Retrospectiva 2009: O nome do ano

“e ninguém cala esse chororô…”

Diz a lenda que, quando chegou a General Severiano, o recém-chegado Maicosuel resolveu tirar onda dos novos colegas. Saiu a cantar pelos corredores da concentração a paródia que tanto irrita a nós, botafoguenses.

Tomou dura de André Silva. O contratado disse que não tava nem aí, tinha sido contratado para jogar bola. e foi o que fez por apenas três meses, tempo suficiente para garantir os momentos mais iluminados do Botafogo no ano que finda.

Logo no primeiro jogo pelo carioca-2009, garantiu uma suada vitória alvinegra em cima do boavista: 2 x 1, dois gols dele, o jogador desprezado pelo palmeiras de luxemburgo e pouco aproveitado no cruzeiro dos perrella.

Maicosuel fez um golaço (e foi expulso) na goleada em cima do friburguense, mas o melhor ainda estava por vir. comandou a conquista da taça guanabara, único troféu levantado pelo alvinegro no ano. E, na semifinal da taça rio, quando o Botafogo enfrentou o favoritíssimo vasco, Maicosuel teve a melhor atuação de um jogador alvinegro em 2009, só rivalizada por Jefferson contra o Inter e Jobson contra o São Paulo.

Além de uma pintura de gol, o meia simplesmente demoliu o sistema defensivo vascaíno. garantiu uma vitória maiúscula, de lavar a alma do torcedor – não à-toa, aquela partida foi considerada por muitos torcedores alvinegros no FogoEterno como o melhor jogo do Botafogo no ano.

Maicosuel ganhou, ali em definitivo, nas cabines de rádio, o apelido de Mago.

Mas Maicosuel entrou mesmo para a história quando, no primeiro jogo da final contra o flamengo, entortou juan e o lateral rubro-negro deu chilique, partindo para cima do meia botafoguense. Poucas vezes se observou, de forma tão cristalina, o confronto da arte contra a barbárie: foi o duelo de Sir Michael Swell, o Cavaleiro Negro, contra Juanita Chiliquenta, La Loca. Bem, o resto da curta e intensa história todos sabemos. Maicosuel se contundiu e não conseguiu levar o Botafogo ao título. mesmo assim, ganhou o troféu de craque do certame, e foi vendido para o futebol alemão.

Depois de início difícil por jogar fora de posição, tem conseguido se afirmar e chegou a ser cogitado para uma futura negociação com o Arsenal. A milhares de quilômetros, acompanhou o sofrimento dos ex-companheiros na última rodada do Brasileirão: “fiquei agoniado no dia do jogo com o Palmeiras, não conseguia notícias e telefonei umas quatro vezes durante o jogo para saber o resultado”, contou poucos dias atrás. Mais importante: após boatos de negociação com o luluminense, fez questão de desmentir e reafirmar que, quando pensar em voltar ao futebol brasileiro, dará prioridade ao alvinegro. Pela elegância dentro e fora de campo, lealdade e hombridade, ele foi eleito pelo FogoEterno como o personagem alvinegro de 2009.

Até porque esqueci de citar que, no dia da despedida do Botafogo, Maicosuel Reginaldo de Matos verteu lágrimas.

“hoje eu posso dizer que sou alvinegro”, declarou, na despedida.

Maicosuel deixou a certeza que, na história de um time tão peculiar, de torcida tão sofrida, o seu nome ficará marcado como mais um sonho alvinegro que se dissipou antes de virar plena realidade.

e o ano alvinegro de 2009, que começou sob o signo da euforia trazida por Maicosuel, foi tragado pela mediocridade de Ney Franco, seus comandados e seus comandantes.

Mais uma vez, a pequenez venceu o talento. Tivemos alguns instantes iluminados com Jobson e Jefferson, e só. No resto, decepção, raiva e frustração – contratações anunciadas até agora não permitem sonhar com nada muito diferente para o ano que vai começar.

Por isso, mesmo que não seja para 2010, desejo a todos nós alvinegros um futuro mais virtuoso e menos receoso. 

Um futuro mais Maicosuel e menos Lúcio Flávio.

E que um dia o impetuoso Maicosuel volte para entortar os adversários, encantar as arquibancadas e nos iluminar com a estrela que, no ano de 2009,  passou a pertencer também a ele, o mais efêmero de nossos ídolos.

Anúncios

6 Respostas para “Retrospectiva 2009: O nome do ano

  1. As lágrimas sinceras de Maicosuel que molharam a sua face, são iguais às dos milhões de botafoguenses que, pelo Brasil afora, deixaram escorrer pela camisa alvinegra, molhando a estrela solitária no dia da vitória contra o Palmeiras. Naquele dia, de Jobson, foi a alegria que tomou conta de todos nós que sofremos tanto ao longo deste ano.
    Ano para não ser esquecido – a fim de não ser repetido em 2010.
    Queira Deus – como há coisas que só acontecem com o Botafogo – que nos próximos meses apareça um outro Maicosuel que venha nos dar as alegrias que estamos a merecer.
    Será o Somália?

  2. Simplesmente MARAVILHOSA mensagem!

    Fico a imaginar, se os parceiros empresários permitissem, o nosso amado BOTAFOGO com Jefferson, Jobson e o mago Maicosuel.
    Não haveria penta tri ou penta que eles teimam em falar ser “equiçá”.

    E 2012 QUE NÃO CHEGA!!!

    Abs e Sds, BOTAFOGUENSES!!!

  3. Excelente! Fiquei emocionado ao ler!

    O botafogo também é formado de efêmeras estrelas cadentes!
    ….

    Será o Cajá?

    “O cajá é o fruto da cajazeira (Spondias mombin). É também chamada de ambaló, ambaró, cajá-mirim, cajazinha, tapareba, TAPEREBA, taperibá, ou tapiriba.”

    De perebas já bastam fahel, emerson e cia

    Abraço!

  4. O que será que os dirigentes do Botafogo estão fazendo agora?nesse minuto?Tenho certeza que milhares de torcedores estão acessando a internet agora(como eu) nesse momento para ver se vai chegar um bom jogador.Trabalhem dirigentes!!!

  5. Parabens mto bom o texto que 2010 seja um ano melhor, apesar do amadorismo da nossa diretoria temos que acreditar no Botafogo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s