Maicosuel e Paulo Mendes Campos

Quando eu leio que o empresário do Maicosuel praticamente decretou a saída dele para Alemanha e que fica comprovado que o Botafogo foi usado como vitrine para a Traffic colocar suas mercadorias, antes guardadas no depósito, em uma vistosa e reluzente prateleira, e que o Botafogo perderá o seu craque antes mesmo de ele estrear no Brasileirão, eu só lembro da frase do Paulo Mendes Campos:

– O Botafogo é um menino de rua perdido na poética dramaticidade do futebol.

E tenho vontade de adaptá-la aos tempos de hoje. Ficaria da seguinte forma:

– O Botafogo é um menino de rua perdido na escusa engrenagem que move o futebol.

Anúncios

5 Respostas para “Maicosuel e Paulo Mendes Campos

  1. Revoltante, não sei nem o que dizer… só sei o que gritar: SEGUNDONA, AQUI VAMOS NÓS!!

  2. É hora do nosso presidente se impor e mostrar q o Botafogo não aceita ser usado dessa forma… que palhaçada é essa!!! De todos os jogadores que esses Traficas nos mandaram o Mago é o único q presta.

    Se vão levar embora o Cruel q levem o bando todo!!! Chega de ficar com um bando de porcaria e receber migalhas.

    Ninguém aguenta mais… isso é um absurdo!!! E dizer q se perder o mago vão trazer o mula manca do Lúcio flávio é piada né?? Só pode ser.

    Se liga Assunção!!! vc tem nas mãos o melhor jogador dos últimos 14 anos no Botafogo; não o deixe ir embora assim!!

  3. Por mais que doa, e como vai doer, temos que aceitar é a regra do jogo. Necessario é a diretoria aprender a amrrar contratos e não se fiar em acordos porque agente de jogador é pior que prostituta e banqueiro : só enxerga grana. Independe se o atleta va morrer para o futebol.

  4. é isso.
    o Botafogo é, antes de nada, um menino de rua.

  5. Eu sou de um tempo em que jogador atuava por um só clube e tinha amor à camisa. Mas isso é coisa de antigamente e bote antigamente nisso!
    O passe era o clube que negociava com quem fizesse a melhor proposta – não existia essa história de direitos federativos que, pelo jeito, não são direitos e muito menos federativos, pois quem decide é o empresário, quem ganha dinheiro é o empresário e todos os jogadores de hoje podem não ter camisa, mas têm empresários, desde quando são juvenis.
    Então, é dançar de acordo com a música e continuar e descobrir (ou redescobrir) talentos e deixá-los sair quase de graça, quando muito recebendo um um cala-boca de alguns mil reais.
    E’ isso aí, o resto é conversa pra boi dormir…
    P.S. Que volte (e depressa) o Lúcio Flávio, pois com o meio de campo atual (sem Maicosuel), no campeonato brasileiro, vamos criar apenas a grande possibilidade de lutar contra o rebaixamento!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s