“A torcida desanima o atleta”: uma visão

O comentário do Alvino Bastos, por ser em tom discordante da maioria das visões aqui postadas (inclusive a deste escriba) mas escrita em tom respeitoso, merece leitura e discussão. Eis, abaixo:

*****

O Botafogo vem perdendo torcida aceleradamente. Basta ver os últimos jogos onde aparecem 5 a 6.000 sujeitos, aparentemente, não para assistir aos jogos, mas só para vaiar.
A torcida do Botafogo é a única que coloca para fora, jogadores que vestiram e honraram a camisa durante o tempo em que estiveram no time, tais como Lúcio Flávio e Leandro Guerreiro a poder de vaias.
Deveriam se espelhar em outros Clubes que incentivam seus jogadores até o fim. No entanto, o que fazem é desanimar o atleta e mandá-lo para outro time onde quase sempre brilham. Tenho observado muito esse tipo de comportamento sem entendê-lo. Comportamento estranho. Lamentável.

Alvino Bastos

***

E vocês, o que acham?

ACRÉSCIMO DAS 13H

Eis a visão da Ana Telhado, contraponto para a opinião do Alvino Bastos:

A torcida anima ou desanima jogador? Sim, acredito nisso. Mas o problema não é esse. Nós estamos cansados. No jogo contra o Internacional no Engenhão – onde se tivéssemos ganhado dos reservas deles estaríamos hoje nos preparando para ir ao Uruguai jogar a Libertadores – todo mundo saiu de lá de SACO CHEIO de ver mais uma chance de ouro escapar por causa das falhas DE QUEM SEMPRE FALHA NESSES MOMENTOS!
LG percebeu isso e viu que seria pior continuar.

Se ama o Botafogo, ótimo. Continue amando como nós, lá na arquibancada. Sabe aquela história “quem ama quer que o outro seja feliz”? É isso! Deixe o Botafogo – e nós, botafoguenses – sermos felizes, Leandro Guerreiro. Maior prova de amor que esta não existe.

***

Mais opiniões?

Anúncios

26 Respostas para ““A torcida desanima o atleta”: uma visão

  1. Parabéns Alvino Bastos, é isso que realmente acontece.

  2. Quem são esses quem saem e brilham, de memoria soh o jorge henrique e q não foi expulso pela torcida. de resto nao lembro de mais nenhum!

  3. Eu sou contra vaiar qualquer jogador que esteja em campo com a Estrela Solitária no campo, tudo tem a sua hora, até para criticar, e no meio do jogo não é essa hora.

    Quanto à esses dois individuos em discurssão, acho que eles fizeram o seu propósito no Botafogo, mas eles ficaram marcados como uma geração do tri-vice para o Flamengo.

  4. Maior piada,igual o futebol dos jogadores que ele citou e disse que honrou a camisa do botafogo….Essa torcida do botafogo é impressionante mesmo

  5. Pois é, concordo com o Breno aí em cima, saem e brilham foi muito forçado!

    Eu descordei dessas vaias por um bom tempo, mas acabei sendo convencido de que era a única forma de fazer a diretoria não se acomodar com os pseudo-ídolos, que tiveram algum brilhareco em campanhas no Estadual.

    Talvez o que faça a torcida diminuir e não querer comparecer aos jogos sejam justamente esse jogadores.

  6. Lúcio Flávio? Parece até brincadeira, na verdade a torcida não deveria fazer esse papel, ele deveria ser do técnico e da diretoria, mas eles insistem em manter jogadores que sabidamente não acrescentam nada ao time até que a torcida perca a paciência. De quem realmente é a culpa?
    Se, por exemplo, alessandro começa a fazer as merdas que costuma fazer, que sabemos que ele vai fazer, ele vai ser vaiado, de quem é a culpa? Dele? Da diretoria? Ou da torcida que é obrigada a ver a mesma coisa desde 2007?

  7. Só para complementar, a torcida desanima o jogador ou é o jogador que desanima a torcida?

  8. O Lucio Flavio, o nosso “Pelé Branco” deve estar arrebentando agora lá no México, como fez no Santos, onde nem no banco ficava.

