Botafogo 1 x 1 Atlético-PR: Amargo regresso

Só Jobson e Jefferson poderiam garantir a vitória, falei antes do jogo.

Como o primeiro teve atuação discreta e o goleiro nada pôde fazer no chute do Guerrón, tomamos o empate no final.

Placar amargo, que nos faz regredir à realidade: dois jogos em casa contra dois times piores na tabela, dois empates. Não dá pra ambicionar nada além da última vaga na Libertadores.

 Mas placar justo pela pressão que o Atlético-PR fez no segundo tempo, quando o Botafogo não jogou nada e, quando teve raras chances de definir a partida, a desperdiçou. Todos torcíamos contra, mas sabiam que o gol do adversário era questão de tempo – só não precisava ser nos últimos minutos após um vacilo incrível do Eliseu (sim, ele existe e ele também faz lambança) no meio de campo.

Melhor em campo: Alessandro

Piores: Somália, Elizeu, Lucio Flávio

Quem podia decidir e não decidiu: Edno (ok, fez um golaço, mas desperdiçou duas ótimas chances)

Ah, e o Lúcio Flávio deveria ser obrigado a rever o segundo tempo do jogo para ver como um jogador veterano (PBaier), mesmo longe do auge da forma física, pode mudar os rumos da partida graças à visão privilegiada da colocação de seus companheiros.

Quem mexeu errado: Ele, o de sempre, Joel Santana – Dessa vez não foi bafejado pela sorte, muito pelo contrário. O Eliseu, que entrou nos últimos minutos no lugar do Edno, pegou 4 vezes na bola e fez 1 grande lambança. E ninguém consegue me explicar o porquê de ele não ter entrado com o Cajá de titular.

Última observação: Desde que o Marcelo Mattos se contundiu, o Botafogo não para de tomar gols e não consegue segurar os resultados. É incrível como apenas um jogador pode fazer tanta falta – ainda mais diante do evidente desnível em relação aos seus substitutos. Se temos ainda boas opções para o banco no ataque, no meio a situação é bem mais complicada. E as ausências dos titulares – MMattos, Maicosuel – expõem claramente essa deficiência.

Mas vamos torcer, continuaremos torcendo. Tentaremos brigar com o Cruzeiro pela última vaga disponível pra Libertadores. Os dois próximos jogos – contra o vice-líder e contra o time de nome impronunciável (por uma questão de bom gosto) vice-líder – dirão se será possível sonhar ao menos com essa possibilidade.

Foto: Lancenet!

Anúncios

6 Respostas para “Botafogo 1 x 1 Atlético-PR: Amargo regresso

  1. Amigos,
    São 20:15 e esperei até agora para comentar o post do Marcelo. Juro que é difícil fazer uma análise fria numa situação como esta.
    Quería comentar apenas duas declarações que ouví. Uma do Alessandro, que diga-se de passagem foi o melhor do jogo e outra do Joel.
    Ao Alessandro, que vem melhorando a cada jogo por incrível que pareça, eu diria: A torcida não merece ouvir nem mais uma vez este surrado jargão de…” time que que disputar a libertadores não pode tomar gol deste jeito”.
    É melhor ficar calado a falar besteira ou tentar repassar a responsabilidade.
    Ao Joel eu diria: Faltou malandragem ao time a começar o treinador que não teve a sensibilidade de perceber que estreante e inexperiente tem que entrar com o jogo definido e não com 1×0 no sufoco. Queimou o Eliseu que, confesso, nem sei se merece estar no elenco.
    Com a cabeça no lugar. Um time com seis desfalques e com o elenco modesto que tem, não pode almejar muito mais do que isto. O empate foi merecido pois tomamos um sufoco no segundo tempo.
    Pena que a bola do “Caiu” não entrou. Vamos ao Pacaembu que lá dá sorte.
    E.Sales

  2. Falta ao Botafogo a sorte de campeão. O Corinthians teve essa sorte contra o Inter, no Pacaembu, naquele lance do pênalti no Tinga. O juiz não deu o penal, mostrou o vermelho pro jogador e depois desse jogo o time paulista administrou a vantagem de pontos e foi campeão.

    O Lucio Flavio fez uma linda jogada, invadiu a área, olhou para o Marcelo Cordeiro e disse: – Faz aí, meu chapa!

    Não pode perder gol assim!

    http://generalseveriano.wordpress.com/2010/09/26/injustica-futebol-clube/

    http://generalseveriano.wordpress.com/2010/09/26/injustica-futebol-clube/

  3. nem quero comentar esse jogo, é muita falta de sorte mesmo!!!
    mas os próximos jogos são contra o vice-líder e contra o FRAmengo…
    sorte melhor para nós, S.A

  4. Como assisti apenas o segundo tempo, acho que o resultado foi justo, pois foi defesa contra ataque. Se faltou sorte no chute do Caio, sobrou sorte no lance em que tiham três para fazer o gol e chutaram para fora.
    Queria entender uma coisa. Se o Eliseu entrou para garantir o resultado, por qual razão ele estava sempre no ataque?

  5. Desta vez farei um post mais curto, até porque não gosto de ser repetitivo.
    A cada jogo me convenço que falta algo mais a este time. Algo que não sei denominar, mas que parecia existir até antes do jogo contra o Goiás. Acho que a letargia vergonhosa apresentada em Goiânia será cobrada até o final do campeonato.
    Oscilar no Brasileirão é algo normal. O anormal é o time ser apático, sem gana, sem objetivo. É isso! O Botafogo hoje parece um time sem um objetivo estratégico e sem garra para correr atrás dele. Sem querer ser leviano, meio que a cara dessa direção e do técnico … Parece até que estamos com vergonha de disputar a vaga na Libertadores e o título.
    Não pode um time que está ganhando na bacia das almas, desfigurado e tomando sufoco sofrer um gol de contra-ataque no último minuto. Ninguém que adora tomar cartão bobo num podia fazer uma faltinha ali no meio-campo? E não me venham culpar o Elizeu, não fosse ele seria o Fahel ou o Alessandro a vacilar (filminho antigo este) …
    O time e Joel precisam (re) aprender a jogar com humildade, com garra, fazendo valer cada jogada, vendendo caro cada gol sofrido como vinha sendo depois da Copa.
    Sinceramente, acho que ainda dá para buscar a vaga e o até o título, pois nossa metade final do returno é “aparentemente” mais tranqüila e os outros podem e devem oscilar ( o Cruzeiro já deu uma derrapada*), mas o time precisa mudar de postura.

    * Torcemos principalmente para que Santos e Inter atrapalhem os atuais líderes.
    PS – Pôxa, ninguém podia ter conversado com o Jóbson antes da partida para ele evitar de tomar cartão bobo?????

    Saudações Alvinegras,
    Dirley.

  6. Criei um blog sobre meu time de coração que é Fluminense e gostaria de perguntar
    se você poderia me ajudar fazendo uma parceria de link comigo,desde já muito
    obrigado e parabéns pelo seu blog:
    http://fluzaoeterno.blogspot.com/

    Fluzão Eterno

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s