nesse esquema quando os reforços puderem estrear, continuará firme e forte, lá no banco.

Depois de observar as falhas defensivas do flamengo no segundo tempo do clássico, o sufoco que o fluminense passou para virar em cima da Cabofriense (!!) e o buraco sem fim em que se afunda o vasco, será mesmo que é necessário vaiar individualmente num início de temporada? Será que o Botafogo tecnicamente está tão abaixo dos três adversários da competição ou o problema maior continua sendo o esquema tático, esse sim digno de apupos por não ter funcionado contra adversários muito fracos?

Vaia é poderosa arma, não pode ser usada indiscriminadamente.

PS: E sobre o caso específico do Somália, ao menos até o fim do Estadual ele tem crédito comigo pois foi por conta dele que o Botafogo escapou de mais um sinistro 2 x 2 no último lance de perigo do jogo contra o Império do Mal, na decisão da Taça Rio, no ano passado. A bola, salvo engano chutada pelo Juan, já tinha passado pelo Jefferson e iria entrar não fosse o joelho salvador do volante nos últimos minutos da partida. Um sujeito que participa decisivamente de um lance capital contra o nosso maior adversário terá o meu respeito por um pouco mais de tempo.

Anúncios

21 Respostas para “Vaia para quem precisa: Em defesa do Somália

    • Já está assinado!
      Obrigado pelo apoio, Ana. Achei que era importante fazer essa reflexão no início da temporada, mesmo com o risco de ser mal interpretado. Espero que entendam que não apoio incondicionalmente o Somália (nem ninguém do elenco, com exceção do Jeff e do Loco, enquanto ambos continuarem em ótima fase), mas acho que as vaias individuais agora são desnecessárias – e até perigosas.

  1. a mentira do mentiroso jogou por terra seu 2010.
    a diretoria escolheu poupar o filho do papai mas a torcida, ao que parece, nao tomou esse rumo.
    nao vaiaria se estivesse no estadio pq nao vaio jogador do botafogo dentro de campo mas se fosse presidente do clube, esse daih nao pisaria mais em general severiano.

    um abraço

    • Fábio e Rodrigo,
      Vocês acham então que as vaias ao Somália são por conta do crime que ele cometeu (sim, denunciar falso sequestro é crime)? Se fosse assim, ele seria mais vaiado ao entrar em campo, não?Alguém que foi ao Engenhão esse ano pode dizer se ele tem sido vaiado quando a escalação é anunciada no estádio?

  2. Lúcido, oportuno e justo o comentário.
    Aos que vão somente para vaiar,que o façam noutros estádios e com jogadores de outros clubes. Daqui a pouco estarão querendo vaiar (também) o Loco Abreu e o Jefferson.
    Calma, minha gente.
    Cautela e caldo de galinha nunca fizeram mal a ninguém – já dizia minha avó.
    Devagar com o andor que o santo é de barro – gritava o padre na procissão do bairrro.
    O ano ainda bem não começou, o time (mesmo com problemas) ganhou os 4 jogos que disputou e já tem gente vaiando.
    Ora bolas – imagina se o Fogão estivesse na situação do Vasco…

  3. Queria entender uma coisinha que acho que é válida nesse momento,pq não se vê vaias quando Márcio Rosário pega na bola hein?desde o ano passado esse jogador de quinta categoria está sendo valorizado de forma que to sem entender.Claro que ninguém vaiaria o Herrera mais se eu tivesse lá e xingaria ele aposto que olhariam feio pra mim!
    Sobre a situação da mentira do Somália,mtos aplaudiram o jogador,vaias sobre isso soam tardias demais pra depois se falar q a gente não aceita coisa errada.
    o Texto disse tudo totalmente!
    Aliás o Cajá quando pegava na bola rolava vaias tb?Pela a TV e pelo o rádio se tem uma impressão e ao vivo é outra,me corrigem se eu tiver errado!
    abraço
    Igor
    meu blog: http://igoresportes.blogspot.com/ e no twitter pra quem quiser seguir: @blogdoigor05

  4. marcelo,
    pra mim, a torcida tomou bronca por causa da mentira do mentiroso descarado.
    até porque, em campo, ele é voluntarioso e tem muita gente na sua frente no quesito limitação, além da boa temporada que fez em 2010.
    não vejo outra explicação.
    ele vai ter que jogar muita bola para convencer e, convenhamos, não está fazendo isso, muito embora o treinador (?) tenha culpa por fazê-lo jogar improvisado.

    mas o fato é que eu, como torcedor, tenho que tolerar um treinador (?) conivente com um criminoso (afinal, como você mesmo falou, ele cometeu um crime), já que não escalo o time e não o dirijo.

    um abraço

  5. O Somália errou sim, mas quem nunca cometeu um deslize antes? Ele matou a amante, deu “pros cachorros” e enterrou? Ele espancou a namorada?