    Também acho que ficar vaiando o jogo todo não seja a atitude correta, óbvio (!), mas no caso dessas malas, mais especificamente dos quatro cavaleiros do apocalipse, também conhecidos como quarteto fracasso, a nossa paciência com essas malas já acabou há muito tempo. Felizmente só sobraram dois, e tomara que tenham o mesmo destino dos demais.

  9. “Deveriam se espelhar em outros Clubes que incentivam seus jogadores até o fim.”

    Cara, tem torcida que invade os treinos para dar porrada nos jogadores, vide casos recentes das torcidas do Corinthians e do Fluminense (O Diguinho levou um soco na cara), isso sim um verdadeiro absurdo!

    Agora, jogador profissional ficar chateado e melindrado com vaia é o fim da picada! Procura melhorar, se esforçar mais e dar a resposta dentro de campo. É simples, é só mostrar mais esforço, comprometimento, profissionalismo e futebol que a torcida para de vaiar na hora.

  10. Pingback: Tweets that mention “A torcida desanima o atleta”: uma visão | Fogo Eterno -- Topsy.com

  11. Infelizmente, tem muita ingratidão em jogo. E digo isso pelo Leandro Guerreiro, esse tem Botafogo no coração e isso é nítido. Não consegui ver a entrevista em que ele chora sem chorar junto com ele. É um guerreiro mesmo, sem dúvidas!! Deixará saudades para aqueles que além de prezarem um bom futebol e conquistas de título, prezam jogadores que se doam ao time e levam ele no coração.
    Leandro Guerreiro, o Botafogo jamais te esquecerá.
    Saudações alvinegras.

  12. Eu não vaio jogador durante o jogo. Mas quando termina o jogo, sim.
    Mas tem um exemplo muito bom do que eu quero mostrar: Muricy Ramalho uma vez disse que não faz preleção porque jogador acha um saco e ele não acha que é isso que motiva um cara a jogar bola. Segundo o treinador Campeão Brasileiro, se jogar em um grande clube, ganhando bem não é motivador, não é uma palestra que irá faze-lo.
    Para mim, as vaias tem esse mesmo valor: vaiar não vai fazer o cara jogar menos do que estava jogando antes, ou motiva-lo a jogar melhor. Por que? Porque vaias não farão Alessandro ir à linha de fundo cruzar, Fahel marcar sem fazer falta, Lucio Flávio correr, e por aí vai.
    Mas ainda assim, eles se dizem animados ou desanimados. Minha conclusão é simples: se um jogador se anima ou desanima com torcida, tem que parar de jogar futebol, pelo menos no meu time.

    Sobre o “apoio da torcida”: historinha pra boi dormir de quem acredita no que a imprensa fala. Não discuto isso. Quem já viu (e era um dos) 15 mil alvinegros calarem 50 mil mulambos no Maracanã sabe do que eu estou falando.

  13. Educado mas redondamente errado. A começar pela afirmação de que o Botafogo “perde torcida”, quando o correto seria dizer que diminuiu a freqüência de seus torcedores nos estádios. Outro erro citar que Lúcio Flávio e Leandro Guerreiro não receberam apoio da torcida. Receberam sim e muito. As vaias começaram quando aqueles atletas transformaram-se em Lento Flávio e Leandro Entregueiro, respectivamente. Aí não tem paixão que resista. E jogador movido a aplausos possui uma auto-estima baixíssima. Se tiver alguma !!
    E por fim o leitor errou com chave de ouro: “No entanto, o que fazem é desanimar o atleta e mandá-lo para outro time onde quase sempre brilham.” – Sem comentários.
    Abraços e saudações Botafoguenses,
    Luis Celso

  14. Eu sempre digo que a gente não pode exigir mais do que o jogador sabe. Só raça. No caso de L. Guerreiro, Fahel e Alessandro, a culpa é de quem os deixa jogar. Já o pior lateral-esquerdo dos últimos anos, M. Cordeiro, se achava craque e enganava o Joel. O L. Flávio não tem raça, não corre, não marca e sobrecarrega o time todo. Já foi tarde. E quem brilha depois que sai? O Eduardo? OL. Flávio? O M. Cordeiro? Faz-me rir.

