Aula de matemática com o Professor Abreu

O repórter da Band, logo depois da vitória em cima do São Paulo, ganhou uma aula de matemática do Loco – prestem atenção na parte sobre os anos de ausência do Botafogo na Libertadores. E, na sequência, tem mais uma lição do uruguaio, quando é questionado sobre o motivo da não-comemoração. Com firmeza, mas sem perder o bom humor.

Anúncios

7 Respostas para “Aula de matemática com o Professor Abreu

  1. Loco Abreu é F*$@!!!!!

    Quando o Botafogo lançou a coleção nova, não tive dúvidas: comprei na mesma semana e mandei colocar o 13 nas costas.
    Mesmo que ele não fizesse mais nada no Botafogo, já tinha feito tudo naquela final.
    Aí veio a Copa, e agora o que parece ser sua ascenção no Brasileirão. Impressionante como jogador com espírito vencedor é outra história.

    É isso aí, Loquito!

  2. Eu vi isso e o Loco é loco mesmo. É um cara inteligente e tomara que faça mais gols.

  3. Ás vezes a imprensa e alguns torcedores confundem inteligencia com habilidade. Alguns não são agraciados com nenhuma das qualidades e aí têm que apelar para o preparo físico, a aplicação tática, etc. Raríssimas vezes estas duas caracteristicas aparecem juntas e aos agraciados com ambas chamamos de gênios.
    Aos que têm apenas a habilidade, (perdoem pelo “apenas”) quando investem num bom preparo físico serão chamados de craques, de desequilibradores de jogo. Num lampejo resolvem.
    O Loco não é um gênio e nem um craque, mas é muito inteligente e sabe muito bem onde se colocar, aceita suas deficiencias e usa seus dotes fisicos, altura, impulsão, etc. sempre a seu favor.
    Toca quase sempre de primeira (reparem) como quem tem a consciencia que não é veloz e nem habilidoso, mas sabe perfeitaamente o lugar onde deve estar para marcar o gol ou passar.
    E com o passar do tempo ele adquire mais experiencia e consciencia do que pode e deve fazer. Como diriam os irmãos cariocas, “ele vai ficando cada vez mais exxxxxperrrto”. TôCerrrto?
    Abração e vamos pracima dos goianos.
    E.Sales

    • Uma das mais felizes e precisas análises das características do Loco e, por isso, da sua importância para o atual Botafogo. Sem contar, claro, o espírito vencedor, de quem não se intimida com nenhum tipo de pressão e ainda tem a malícia necessária pra conduzir o andamento da partida – lembrem do jogo do Pacaembu na semana passada: alguém esqueceu da ombrada que ele deu no Neymar no último minuto da partida contra o Santos e depois mandou o time inteiro pra frente, pra evitar qualquer tipo de pressão em cima do juiz?

    • enfim, prevaleceu o bom senso, Fábio. Como reclamei aqui em julho, logo depois de voltar do Rio e dar de cara com as portas fechadas da sede numa manhã de sábado, não fazia nenhum sentido uma sala de troféus fechada aos fins de semana, exatamente quando os torcedores – cariocas e de outros estados que vão ao jogo sábado ou domingo – estão disponíveis para ir até a Sede.
      Valeu pela lembrança,

  4. Muito bom! Não tinha visto isso!

    Parabéns por replicar aqui no blog.

    Um abraço,

    Jafas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s