Corinthians 1 x 1 Botafogo: Tudo é relativo

No último minuto do primeiro jogo contra o Corinthians, no Engenhão, tomamos um gol de escanteio e perdemos dois pontos.

No último minuto do segundo jogo contra o Corinthians, no Pacaembu, desperdiçamos um gol feito e perdemos dois pontos.

Como o cronômetro, para o Botafogo, funciona em ritmo de basquete (tudo pode acontecer – e realmente acontece!-  nos últimos 60 segundos da partida), sugiro a imediata mudança da regra e que todas as partidas sejam encerradas, impreterivelmente, aos 45 minutos.

Antes de voltar a falar do lance mais comentado do jogo, porém, algumas considerações sobre a peleja:

* Loco Abreu e Herrera tiveram uma das melhores atuações como dupla de ataque. O argentino, enfim, acertou o posicionamento e caía pelos lados para servir o uruguaio – como no gol do Abreu, um belíssimo cabeceio. Como nem tudo é perfeito, Joel cometeu a sandice de tirá-lo para colocar o Cajá – tudo bem que o ex-corintiano já estava amarelado (novamente de forma boba), mas estava sendo muito mais útil do que foi o Renato, que entrou muito mal.

* O primeiro impedimento, vá lá, até foi realmente duvidoso. Mas o segundo, que seria o gol do Herrera, foi um roubo ESCANDALOSO porque já durante o lance, na primeira impressão, percebe-se que o argentino vem de trás. O bandeirinha não deu porque não quis (ou porque alguém mais poderoso não quis e iria tirar satisfações depois). E depois a gente é que leva a fama de ser beneficiado no Pacaembu…

* Não vi nenhuma diferença entre Marcelo Cordeiro e o Roberto Carlos.

* Alessandro tentou muito, e quase conseguiu, ter uma noite de Elizeu.

* Somália ainda não voltou a fazer uma grande partida depois da contusão.

* Lucio Flavio trotou, Lucio Flavio correu um pouco, Lucio Flavio enxergou o jogo, Lucio Flavio deu entrevista serena e ponderada depois do jogo. Lucio Flávio será um ótimo comentarista; por enquanto, é um jogador a menos no time do Botafogo.

* Por falar nisso: o camisa 10 corintiano Bruno Cezar, em 5 minutos de jogo, fez o gol que o camisa 10 alvinegro não fez em 3 anos de Botafogo.

* A rigor, foi um resultado justo pois o Corinthians dominou o início da partida e os 30 minutos finais. Mas eu gostei de ver o Botafogo jogando, em boa parte do primeiro tempo e no início da segunda, com autoridade, sem se intimidar. Inexplicavelmente, talvez por orientação errada do Joel ou talvez por cansaço mesmo, depois da entrada do Cajá o time recuou demais e o adversário foi criando ene chances de marcar. Em uma delas, Jefferson fez uma defesaça e nos salvou – mas tenho certeza que todos pensávamos a mesma coisa: vamos tomar um gol no final porque o time, covardemente, recuou demais. Só que…

* Em duas falhas individuais da zaga corintiana (que não é lá essas coisas), tivemos duas chances de ouro nos últimos finais. A primeira foi desperdiçada pelo Somália; a segunda, e mais clara, pelo Caio que teve toda a condição de rolar para o Abreu ou para o Cajá e preferiu tentar um gol de placa. E isso exatamente no último minuto, o que sacramentaria a vitória, como tinha feito o próprio Loco contra o Santos no mesmo Pacaembu. Mas, provavelmente por macumba das brabas de nossos adversários no Carioca (quando o Caio jogou muito e foi essencial na conquista do título, vale lembrar), tudo o que ele tem tentado surte efeito ao contrário. E, com isso, a irritação só aumenta a cada jogo. Muita ansiedade, muito preciosismo, muita egolatria; ainda assim, não esqueçamos, ele fez mais pelo Botafogo em 3 meses do que o Lucio Flavio em 3 anos.

* Melhor em campo: Loco Abreu. Além do cabeceio e da bola na trave, estava ligado na partida o tempo inteiro. E a cobrança de falta rápida no último minuto, deixando o Caio na cara do gol, enganou todo mundo: pegou de surpresa até o câmera, só deu pra entender o lance direito no replay. Sua visão de jogo e astúcia me impressionam a cada partida.

 No mais, mesmo de cabeça quente após o empate, Loco Abreu fez questão de acalmar os ânimos e mostrou novamente o porquê de ser um jogador diferenciado também fora de campo, ao comentar o gol perdido pelo Caio:

– É  muito fácil falar de fora. Ele acreditou muito que iria fazer o gol e tem que dar tranquilidade a ele. Ele achou que era melhor. Tem de estar no campo para saber, ele achou que iria dar certo. Seguramente ele vai aprender muito na próxima vez. Ninguém tem de cobrar, tem é de dar apoio. Se cada um que errar o gol for cobrado, não é um grupo. Essas coisas podem acontecer, o grupo tem de estar forte. Na próxima vez podemos comemorar o gol dele.

