Botafogo 3 x 1 Olaria: A charada

Vamos falar de futebol. Vocês querem é ficar procurando a quinta pata do gato preto! Vamos falar de futebol!

Loco Abreu, depois de dois golaços (o segundo, então, uma pintura), respondendo ao repórter que queria saber porque ele não tinha abraçado Joel na comemoração.

E aí, alguém já achou a quinta pata do gato preto?

Nem sei se vai ser possível encontrar. Só sei que, de novo, dois jogadores fizeram a diferença: Jefferson (com defesas ainda mais espetaculares do que na partida passada) e o uruguaio.

No primeiro tempo, além do gol-relâmpago do Cajá, poucas novidades. Uma defesa insegura sendo acossada pelo ataque do Olaria (!), vacilando seguidamente no posicionamento e no combate individual. Rozário, limitadíssimo e apelando para as botinadas, João Filipe, atrapalhado e ACarlos, bem perdido. Com isso, Jefferson teve que fazer milagres para impedir o gol adversário.

Na segunda etapa, entraram Caio e Alessandro – o time melhorou muito e, graças a um lançamento sensacional do ex-titular da camisa 2, Loco Abreu fez o primeiro – na corrida e com chute rasteiro, pra quem diz que ele só joga pelo alto.

Pouco tempo depois, o gol do Olaria, graças a mais um vacilo da zaga. E, antes que houvesse ameaça concreta do empate, Cajá fez ótimo lançamento para o Loco que marcou o gol mais bonito do ano até agora – e um dos mais bonitos do Botafogo no Engenhão.

Um golaço, aço, aço. Que, certamente para quem enfrentou o calor do Rio e foi até o Engenhão, tão cedo sairá das retinas.

Na comemoração, Abreu passou batido pelos titulares e foi direto para a lateral. Fez questão de chamar os jogadores do banco de reservas (com atenção especial aos mais jovens) e com eles fez a festa. Fica claro que ignorou solenemente o treinador, que tentou se aproximar, mas não recebeu qualquer correspondência. Não abraçou Joel?Claro que não. Porque o uruguaio pode ser tudo, menos hipócrita. E não me parece que vai posar de amiguinho do treinador depois do episódio da semana passada.

No mais, Herrera não foi bem, Lucas também não, e continuo sem entender em qual posição joga (ou deveria jogar) o Bruno Tiago.

Mas o que ficou dessa partida contra o Olaria foram as defesaças do Jefferson e os golaços do Loco – no gramado e fora dele.

E ficou também no ar a pergunta formulada, via twitter, pelo jornalista alvinegro Maurício Stycer: Há quanto tempo o Botafogo não tinha um jogador tão inteligente dentro de campo e tão corajoso em suas declarações, sem medo de bater de frente com a imprensa? Desde Paulo Cesar Caju? Afonsinho? Há quanto tempo, hein?

Foto: Lancenet!

PS: Se o Caio não inventar uma desculpa esfarrapada e admitir que o tweet abaixo foi realmente por ele escrito na noite de sábado, teremos um domingo agitado, com a imprensa explorando ao máximo o que parece ser o segundo round do enfrentamento dos atacantes contra o Joel. Eis a mensagem:
“@canedo_caio: Eh foda…Um sol pra cada um hoje, e eu tendo que acompanhar lateral…Chateado demais….merda!!”

Novas turbulências à vista. E, nesse momento, desnecessárias. Parece que há algo maior em curso – aguardemos os próximos capítulos.

Anúncios

6 Respostas para “Botafogo 3 x 1 Olaria: A charada

  1. Loco Abreu é fundamental ao Botafogo, tanto pelo que faz dentro de campo, como pelo que diz fora das quatro linhas. Mas será que o Botafogo vai conseguir superar os timaços montados por Flamengo e Fluminense?

  2. Bem, acho que posso contribuir com duas ou três opiniões:

    1_ A zaga bate cabeça pela deficiência técnica do Márcio Rosário! O garoto João Filipe é bom, mas fica nervoso vendo o Rosário jogar! Ora, não é para menos, eu fico! O Antônio Carlos estava acostumado com a segurança do Fábio Ferreira e agora tenta cobrir a zaga toda! Quem não ficaria perdido?

    2_ Não entraram Caio e Alessandro. Não, senhor! Não foi tão simples assim. Primeiro o Joel destruíu o sistema defensivo colocando o Caio como lateral-direito! Um absurdo!!! Depois de três grandes defesas do Jefferson – Ah, é seleção! – ele resolveu arrumar a casa e colocar o Alessandro para liberar o Caio.

    3_ O Bruno Tiago joga como falso-volante-&-falso-armador! Entendeu? Nem você e nem os adversários… por isso vem dando certo! Ele marca bem quando o time não tem a posse de bola e depois virar um camisa 11 quando parte para o ataque! É garoto, ok? Mas tem muita raça e toca a bola melhor do que muita gente do elenco…

    Um abraço,

    Christian

    http://generalseveriano.wordpress.com/2011/01/29/quem-e-o-%E2%80%9Cloco%E2%80%9D/

  3. Companheiros, estou já por três jogos tratando desse assunto.
    Finalmente ficou provado que a Flapress existe:
    http://aqipossa.blogspot.com/2011/01/charge-da-flapress-que-foi-censurada.html

    Abraços,
    Luis Celso

  4. Na boa, não acho q Flamengo e Fluminense tenham timaços…

    O time do Flor é o mesmo do ano passado. Tudo bem que eles ganharam o Brasileiro, mas da gente só ganharam 1 partida em 4 se não me engano.

    Já o Fra tem Ronaldinho, que ainda não jogou, e Tiago Neves, que é bom jogador, mas tem uma zaga limitada, dois atacantes fracos e um lateral esquerdo de matar de rir.

    Acho que o Fogao com as entradas do Arevalo e do Everton tem time pra encarar qualquer dos dois.

    Quanto ao Bruno Tiago, não sei não, mas algo me diz que é só mais um que vai cair no esquecimento em pouco tempo…

    Por fim, em relação ao Abreu, não há o que discutir. O cara é imprescindível para o Botafogo. Ainda mais no esquema que o papai Joel arma.

    Ps: Não acho que o lance do Caio vá resultar em algo mais sério. Foi só um desabafo de quem tem que aguentar ser reserva de Cajá e Bruno Tiago…

  5. Marcelo,
    Acrescentaria um detalhe no seu texto: O juiz precisou esbravejar e chamar a atenção dos nossos jogadores para que alguém fosse cobrar um escanteio. Ao meu ver isso comprova a falta de treinamento, orientação e comando! É uma coisa básica e primordial em qualquer equipe. Quem faz o quê?
    Será que estavam esperando o Pelé branco cobrar?
    Será que ninguém percebeu que o Cajá havia sido substituído?
    É duro ganhar, mas vendo o adversário triangular, fazer jogadas, trocar passes, ser ofensivo, bola de pé em pé.
    É duro querer ou imaginar como seria bom e gostoso ver o nosso Botafogo jogando assim.
    É duro, mais uma vez, ter o nosso goleiro herói, Jefferson, ser o melhor em campo.

    Abs e Sds, Botafoguenses!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s