Nunca aos domingos

Foi uma segunda-feira gloriosa. Nilton Santos ganhou, com dois dias de atraso, uma bonita festa de aniversário, com a participação de Zagallo, Amarildo, Pinheiro e outros grandes nomes do passado.

Numa bela sacada da diretoria, o Gabriel foi escalado para comparecer e representar o atual time do Botafogo e a possibilidade concreta do surgimento de novas gerações de jogadores formados nas divisões de base. Pelo que deu pra ver no vídeo do GloboEsporte.com, o garoto ficou emocionado com o encontro e até passou a mão na perna esquerda do Nilton, para ver se consegue “pegar” um pouco da genialidade da Enciclopédia do Futebol.

No mesmo dia,  foi inaugurada a Sala de Imprensa Armando Nogueira, com a presença do próprio, de Zagallo, Amarildo, Pinheiro e outros grandes nomes. Até o Mano Menezes, já que o Corinthians estava treinando em General Severiano, apareceu por lá – mais um gesto de cordialidade da diretoria do Botafogo, sempre a mais cortês e gentil no tratamento dispensado aos adversários (ignorando o que padeceram os torcedores botafoguenses que foram ao Morumbi na semifinal da Copa do Brasil…).

armandon

Tudo muito justo, muito competente, muito emocionante, de arrepiar.

Mas…

Eu estou com saudades em que o dia de ficar feliz com o Botafogo era o domingo, não a segunda-feira.  Nem precisa ser uma tarde-noite gloriosa; uma boa atuação e uma vitória convincente já me satisfazem.

E também fico preocupado quando vejo que a diretoria, além de cuidar com carinho de nosso passado, também contrata um jogador (Michael) que só pode estrear em agosto.

Ou seja, de passado e de futuro estamos bem.

Falta cuidar, com o mesmo zelo, do tempo presente.

Anúncios

2 Respostas para “Nunca aos domingos

  1. Concordo, Marcelo com a preocupação de o Botafogo também dar alegrias aos domingos. Mas, para um torcedor veterano como eu, que já vivi dias intensos de glória e de prazer com o BFR, enquanto não se consegue montar um time à altura das tradições alvinegras, é prazeroso ver que o Botafogo tem, na atual gestão, sabido homenagear botafoguenses eternos – como Nilton Santos e Armando Nogueira.
    Confesso que cheguei a me emocionar com as cenas (e palavras ditas) do evento. Foi como se assistisse a mais uma jogada de craque de Nilton Santos ou reler uma crônica “Na grande área” de Armando Nogueira que só podem ser comparadas – na sua grandiosidade – a um fenomenal drible de Garrincha, um gol de placa de Amarildo ou uma folha-seca insuperável de Didi.
    E não se trata de saudosismo e sim de relembrar a história – páginas de um livro que poucos clubes no Brasil souberam escrever tão bem como o nosso Botafogo.

  2. MAIOR TIME DA HISTÓRIA DE TODOS OS TEMPOS:

    BOTAFOGO F.R
    1 Manga
    2 Joel
    3 Nilton Santos
    4 Zé Maria
    6 Rildo
    5 Airton
    8 Didi
    7 Garrincha
    9 Quarentinha
    10 Amarildo
    11 Zagallo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s