    Muita calma! Não gosto da ideia de vaiar por vaiar. A torcida do Botafogo precisa procurar no dicionário o que significa ser torcedor!!! Ou assistir um pouco de futebol argentino ou europeu!

    A Inter de Milão perdia em casa, neste domingo, por 2 a 0, para o Palermo e ao fim da primeira etapa a equipe saiu de campo aplaudida e aos gritos de “Inter!”

    O Palermo nunca, eu escrevi NUNCA, venceu a Inter fora de casa e aquela vitória seria histórica! O que aconteceu? Empurrados pela torcida, sim lá a torcida joga JUNTO do time, os jogadores viraram a partida num 2º tempo emocionante!

    Ah, como eu queria uns 200 torcedores daqueles no Engenhão…

  6. christian,
    desculpe-me, amigo, mas foi infeliz sua comparação do primeiro parágrafo.

    e, da mesma forma que acho ridículo vaiar um jogador que use nosso manto em campo, acho ridículo também, além de totalmente anti-democrático, criticar quem vai ao estádio e age dessa forma.
    a vaia é um direito legítimo.
    não tenho a menor inveja de torcedores argentinos e muito menos os europeus, do alto de suas confortáveis cadeiras no estádio luxuoso.

    um estádio de futebol é um lugar democrático.
    quem quer vaiar, que vaie! pagou ingresso e está no direito.
    quem quer aplaudir, que aplauda! o direito é o mesmo.

    sds. botafoguenses!!!

  7. Marcelo,
    Vou ao Engenhão e nunca percebi ou escutei vaia a qualquer jogador, nesse início de ano, quando a escalação é anunciada. Algumas vaias aconteceram nas duas vezes em que o esforçado alessandro entrou e logo se tornaram apupos e aplausos.
    Nesse sábado o calor e o sol foram sufocantes para quem estava na sombra, lado oeste, imagino para quem estava no sol (leste) e principalmente em campo. Eu fui de regata e a mesma ficou ensopada. Dava para torcer! Fui obrigado a tirar para me secar e só no segundo tempo vesti o manto que sempre levo.
    Falo isso para corroborar com o teu comentário. Além das vaias para o mentiroso somalia, o time, mesmo com o péssimo futebol não mereciam a vaia no final do primeiro tempo. Comentei com o Luiz Biriba sobre isso, ou seja, qualquer um de nós não conseguiria correr em campo com a lua que estava fazendo. É e foi desumano!
    Também não vaio jogador que esteja defendendo as nossas cores e o escudo mais lindo do mundo e, infelizmente as organizadas começam sempre a vaiar alguns jogadores como o Caio (no primeiro jogo), o Lucas (nesse jogo ao errar dois passes). Quem eles deveriam vaiar pela falta de treinamento, jogadas ensaiadas e mudança de postura da equipe após um ano como técnico, não o fazem.
    Acho que a lenda é o maior responsável por não tirar o máximo ou aproveitar melhor os jogadores que possui. Esse ano ele não poderá dar a desculpa que chegou após a pré temporada ou que não indicou os jogadores.

    Abs e Sds, Botafoguenses!!!

  8. Bem, não quero fazer daqui um campo de batalhas, mas criticar não é ser democrático? Questionar não está na base da democracia?
    Não gosto que vaiem o meu time e pronto! É um DIREITO meu pensar assim. Quer vaiar? Faça ao FIM da partida, mas não durante e quando o camarada está com a pelota nos pés…

    Teve um jogo, neste ano, que vaiaram o Fahel no primeiro toque na bola…

  9. christian,

    de forma nenhuma este espaço será um campo de batalhas.
    até porque, perceba, eu sou contra as vaias durante a partida, assim como você é.

    mas aqui e em outros lugares, vejo críticas a quem vaia. ora, só tem direito de vaiar quem vai ao estádio.
    e se vaiam o fahel no primeiro minuto de jogo não é pelo que ele fez naquele um minuto (até pode ser possível já que esse daí é desprovido de habilidade) mas o vaiam por dois longos anos que maltrata a bola vestindo nossa camisa.

    enfim…

    sds. botafoguenses!!!