  15. O Leandro Guerreiro, durante uma ou duas temporadas, honrou a camisa do Botafogo. Fato é que sua passagem por General Severiano ficou marcada por altos e baixos. Apesar de ser limitadíssimo tecnicamente – incapaz de dar um passe de mais de 5 metros para frente – LG sempre foi um jogador de garra e útil na marcação. Mas, desde a partida contra o Ceará, no Castelão, com direito a falhas bisonhas de LG, ficou nítido que ele era um dos inúmeros cancros do elenco botafoguense.
    De qualquer forma, em um começo de ano nada empolgante, fica a alegria de ver LG e LF longe de General. Alessandro poderia tomar o mesmo rumo…

  16. Agradeço ao Leandro Guerreiro pelo título de Campeão Carioca de 2010!
    Agradeço ao Lucio Flavio pelo título de Campeão Carioca de 2006!

    As vaias da torcida, mal colocadas, irritam qualquer jogador. Li, aqui mesmo neste blog, que o Loco Abreu foi vaiado, ao ser substituído, na vitória sobre o Grêmio Prudente… É isso mesmo? O cara joga mal uma partida e já é vaiado? Ah, essa torcida seria capaz de vaiar o Mané, o mestre Nílton, o Amarildo, o Zagallo, o Manga, o Gérson, o Afonsinho, o PC Caju, o Jairzinho…
    Não é mentira, não! Está registrado! Vaiaram tanto o Quarentinha que o jogador chegou a ser emprestado para jogar o Carioca num clube pequeno! E o cara é o Maior Artilheiro da História do Botafogo e já foi vaiado impiedosamente.

    http://generalseveriano.wordpress.com/2011/01/14/leandro/

  17. O LF se queimou quando saiu para o Santos, em um momento em que só ficou o mala do Alessandro para o início da temporada 2009… e o LG é ridículo!!! Jogador de Boavista e olhe lá…

    Bendito seja o Cuca Chorão e o Cruzeiro!!!! Lambanças e trapalhadas agora no campeonato mineiro…

  18. Amigos,
    O Tema é polemico e deve ser explorado com mais cuidado e sobretudo respeito.
    Primeiro porque não acredito que o jogador (a não ser o mau carater ou o que está em litigio com o clube/tecnico) jogue mal porque quer. Assim, a responsabilidade é toda de quem o escala. E ele fará o que pode dentro de suas limitações.
    Segundo porque os dois principais protagonistas do assunto em pauta, podem e devem ter pecado por incapacidade física ou técnica e nunca com o proposito de desonrarem a camisa gloriosa. Ambos se declaram botafoguenses e lamentaram a saida.
    Coincidentemente encontrei o LG na disney no dia 11/12 e ele deixou claro que quería fazer uma boa temporada 2011 no Botafogo.
    São profissionais que merecem nosso respeito e agradecimento pela dedicação. Se falharam em alguns lances ou jogaram mal em alguns jogos, faz parte do futebol.
    Devemos cobrar á diretoria e á comissão tecnica que continua lá.
    Mais uma vez iniciaremos um campeonato com um time inferior (no papel) aos nossos rivais, exceto o Vasco.
    E.Sales

  19. Nada a ver com a discussão … mas olhem que legal: http://video.globo.com/Videos/Player/Esportes/0,,GIM947534-7824-EM+BOTAFOGO+VOLTA+DAS+FERIAS+COM+QUATRO+NOVIDADES,00.html

  20. Caso LF: Eu Li do Arthur Dapiev, que o Lúcio Flavio, estava em 2010, um ex-jogador em atividade. Simplesmente, perfeita definição.
    As vaias teve foco camuflado. As vaias eram para a assustadora passividade da Diretoria e do Joel.

