A desimportância de um bicampeonato

Vai ser bacana ver o Botafogo de volta às competições oficiais a partir de quinta-feira, vai ser ótimo ver o time sem Lucio Flavio, vai ser interessante conhecer os novos reforços, guardo grandes expectativas em relação ao Arévalo e ao Éverton, quero ver Fahel e Alessandro no banco de reservas, mas… a verdade é que o Estadual, dentro da temporada 2011, é a competição de menor importância.

Bem diferente de 2010, quando, por conta dos três insucessos consecutivos diante do maior rival, era ESSENCIAL conquistar o título. Era tão crucial dar a volta olímpica e tirar o grito de “É campeão” da garganta num confronto direto contra eles que não tenho dúvidas: vencer o flamengo no estadual, naquele momento depois dos três vices, era mais importante para o torcedor alvinegro do que uma vaga na Libertadores.

Agora as coisas são diferentes. No ano passado, derrubamos o Império do Amor e fomos campeões num jogo onde TUDO aconteceu como gostaríamos que acontecesse (humilhação do goleiro adversário, logo ele que tinha sido o nosso algoz por duas vezes, pênalti defendido pelo NOSSO goleiro e não pelo deles, vitória baseada na raça, etc), e ainda batemos os coadjuvantes vasco e fluminense nos jogos decisivos. Começamos desacreditados (a “quarta força”) e acabamos como campeões.

Foi um campeonato perfeito.

Então, mesmo que os fatos se repitam na mesma ordem, e o Botafogo derrube o oba-oba em torno do RG10 numa nova final contra os urubus, já não terá o sentimento da desforra, do fim da injustiça, do troco depois da humilhação.

Vai começar a virar rotina.

Para o Botafogo continuar crescendo em 2011 e já projetar 2012, é MUITO mais importante nesse primeiro semestre ganhar a Copa do Brasil. Jogar cada partida dessa competição como se fosse uma final, até por ainda ser o caminho mais rápido para a Libertadores.

Mas, infelizmente, temos um treinador que adora ser chamado de “O Rei do Rio”. E, para ele, quase nada representou ser desclassificado em casa pelo Santa Cruz pela CdoBrasil no ano passado  – sendo que, olhando em retrospecto, aquele foi O MAIOR VEXAME DO ANO (alguns acharão que foi o 6×0 para o Vasco, mas aquele não foi jogo eliminatório e acabamos trocando a goleada pelo título da Taça Guanabara, uma boa troca).

Numa boa: se tem um time que precisa ser campeão estadual em 2011, que precisa DESESPERADAMENTE colocar a faixa no peito em confronto direto contra um rival, esse time é o Vasco – pois é a única chance real de uma volta olímpica dos cruzmaltinos esse ano, e a fila aumenta a cada ano em São Januário – já são sete anos sem ganhar nada. Os grenás ainda estão de barriga cheia do Brasileirão e tem uma Libertadores pela frente. E os urubus, campeões estaduais e nacionais dois anos atrás, têm Ronaldinho pra faturar e um Brasileirão pra se preparar.

Então, a partir de amanhã, o Estadual pode render partidas eletrizantes, algumas memoráveis, clássicos de acelerar o coração. Mas nesse ano, se necessário for, eu troco o título por uma vaga na Libertadores – via Copa do Brasil ou Brasileirão (já com Fábio Ferreira e Maicosuel, vale lembrar). Mas não acharei ruim se conquistarmos os dois, claro.

É hora de crescer, Botafogo.

É hora de pensar além dos limites do Rio de Janeiro.

E que venha o Duque de Caxias!!!

Anúncios

Uma resposta para “A desimportância de um bicampeonato

  1. Concordo com você!

    Quero a Copa do Brasil. Estava lá naquele Maraca lotado – mais de 110 mil pessoas – no empate em 0 a 0 com o Juventude. Vi o jogo em pé nas cadeiras, não tinha mais lugar sentado, sério. Muita gente viu o jogo em pé!!!

    Dá para vencer a Taça Guanabara e se concentrar na CB!

    Vamos, FOGO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s