Ser Botafogo: A crônica foi o melhor do jogo

Não vi na hora porque estava no SporTV, mas o Pereirão me alertou a tempo e não tenho dúvidas que o lance mais emocionante do jogo Botafogo 2 x 0 Emelec veio no intervalo, quando o ator Edson Celulari, em camisa clássica (me pareceu a do Nilton Santos), leu a crônica “Ser Botafogo”, do Artur da Távola.

A pedidos, eis a íntegra do texto – abaixo, o link para a gravação, exibida no Show do Intervalo da Globo (aliás, entre outros motivos como a ótima grana, não convém desprezar a Sul-Americana por conta da visibilidade trazida com as transmissões em tevê aberta – quantos milhões de potenciais torcedores, que não têm grana para pagar tevê por assinatura, acompanham esses jogos nas noites de quarta?)

Ser Botafogo

Ser Botafogo é possuir uma espada de fogo e luz para enfrentar, iluminar e desbravar.

É apreciar claras definições e alternativas extremas: a do branco e do negro. É ser súbito, safo, seguro de si.

É saber o que quer e querer o que sabe.

 É ser estrela, solitária ou solidária, é tomar partido, ousar e desbravar.

Ser Botafogo mistura nobreza sem aristocracia com popularidade sem demagogia.

É furar, varar, ultrapassar, chegar, enfrentar pedradas, tormentas e adversidades e sempre conhecer a melhor matéria do próprio sonho.

É insistir e crer onde os fracos desistem. É sobranceira, guerra, gorro, rasgo, Biriba, Carlito Rocha, Macaé e superstição.

É adorar o embate para torrar e moer a emoção. Ser Botafogo é clarão do alto da montanha, é esquina carioca, atrito, vontade de “saldanhar” a opressão, é águia, água-forte, firmeza, mais ciência e fúria que pausa ou vacilação.

Ser Botafogo é “garrinchar” a vida com a elegância de um Nilton Santos e as peraltices de Quarentinha.

É gostar de peleja, vitalidade, capacidade de decidir, autenticidade, batida de limão, filé com fritas, passear na chuva, sanduíche de mortadela, filme de heroísmo, goleiro valente, contrastes intensos; é curar gripe com alho, mel e agrião.

Ser Botafogo é saber discordar da desconfiança. É deprimir-se e recolher-se até voltar a labareda. Aí é bater de frente, olhar firme, detestar receio, medo, pântano, mentira e derrisão.

É conhecer o risco e ousá-lo e tudo fazer com categoria e vontade de viver. É vencer.

Ser Botafogo é não desistir de insistir, de teimar e buscar. É faca, fato, feito, festa, furor. Queimadura.

Ser Botafogo é buscar a forma nobre de competir e saber empunhar a estrela da vitória maior.

É fazer da vida festa e furacão; flor e labareda; esperança e realização.

                                                                  *****

Crônica de Paulo Alberto Monteiro de Barros, o Artur da Távola (1936-2008)

O vídeo, com uma edição sensacional de imagens preciosas dos craques e das glórias alvinegras, pode ser conferido abaixo:

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/0,,MUL1315610-9825,00.html

Anúncios

19 Respostas para “Ser Botafogo: A crônica foi o melhor do jogo

  1. Eu que havia me prometido não assistir a jogos do Botafogo na atualidade, quebrei a promessa e acompanhei 45 minutos sonolentos e chatos. Ainda cheguei a ver um gol no final do 1º. tempo, mas o melhor foi voltar a sentir o arrepio da emoção e o gosto de ser Botafogo – apesar de tudo que vem ocorrendo com o atual time – ao ver e ouvir Edson Celulari ler a bela crônica de Arthur da Távola. E fui dormir em paz – o resultado do jogo já não importava tanto…

  2. Realmente não estamos atravessando uma boa fase, mas no intervalo da partida no momento em que Edson Celulari, leu a a crônica a emoção transbordou meu coração transformando em fragmentos em meus olhos, “e ninguém cala esse nosso amor”.

  3. Caro amigo;No belo texto acima faltou esse frase após o alho mel e agrião

    Na adversidade, o botafoguense não come mel; come abelha para continuar e construir.

    Um abraço
    Paulo Cesar

  4. absolutamente perfeito.
    assisti pela globo, por causa da imagem digital.
    valeu a pena.
    duro foi a volta do intervalo.
    a emoção com o vídeo e, depois, a emoção com alessandro, fahel e cia.

    mas valeu a pena assistir e ver este vídeo sensacional.

    olha o privilégio da frase abaixo:

    “Ser Botafogo é “garrinchar” a vida com a elegância de um Nilton Santos e as peraltices de Quarentinha.”

    ninguém, além de nós, podemos versá-la com orgulho no peito.

    eu te amo, botafogo.

    abraços

  5. Sensacional Marcelo,
    Quando ouvi, acho que o marasmo e a ultra-irritação desse nosso elenco e campanha se dissiparam ao menos momentaneamente,
    como é bom ser Botafoguense!!

    PS: noticia fresca sobre o Emerson pessoal, acessem:
    http://tavernalvinegra.wordpress.com/
    vcs vão adorar lê essa materia!!

    S.A a todos!

  6. Assistindo ao jogo do meu TIME, e como sempre pedindo a Papai (Quarentinha), Didi e a Garrincha, que de lá ajudem e inspirem os nossos craques atuais, qual não foi a emoção de ver a homenagem MARAVILHOSA! que fizeram a essas três estrelas solitarias que hoje brilham no firmamento. Myrthes Lebrego

  7. Foi o melhor momento da transmissão. Já copiei e vai pra minha casinha no youtube.

    Saudações alvinegras!

  8. Tomara que o Jobson seja um independente e não se junte ao atacante cai-cai, que tenta o tempo todo enganar a arbitragem, para a desonra de sua religião. Que não seja influenciado pelo homem do chinelinho rider e treine diretinho. Que evite ficar em ambiente fechado com Victor Simões, pra não acabar pegando a doença de Hueens. Que use a trave como parâmetro definidor das dimensões do gol e não um anteparo pra chutes.

    Tomara que o Jobson seja uma grata surpresa. Até porque já apostamos em todos os números da roleta…

    Saudações alvinegras!

  9. Naada a declaara’

    Soomentee

    BOTAFOGO NO PEITO ATE A MORTE

  10. ser botafoguista ñ tem coisa melhor ainda q eu morra nunca vai morre o amor q eu sinto pelo o meu time pois ele é o orgulho da min ha vida

  11. Ser Botafogo é possuir uma espada de fogo e luz para enfrentar, iluminar e desbravar[…]

    Isso resumee o quee eé ser BOTAFOGUENSE,
    prα miim ;*

    Beijos .*

  12. sou botafoguense de paixão, te amo fogão vamos la agora e a hora.

  13. Ser Botafogo é “garrinchar” a vida com a elegância de um Nilton Santos e as peraltices de Quarentinha.

    SHOW DE BOLA!!!

    MUITO SENSACIONAL!

  14. Ser Botafogo é “garrinchar” a vida com a elegância de um Nilton Santos e as peraltices de Quarentinha.

    MUITO BOM…

    SENSACIONAL!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s