    Caso LG: Nunca se escondeu, nem dentro e nem fora de campo. Saiu pela porta da frente e deixou verba em caixa.

    Caso Jóbson: A diretoria jogou m. no ventilador e depois queria uma transação financeira satisfatória. Pareciam um bando de auxiliar de aprendiz de comerciante.

    O nosso passado é rico e valioso. Temos causas e efeitos, com glórias e sem glórias. O fator principal do período sem glórias, foi justamente pela passividade de nós torcedores, diante da mediocridade que tomaram conta de General Severiano.

    Saudações Gloriosas!

    Cléto Martins

  21. Senhores botafoguenses. Se amam mesmo o Botafogo, continuem vaiando esses jogadores medianos que passam por lá e acabam com nossos domingos, quartas, quintas e sabados.
    Torcedor tem limite de paciencia. Nao podemos perder, jogar mal e ficar rindo pras paredes. Botafogo é clube de respeito. Ou joga bola ou vaza. Tolerancia ZERO com jogador fraco. E venho lembrar-lhes algo. No estadual 2010 HERRERA errou um penalty contra o Duque e foi aplaudido. Será porque??? Porque tem credito com o torcedor. Torcedor nao é bobo. E o Botafoguense é ainda mais inteligente que os outros..

  22. a diveersidade tem mesmo que ser valorizadam
    parabens, marcelo, pela maestria (que poderia servir de liçao ao maestro amarelo) com que conduz o fogoeterno!

    abraço

  23. Só vou repetir, em resumo, o que já escrevi antes. E’, no mínimo, uma injustiça que se comete contra Leandro Guerreiro ao lhe atribuir tantos desacertos. Errar faz parte do jogo – só não erra quem não faz nada.
    A verdade é que LG é um jogador que – sem ser craque – honrou, de fato, com erros e acertos, a gloriosa camisa alvi-negra. Nas vitórias e nas derrotas, ele sempre se portou com a dignidade que raramente se vê hoje nos jogadores de futebol – vide o exemplo da hora do Ronaldinho Gaúcho, leiloado como se fosse peça de antiquário…
    Tenho a impressão de que ele vai brilhar no Cruzeiro, onde Cuca manda na escalação e prova que – apesar da falta de títulos no Botafogo – é um dos melhores técnicos do Brasil e realmente entende do riscado.
    Em suma: Leandro Guerreiro se foi, mas – para mim – deixou saudades…

  24. Grandes contratações: Rodrigo Mancha e mais dois! 😉

  25. Respeito a opinião de todos. Mas, para mim, dentro do campo não tem “jogador” – tem a Instituição Botafogo. Quando se vaia um atleta do Botafogo durante a partida, se fortalece o adversário e se desmerece o clube (o responsável pela escalação é o técnico, né?). Vaia da própria torcida faz com que o jogador produza menos e tira a confiança dos demais, que passam a temer ser a “bola da vez”. Sem simpatia ou perseguição, LF foi um jogador amarelão – sem dúvida! Porém, se tivesse produzido o que sabia, talvez estivéssemos na Libertadores. Já Alessandro não amarela nunca, mas é limitado. Loco não amarela, é quem vê melhor o jogo, mas não corre. Caio não amarela, nem passa a bola, etc etc. Um time é a soma dessas valências, pobres de nós… Os times perfeitos são raros – tivemos alguns, como os do início e do fim da década de 60. Alguns que, se tivessem sido campeões, teriam sido quase perfeitos, também, como o Bota de 1971 e 2007. Vale lembrar que megalomania é coisa de rubronegro, que, por falta de personalidade, pega emprestado a que vê no seu time – rico e com uma torcida enorme – para se dizer grande. Um sujeito complexado não pode ser Botafogo, vai acabar se matando ou tendo um infarte. Quem tem fé na reconquista de uma história brilhante, como eu, crê que os ruinzinhos e os mais ou menos irão embora na hora certa. Por isso, acredito que a vaia demonstre desamor à Instituição – e, assim, seja um desserviço ao time.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s