  10. Amigos,
    Estava em P. Alegre e ví o jogo pelo PFC.
    Fico triste porque ainda que ache que quem paga ingresso tem o direito de aplaudir e apupar, concordo com a maioria dos que se pronunciaram que o momento de “julgamento” e no final do jogo. Já assistí um jogo no Caio Martins que o Valdeir era apupado sempre ao pegar na bola e no final fez um golaço e nos deu a vitoria. Os trouxas ficaram calados ou vibraram com vergonha ou remorso.
    Fico feliz porque estamos discutindo a atitude da torcida. É sinal que mesmo sem performances fantásticas, estamos satisfeitos com o “conjunto da obra”. Time e resultados. Que bom!
    Somália é mais um batalhador e um dos vários jogadores brasileiros sem formação escolar e familiar. Não deve ser entendido. Deve ser aceito na sua dedicação e doação fora de sua real posição. Nada mais do que isso.
    Aliás, os aplausos ao Alessandro têm sido merecidos. E agora? Será que quem o aplaudiu este ano, também não teve que engolir as vaias de 2010?
    Aliás, está deliciosa a charge de Zé Fogareiro em seu blog.
    Vai fogão! Vamos pro bi!
    E.Sales

  11. Acho uma tremenda bobagem vaiar o Fhael. Parace ser um bom pai de família, é empenhado em defender as cores alvinegras, …… Aparentemente, só um defeito, o de não ter jeito com a bola de futebol.
    Não tem porque vaiar o Fahel, o técnico manda ele entrar, e ele entra, e cheio de vontade. O problema está em quem escala. O foco deveria ser o Joel Bacana.

    Saudações Gloriosas!

    Cléto Martins

  12. Seu comentário, como sempre, foi oportuno, também não gosto quando vaiam jogadores do BOTAFOGO durante os jogos, mas, algumas TOs, como certos blogueiros são do tipo que “amigo meu se tiver defeito, eu tiro, filhos de JS, ainda que não tenham, eu boto”. O “esquema” de Joel é feio, covarde, mas o time tem o melhor ataque e, prefiro ser campeão jogando esse futebol, do que jogar bonitinho e no final posar de VICE.
    SB

  13. Eu só penso no que é melhor para o Botafogo e jogar contra a torcida adversária só dá mais vontade de vencer e calar o estádio!!!
    Mas como jogar contra a própria torcida? Não sei, não tenho resposta para isso.
    O cara está sendfo vaiado, tenta fazer uma grande jogada para calar a boca da torcida, perde a bola e pronto… gol do adversário! E aí? É gol no Botafogo, amigo! E isso eu não quero ver!!!
    É preciso lembrar que jogador de futebol não é uma máquina! Vaiar no fim do jogo, após uma derrota, vai lá, é compreensível, o jogador aceita e tentar melhorar na próxima partida, mas vaiar com vitória… Juro que não entendo.

  14. Não quero aqui julgar ninguém ou dizer como as pessoas devam agir, por favor! Só tento entender essa motivação, essa alegria de ir ao jogo para vaiar o time do coração…

    Pô, eu tive que aguentar o Márcio Theodoro, o Perivaldo – o clone, não o verdadeiro, e o Tico Mineiro… Eu vi o Tico Mineiro usando a 7 do Jairzinho, a 7 do Mané! Era de doer. Juro, eu entraria em campo com mais raça e vontade do que ele…

    E aí? Esse Botafogo que está montado é muuuuuito melhor do que alguns times montados nos negros anos 2.000! E ainda faltam jogadores para estrear! Quando o Joel contar com TODOS os titulares e ainda assim não escalar direito, aí eu vou ficar bravo!

  15. Minha escalação ideal para esse início de 2011:

    1. Jefferson (goleiro de seleção!)
    2. Lucas (solta o garoto e deixa ele ir pro ataque)
    3. João Filipe (alto, rápido e com boa recuperação)
    4. Antonio Carlos (titular absoluto da zaga)
    6. Márcio Azevedo (nos treinos foi muito bem!)
    5. Arévalo Ríos (estreia hoje, mas acredito muito nele)
    8. Marcelo Mattos (fará ótima dupla com o Cacha)
    7. Éverton (está com muita vontade e se destacando nos treinos)
    10. Renato Cajá (vai crescer com outro meia ajudando na criação)
    17. Herrera (preciso explicar?)
    13. Loco Abreu (ídolo e goleador)

    Banco para entrar como opção tática:

    14. Alessandro (para melhorar a marcação!)
    15. Bruno Tiago (rápido, marca e vai pro ataque)
    19. Caio (ainda Talismã?)
    18. Alex (acredito que o garoto ainda vai decidir uma partida!)
    20. Somália (para compor o meio de campo, não como opção na lateral!)

  16. Muito legau .
    afinal de contas e do BOTAFOGO nao tem como nao figa legal
    vlw FOGAO!!!!!!!!!!!
    ate a morte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s