Foto: Portal Terra

Anúncios

8 Respostas para “Corinthians 1 x 1 Botafogo: Tudo é relativo

  1. A queda de rendimento e o recuo exagerado da equipe na segunda etapa está diretamente relacionada com a saída do Herrera, que, concordo, estava fazendo uma belíssima partida ao lado do Loco Abreu. Depois da saída do argentino a bola passou a não parar mais no nosso ataque, batia e voltava, e o Corinthians cresceu e nos deu sufoco. Mas, antes disso, principalmente no segundo tempo, o Botafogo estava fazendo uma ótima partida e merecia a vitória – não só porque teve aquele gol absurdamente mal anulado (eu avisei aqui mesmo nesse blog sobre o favorecimento ao time paulista), como também pelos dois lances no final nos quais Somália e Caio ficaram cara a cara com o goleiro e perderam o gol. Principalmente no lance do Caio, não pode perder (gol feito!), acho que está na hora do Joel preservar o garoto (e o Botafogo) e sacá-lo do time; não o colocar nem na segunda etapa; e intensificar treinamentos básicos, como de chute e de visão de jogo, pra levantar a cabeça, saber procurar pelos companheiros, ao invés de jogar olhando só pra bola, que é o que ele faz.
    No mais, por incrível que pareça, gostei do Lúcio Flávio ontem, não foi decisivo (como não o é há três anos) mas se apresentou mais, correu um pouquinho e acertou uns passes. Sem Maicosuel, Edno e com o Somália muito mal ofensivamente (fez uma boa partida na parte defensiva) e o Cajá entrando muito mal no jogo, o Lúcio Flávio foi o que nos restou, e até deu pro gasto. Não fosse o bandeirinha LADRÃO e os gols absurdamente perdidos, venceríamos o jogo.

  2. Em nenhum espaço li sobre o gol sofridoe a falha de posicionamento de MC, principalmente quando se tem pela frente um jogador de talento como Bruno César, aí, meus amigos, deu espaço, o cara mete a bola aonde quer.
    Joel mexeu mal quando tirou Herrera, mas, quem leva um cartão bobo como o gringo levou, ficar com ele em campo é um risco, assim como continuar com Fahel.
    Venho acompanhando e sofrendo pelo BOTAFOGO há decadas e ainda não me acostumei com o poder para execrar e crucificar jogadores como faz a nossa torcida, sempre elege suas vítimas. Alguns já estão atribuindo erros ao nosso goleiro pelos gols sofridos. Joel Santana, então, é o responsavel direto como se apregoa nos blogs, e agora, também CAIO, passou a ser alvo da ira deste grupo egocêntrico que torce pelo FOGÃO, além dos que são escolhidos costumeiramente após os fracassos.
    O pior do BOTAFOGO é esta parte da torcida que de tanto escrever e antever fracassos, parece ficar realizada quando algo ruim acontece nos jogos do clube.
    Vai levantar o título quem embalar nos 6 últimos jogos, (tomara que seja o BOTAFOGO) porque os clubes que lideram não irão segurar a barra nas treze rodadas que faltam.

    SAN

  3. Amigos,
    Ontem não pude ir ao Pacaembu. Palco de boas performances do Fogão.
    Meus 2 filhos me representaram. Torceram, cantaram e sofreram diante dos gambás, que diga-se de passagem são barulhentos prá c….
    Gostei da zaga segura e mais uma vez vou frisar: O LG pouco erra quando está como terceiro zagueiro e joga péssimo de 1° volante. Que volte o MM.
    Os laterais não comprometeram e discordo da falha do Cordeiro. Temos que reconhecer a categoría do adversário quando o cara faz o inesperado e com classe. O Somália no desarme foi um herói e no passe e na finalização um desastre.
    LF mostrou que com um pouquinho de vontade e a humildade de saber que está ali por puro acaso do destino, pode ajudar até o final do campeonato. O Cajá é que desapareceu. Vai ver que a primavera não é sua época de dar fruto.
    Herrera é um batalhador superútil, mas nunca entenderá que o cara de preto ou de uniforme diferente de todos é quem manda e não ele. No dia que descobrir, vai ser mais útil ainda. Será que alguém já contou pra ele o que faz aquele senhor com o apito?
    O Loco é o Loco, acabou. Tá muito claro que é “O cara”.
    Quanto ao Caio, uns dias fora de jogo e fora do banco, treinando e vendo TV vão dar o tempo de reflexão que o presidente recomenda e eu concordo. Não é punição, não é gelo, é preservar um moleque que tem potencial, mas não é o que pensa que é. Pode vir a ser, mas terá que aprender. E não se aprende sem ouvir e refletir.
    Sobre o Fahel, me recuso a falar.
    Sobre o Joel, continuo achando que erra e acerta como todos, mas com o que tem á disposição está fazendo o dever de casa.
    O curíntia é forte candidato ao título e nós só não somos pela falta de equilíbrio emocional e de um elenco de melhor qualidade.
    Estou feliz com a vontade dos jogadores e Joel é um dos responsáveis por isso.
    Sábado a estrela vai brilhar.
    E.Sales

  4. E. Sales,

    Concordo com as suas colocações, mas permita-me discordar do lance envolvendo o Marcelo Cordeiro. Justamente por ser um dos artilheiros do BR-10 é que o nosso lateral deveria ter diminuído os espaços. O Cordeiro deu dois passos para trás e todo o espaço que o cara queria. Colocar a bola no ângulo é mérito dele, mas não travar o chute é problema da nossa zaga.

    Ele tentou essa jogada em outro momento e o Fábio Ferreira acabou com ele!

  5. Falando sobre o jogo de amanhã contra o flamengo, o que me deixa meio receoso é lembrar que o Botafogo tem um histórico de “ressuscitar” times em crise.
    Tomara que não seja dessa vez.

  6. Jóbson e Loco, nossa dupla ideal de ataque. Pra cima deles!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s