Loco Abreu: Valeu a pena ver de novo

Na África do Sul, Loco Abreu conseguiu uma proeza: estabeleceu, para o planeta, um link entre a maior competição de Seleções do mundo e o Botafogo de Futebol e Regatas.

Pois o mundo do futebol, depois da chocha desclassificação do Brasil, só comenta dois lances do grande jogo da semifinal: a defesa do Suárez e a jogada genial de um atleta alvinegro na última cobrança. E vão pesquisar agora as outras vezes que o Loco optou por bater a la Zidane. E vão chegar à final do Campeonato Carioca.

A última vez que um jogador botafoguense ganhou tamanha projeção foi em 1970, com Jairzinho, o Furacão da Copa. E, claro, com Garrincha e Nilton Santos, em 1958 e 1962. Todos vencedores, todos campeões mundiais.

Mais uma vez, obrigado, Loco, por elevar o nome do Botafogo ao lugar merecido.

Estamos com você. Na verdade, por conta da mediocridade da nossa seleção, sempre estivemos, desde o início da competição.

Pois o Uruguay sabe de suas limitações mas tem um craque (Forlan) e o time inteiro joga com garra, gana, espírito de vencedor. E só os fortes alcançam as conquistas, conseguem o que parece impossível.

PS: Vocês já imaginaram  o Castillo com a faixa de campeão mundial? Só faltam dois…

****************************###************************************************

Abaixo, matéria do jornal uruguayo El Espectador sobre o desfecho das penalidades. Sensacional.

Un nuevo sentir uruguayo despertó en el país

Un sentimiento único, irrepetible, nunca visto, invadió a los uruguayos luego del triunfo Celeste.

Un nuevo sentir uruguayo despertó en el país

Por Alejandro Espina, de Espectador.com

Uruguay está en silencio. Abreu está por patear su penal. La confianza que transmite el artillero permite ser optimista. El país aguarda en tensión. El Loco patea con su estilo de siempre. Se ve claramente que la pelota entra, antes que entre. Lo que pasó después en el país resulta indescriptible. No hay analogía posible para explicarlo. No hay adjetivo que pueda definir lo vivido.

Un rugido invadió Montevideo. Al unísono se sintió en toda la ciudad: “¡Uruguay!”. La ciudad tembló con el bramido y un sentimiento de felicidad colectiva asaltó la urbe.

Uruguay tiene una nueva historia en el fútbol para contar. Y nuevamente llegó en clave épica, para hacerla más grande, más bella, más heroica.

Uruguay vivió su día más feliz. Ningún uruguayo se olvidará jamás dónde estaba el día que Abreu picó la pelota, convirtió el penal y llevó a la Celeste a ser uno de los cuatro mejores del mundo.

Anúncios

4 Respostas para “Loco Abreu: Valeu a pena ver de novo

  1. Confesso que torci, gritei, xinguei e, no fim, com essa genialidade do Loco Abreu, comemorei como um jogo do Botafogo.

    Acredito que ele já ganhou um espaço no coração dos botafoguenses.

  2. Depois da decepção do time brasileiro (uma crônica anunciada há muito tempo), a emoção veio no final do jogo do Botafogo, digo do Uruguai. E foram milhares de botafoguenses gritando na hora do penalty cobrado pelo Loco Abreu – como já tinham feito na final do campeonato carioca.
    Enfim, a sexta-feira, 2 de julho, valeu pelo feito do Uruguai que, este sim, está nas semi-finais da Copa da Africa do Sul!

  3. Acredito que nesta Copa nenhum clube terá o nome tão citado quanto o Botafogo.

    Graças ao Abreu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s