Botafogo 2 x 2 flamengo: Gosto de Vitória

O Botafogo teve sua melhor atuação em um clássico no ano, nesse domingo, no Engenhão. Mostrou mais padrão de jogo inclusive do que nas duas vitórias contra vasco e flamengo, respectivamente na final e semifinal da Taça Guanabara.

Ok, deixou a vitória escapar no último lance da partida e todo mundo ficou p** na hora. Mas acredito que seja mais importante ressaltar a evolução do time desde o último clássico, contra os grenás. Lembra que nós não jogamos nada ao longo dos 90 minutos e só não saímos com um saco de gols nas costas do intervalo por uma intervenção divina?

Pois é, esse foi o primeiro clássico depois daquela exibição desastrosa. E mostramos muito mais futebol.  Então, rapaziada, é gosto de vitória, não de derrota.

Nem precisaria ir tão longe  – o time demonstrou maior poder de fogo do que, inclusive, contra o modestíssimo Santa Cruz no meio da semana, em Recife. 

Meu amigos, prefiro encarar esse jogo como um primeiro sinal concreto que o Botafogo não ficará refém da ligação direta defesa-ataque e tomando pressão durante 90 minutos.

Porque, entre os 20 minutos do primeiro tempo e os 20 minutos da segunda etapa, nosso time jogou muita bola. Fez gol, mandou bola na trave, avançou pelas laterais, se movimentou com eficiência e deu poucos espaços a dois atacantes perigosíssimos (inclusive fora de campo, mas isso é problema deles). Como definiu muito bem o Rodrigo no Cantinho Botafoguense, “o Botafogo em momento algum se acovardou e voltou a jogar como time grande”. E só não sustentou o volume de jogo por conta das substituições. Os três que entraram – Edno, Eduardo e  Fábio Ferreira (especialmente os dois primeiros) – não estiveram no mesmo nível de empenho e sentido coletivo dos que estavam em campo anteriormente: Lucio Flavio, Fahel e Somália.

Sim, eu me penitencio publicamente aqui e digo que o Fahel tem jogado bem, com eficiência e simplicidade, na função de terceiro zagueiro. E que o Lucio Flavio teve sua melhor atuação em um clássico nesse ano, fundamental para o domínio (não absoluto) no meio graças à companhia de Sandro Silva e de Caio.

Quer dizer, então, que o Loco Abreu deve ir para o banco? Nem tanto. Se o uruguayo estivesse em campo, bem lembrou o Joel, não teríamos tomado o gol de empate no último minuto, pois a bola jamais passaria pelo nosso atacante. Então, o Loco é importante não só ofensiva como defensivamente.

Como o Joel resolverá essa equação? Não sei. Só sei que o Herrera é titular absoluto – fazia tempo que não tínhamos um atacante tão raçudo, tão dedicado ao time, tão interessado no jogo.

Mas que foi bom ver o Botafogo mais leve e, ao mesmo tempo, mais encorpado, foi.

A revelação foi o Somália na lateral, atuando com desenvoltura, sem sentir a responsabilidade da partida e cruzando uma bola para o Herrera que Alessandro e Jancarlos não acertaram em três meses de temporada.

  E a relativa decepção foi o Marcelo Cordeiro. Ele, que fora tão bem contra o mesmo flamengo, dessa vez teve atuação pra lá de discreta. Ouso dizer que, se o Cordeiro estivesse num bom dia, tínhamos liquidado a fatura em 3 x 1.

No mais, chover no molhado e dizer que o Jefferson fez outra partida monstruosa – e saindo muito bem em cruzamentos bem perigosos, daqueles que os goleiros costumam ratear, indecisos se vão na bola ou ficam embaixo do gol.

E tentar liquidar essa fatura do Estadual ainda na Taça Rio. Se o time continuar evoluindo, será menos difícil do que a gente imagina.

Foto: Site oficial do Botafogo

Anúncios

5 Respostas para “Botafogo 2 x 2 flamengo: Gosto de Vitória

  1. Concordo totalmente…ainda falta banco, mas o time já apresenta melhoras significativas.

    Para mim, junto com a vitória no Vasco na final da GB, as duas melhores partidas do Botafogo no ano até agora.

    Mas ainda é triste ver Eduardo em campo…

    Vem cá, você tem noticias do Túlio Souza? Será que ele volta à jogar? Lembrei dele nesse jogo, seria uma opção muito melhor que o Eduardo

  2. E o bom disso tudo é que, ao contrário dos três últimos anos, neste 2010 o mengo ainda não sentiu o gosto de uma vitória sobre o Fogão!
    Tomara que a “escrita”, agora em nosso favor, se mantenha ao longo de todo o ano!

  3. Sacanagem o fogão ter perdido no finalzinho esse jogo, sou paulista, palmeirense, mas no Rio eu sou Fogãaooooo.

    Abraço, belo blog.

  4. Marcelo, a grande decepção do jogo de domingo foi o público. Onde (e quando) já se viu um Botafogo x flamengo ser assistido por apenas 6 mil pagantes? Nem nos jogos dos tempos de General Severiano, havia tão pouca gente! Aliás, acho que o Botafogo está pagando pra jogar no Engenhão, cuja localização – como bem disse o comentarista Luiz Mendes – parece não ser do conhecimento(nem do agrado)dos torcedores. Abrir o estádio, pagar funcionários, fazer a marcação do campo, reparar os danos após os jogos e fazer a manutenção – tudo isso para receber públicos de 2, 3 mil e agora, pasmem, 6 mil pessoas num dos maiores e mais renhidos clássicos do futebol c arioca, é, simplesmente de doer e de lamentar..
    E’ bem melhor jogar no Maracanã onde, com certeza, no domingo estariam, no mínimo, 20 mil pagantes.
    E o perigo é o Engenhão se transformar num elefante branco, ou azul – como queiram!

  5. Pessoal, Vou correr o risco de ser o chato da semana mas não me conformei com o gol no final. Nem a boa exibição do conjunto e nem a redenção de alguns (Fahel, LF etc.)
    Desculpem se não me contento com pouco.
    Quero ver o time voando e ganhando.
    Ficaría até conformado se fosse contra qualquer time, mas contra os urubus. Não dá.
    Não aceito e não celebro.
    Fui dormir injuriado.
    E. Sales

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s