Gaste sua cota de erros em 2009, presidente

Em primeiro lugar, faz-se necessário a ressalva. Se o torcedor apaixonado (ou seja, nós) exige a saída da trinca diretor André Silva-gerente Anderson Barros-presidente Maurício Assumpção por conta das seguidas demonstrações de incompetência e/ou inexperiência administrativa ao longo do ano que finda, a verdade é que não há nenhum movimento que sinalize nessa direção. Muito pelo contrário.

Então, se não há força para derrubar, dá para divergir. E muito. 

Para concentrar o debate, vou levar em conta, como sempre faz questão de frisar o presidente, o fato de ele ter assumido o Botafogo sem dinheiro em caixa, sem plantel formado, afogado em dívidas, etc etc etc. Atribuirei, portanto, a esse motivo o fato de não ser possível, a partir do que alguns jogadores (não) mostraram em 2009, simplesmente dispensá-los, pois haveria a necessidade de pagamento de rescisão contratual com a formação de novas dívidas. Esse é o desejo do torcedor: nunca mais ver Fahel, Emerson & Cia. com a camisa alvinegra, mas os caras têm contrato em vigor (já assinado na administração Assumpção, mas vou deixar isso de lado por enquanto).

Também sabemos que o Botafogo não possui patrocinador forte, como os grenás, muito menos valor inflacionado de mercado, como os urubus no atual momento. Igualmente não conta com as benesses oficiais de governantes-torcedores, que fizeram o vasco descolar um polpudo contrato de patrocínio com a Eletrobrás.

Mas o Botafogo tem três coisas a oferecer ao seu patrocinador que o diferencia de outros clubes com seu atual poder de fogo: tradição, torcida e mídia. 

Ao contrário de outros clubes fortes em seus estados, como os rebaixados Coritiba e sport, que podem até eventualmente ter mais dinheiro em caixa, mas jamais terão o mesmo poder de repercussão nacional (e mesmo internacional) do alvinegro. Sim, meus caros, não adianta fechar os olhos: por enquanto, essa é a nossa realidade – no momento, estamos mais próximos desses clubes do que de São Paulo, Cruzeiro, Grêmio, Inter, etc (o tema já foi abordado com muita coragem e precisão por Bernardo Santoro, do Movimento Carlito Rocha, em coluna no Canal Botafogo).

Mas, se  o Botafogo se diferencia por ter repercussão nacional, então o clube deve tentar ampliar essa capacidade, certo? 

 Não é o que pensa o presidente Assumpção. Confiram a declaração dele sobre o Carioca 2010:

“O futebol do Rio de Janeiro foi redimensionado. Teremos um Carioca maravilhoso. Ser campeão do Rio de Janeiro vale muito. Quero poder tirar sarro com o porteiro, com o vizinho…”

ERRADO, presidente. Ser campeão do Rio de Janeiro não vale quase nada – não dá direito a vaga em competição importante nem premiação milionária. E a verdade é que, por incompetência de sua administração, os três rivais cariocas estão mais fortes do que o alvinegro – novamente, relegado ao papel de “quarta força” de seu estado.

O Botafogo deveria focar o primeiro semestre na COPA DO BRASIL: inclusive com pagamento de premiação extra a cada classificação (viram como o bicho funcionou que foi uma beleza na reta final do Brasileirão?). Assim, conquistado o título, poderia utilizar o Brasileirão para atrair patrocinadores e jogadores fortes para a disputa da Libertadores 2011.

Mas, não. O presidente, em vez de concentrar esforços na única competição importante que o Botafogo pode ganhar em 2010, prefere tentar faturar o Carioca “para poder tirar sarro com o porteiro e com o vizinho”. Esse carioquismo, visão bairrista do clube que dirige, impede voos mais altos do alvinegro.

Assim como a injustificável manutenção da dupla Anderson Barros- André Silva e a inoportuna e amadorística divulgação do plano para contratar Ronaldinho Gaúcho, essa declaração valorizando o Carioca representa mais um grave equívoco cometido pelo presidente Assumpção no mês de dezembro. 

Sinceramente, espero que ele esgote sua cota de erros ainda em 2009.

Anúncios

3 Respostas para “Gaste sua cota de erros em 2009, presidente

  1. Marcelo, eu já deixei de acreditar em incompetência ou falta de experiência administrativa desses caras….
    Em minha opinião é mau caratismo e muita bandidagem mesmo!
    Abs e SA!!!

  2. Todo santo dia entro no lancenet a procura de possíveis novas contratações e é sempre a mesma coisa: nada. Nenhuma novidade. Sempre especulações de nomes desconhecidos; de reservas dos times da primeira divisão ou de titulares dos times que fizeram campanha mediana na segunda divisão. Não é possível. Qual será nosso time no ano que vem? Qual será o nosso ataque? A apresentação não era no dia 5? Sinceramente, dá vontade de largar de mão.

  3. Marcelo,

    Voce está com toda razão!

    Infelizmente ainda persiste uma visão míope e bairrista. Considerar o Campeonato Carioca como o evento ou um dos eventos mais importantes do ano é uma mentalidade tacanha de quem ainda não percebeu que o mundo é outro, os tempos são outros. De mais a mais, qual a vantagem de se ganhar um campeonato dirigido, criado unicamente para contemplar um dos quatro grandes e dos grandes o Botafogo não é a prioridade?

    Tirar sarro de porteiro, ora me faça o favor, vai procurar uma mulherzinha para tirar sarro. Nós queremos é um Botafogo que a ser uma das grandes forças mundiais, se ombreando com um Manchester United, um Barcelona, um Milan, ou para ficar com as nossas cores, uma Juventus.

    Campeonato Carioca é tira-gosto, aperittivo para o começo de tempora, não o prato principal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s