Botafogo 3 x 2 Jason: Notas sobre a vitória

* Poucas vezes em sua história o Botafogo foi tão menosprezado como na semana anterior a essa partida disputada no Engenhão (Stadium Rio é coisa de paulista). A mídia paulista e carioca solenemente ignorou o fato de haver outros dois times em campo nesse domingo além de São Paulo e flamengo: Botafogo e Goiás. O jornal carioca O Globo chegou a escrever, na primeira página, o seguinte título: “Fla joga hoje no Engenhão e no Maracanã”. Deu no que deu…

* Por outro lado, a ducha de água gelada vem com uma olhada atenta na tabela: a vitória desse domingo foi heroica, dramática, emocionante, eletrizante – ao lado do passeio no Galo mineiro, o momento mais empolgante no Brasileirão. Mas continuamos a dois pontos do caos… e o flu não para de vencer. Pior: na próxima rodada os grenás têm um compromisso teoricamente bem mais fácil do que o nosso, contra o decadente Vitória, no Maracanã. Se eles ganharem e a gente empatar, pimba! Estamos na zona e a nossa última partida é contra o Palmeiras, quando tudo pode acontecer.

* Bem, mas falemos um pouco mais sobre a partida: a última vez que um jogador alvinegro resolveu, sozinho, um jogo tinha sido o Maicosuel contra o vasco, no Carioca. O que o Jobson fez nesse domingo no Engenhão foi uma façanha: ok, ele perdeu um gol feito, mas fez dois golaços  – e não subestimemos a participação dele no segundo gol alvinegro – Renato só encostou para as redes.

* Além do J de Jobson, outro Jota também teve seu momento de brilho: Jefferson fez uma defesa sensacional, com a mão trocada, ainda no primeiro tempo.

 * Vitória sensacional, ok, mas não dá para fechar os olhos para o fato de a defesa ter vacilado em momentos cruciais: Juninho e Wellington perderam bolas em momentos decisivos. E tomar gol iniciado em lateral, como na segunda vez que o São Paulo balançou as redes, é simplesmente ridículo.

* Lúcio Flávio fez uma primeira etapa muito boa, depois sua perda de fôlego foi lamentável. Novamente se omitiu na hora de concluir e ainda perdeu no pique quando tinha a bola dominada.

* Pior que ele, contudo, foi Reinaldo: 45 minutos de enganação. Victor Simões, quem diria, foi bem mais útil na segunda etapa, mesmo sem conseguir completar uma tabela.

* Renato não foi tão bem, nem foi tão mal. Idem Diego e Fahel. Já o Alessandro… bem, o Alessandro fez o primeiro desarme aos 35 minutos do segundo tempo.

* Sobre o “inimigo”: Impressiona a capacidade de finalização do Hernanes, mesmo com pouco espaço.

* Que bom que o Renato Silva voltou a ser o Renato Silva da primeira temporada no alvinegro! Valeu, Renato!

* Bandeirão do Friederich não se compara a bandeirão do Garrincha, certo?

* Salvo engano, foi a primeira vez no ano que o Botafogo fez uma revirada. Ou seja: tomou o 2 x 1 e fez o 3 x 2.

* Duas bolas na trave alvinegra, com Jefferson já batido? É, acho que os tambores da nassão realmente tocaram a nosso favor… mas eles gastaram todo o estoque no Engenhão, esqueceram de levar para o Maraca.

* Não seria feita, enfim, justiça se o último time a ser rebaixado fosse o Coritiba do estrategista cognitivo Ney Franco?

* 22/11/09: O dia em que os rubro-negros lotaram o Maracanã para vibrar com os gols do Botafogo… e somente com os gols do Botafogo.

* E, para fechar o domingão, a Ana Paula de Oliveira ainda foi eliminada de “A Fazenda 2” com 61% dos votos! Vai bandeirar na várzea…

Anúncios

8 Respostas para “Botafogo 3 x 2 Jason: Notas sobre a vitória

  1. Dia lindo, perfeito, com tudo que o Rio de Janeiro tem de melhor: sol e Botafogo.

  2. Acho que não tenho fôlego para comentar o jogo contra o São Paulo. Há muito não me exultava e me emocionava tanto com uma vitória do Botafogo. Domingo de pura alegria. E o Jobson fez a diferença, acabou com o jogo a nosso favor. Não quero me precipitar, mas acho que pode estar nascendo um novo ídolo. Tá certo, pode ser exagero meu; mas, quer saber, depois desse 3×2 contra o Jason, vou me dar o direito – e o voto de confiança ao Jobson – de ser precipitado e esperançoso quanto ao futuro do garoto em General Severiano.

  3. justiça é o nenCCC ser rebaixado.
    eles devem isso para todos.

    abraço

  4. Foi por pouco!!!!!!!! kkkk

    eu tava até torcendo pro 1×0!!!!! kkkkk

    mas parabens ao rafael pela camisa!!!!

    —————————————————-
    “* 22/11/09: O dia em que os rubro-negros lotaram o Maracanã para vibrar com os gols do Botafogo… e somente com os gols do Botafogo.”

    Repasse aos seus amigos:

    Dia inesquecível!!!

  5. É uma pena que não dê para o Unimed FC e o time do treinero nojento (que infelizmente é o Coritiba, que eu até tenho certa simpatia) descerem juntos!Aí seria mais do que perfeito!
    Abs e SA!!!

  6. Só pra lembrar: se o Botafogo ganhar do Atlético Paranaense no próximo final de semana e o Coritiba não vencer o Cruzeiro no Mineirão, o Botafogo se livra do rebaixamento com uma rodada de antecedência. Porque o último jogo do Coritiba é contra o Fluminense. O Botafogo se vencer chega a 47 pontos e o Coritiba se empatar fica com 45 – empatado em pontos com o Fluminense, caso vença o Vitória no Maracanã. Os dois se encontrariam na última rodada e só um poderia ultrapassar o Botafogo.

  7. Domingão quase perfeito, milagre do Fogão, prêmio maravilhoso ( mais uma relíquia para coleção); só faltou o pó de arroz tropeçar e a “nassão” perder. Aí seria demais, mas no fim tudo dará certo e continuaremos na primeirona, que é o nosso lugar.
    Valeu Andr3!
    Valeu Fogo Eterno!

  8. Os meus votos na ´peladinha’ também deram resultado… 61% é muito bom! Mexeu com o Botafogo, apanha…

    Abraços Gloriosos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s