Decisão no domingo? Não, é na quarta!

Eis a parte que nos resta nesse Brasileirão 2009:

Botafogo x flamengo

Botafogo x náutico

Inter x Botafogo

Botafogo x Coritiba

Barueri x Botafogo

Botafogo x São Paulo

Atlético-PR x Botafogo

Botafogo x Palmeiras

Destaquei na relação os quatro jogos nos quais o time têm obrigação de marcar ao menos dez pontos para tentar escapar da degola. Desses dez, seis pontos têm que ser conquistados dentro de casa – e o primeiro desafio será na próxima quarta-feira, contra o náutico do geninho (coincidência ou não, a outra partida que o Botafogo tem que ganhar de todo jeito é contra o time de um outro ex-técnico, o senhor Ney “Na beira do caos” Franco, responsável por boa parte da herança maldita que atracou e grudou em General Severiano). Na minha opinião, esses são os jogos que valem seis milhões de pontos – pelo motivo simples de serem disputados contra adversários diretos na luta pelo rebaixamento.

É o princípio da gangorra: nossa vitória os empurrará ainda mais para baixo.

Incluí na lista dois jogos fora de casa nos quais o Botafogo tem que obter ao menos quatro pontos: Barueri e Atlético-PR. Entre nós, devido à irregularidade de ambas as equipes, talvez seja até menos espinhoso bater o Inter no Beira-Rio, mas, como essa é uma análise conservadora, decidi seguir a campanha dos times nesse Brasileirão.

Quanto às outras partidas (São Paulo, Palmeiras e flamengo), tudo pode acontecer: o fato de serem todas em casa, hoje em dia, não faz muita diferença – não por conta de alguma “maldição do Engenhão”, bobajada da imprensa, mas pelo fato de o time do Estevam Soares ter se apresentado com mais consistência quando esteve por conta do contra-ataque (com exceção, claro,  da vitória maiúscula em cima do Atlético-mg).

Tudo isso para dizer que o clássico de domingo está sendo tratado como jogo decisivo por conta da rivalidade dos dois clubes, a polêmica envolvendo a utilização do Engenhão, a ascensão roubo-negra, o retorno alvinegro à zona de rebaixamento, etc etc.

A vitória vai cair bem? Claro! Mas de nada adiantará, por exemplo, conseguir os três pontos em cima do maior rival e depois vacilar diante do náutico, quando até o empate será um desastre.

E que, na última rodada, a gente já esteja a salvo para não ter a obrigação de vencer um Palmeiras ainda em busca do título…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s