“Seja bem-vindo: Não fale mal do Botafogo”

botanilton

“Desde 2007, um adversário implacável tenta, e não consegue, driblar Nilton Santos. Vítima do Mal de Alzheimer, o bicampeão mundial, de 83 anos, superou nos últimos meses uma dengue hemorrágica e uma pneumonia. Ele vive numa clínica da zona sul do Rio há dois anos e exerce marcação cerrada sobre as doenças que querem deixá-lo definitivamente fora do futebol. Também enfrenta problema de insuficiência cardíaca e precisa de acompanhamento em tempo integral. Apesar do desgaste, das doses intermináveis de remédios e da perda progressiva de memória, Nilton Santos não entrega os pontos nem perde o bom humor. “Se eu fosse jogar hoje, não serviria nem para ficar na barreira…”

Assim começa a matéria “Um craque na arte de viver”, do jornalista Silvio Barsetti, publicada na edição de Esportes de O Estado de S.Paulo de domingo.

A reportagem, de página inteira, pode ser lida na íntegra aqui:

http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20090315/not_imp339146,0.php

Na bela foto de Tasso Marcelo, infelizmente só disponível na versão impressa do jornal, Nilton segura a taça “Craque eterno” e a sua recém-lançada camisa retrô. Atrás, na decoração da suíte toda em tom alvinegro, aparecem penduradas na parede as faixas de campeão da Taça Rio 2007 e 2008. 

O repórter faz questão de citar o aviso em madeira talhada que se lê na entrada:

– Seja bem-vindo. Não fale mal do Botafogo.

As despesas médicas da Enciclopédia, informa a reportagem, continuam sendo bancadas pela diretoria botafoguense.

 Feliz o time que tem craques do porte de Nilton Santos e sabe reconhecer, em vida, o brilho de suas estrelas.

Acréscimo de foto: GloboEsporte.com, com a visita do Ney Franco e do diretor de futebol, André Silva, à Enciclopédia do Futebol, para mostrar a Taça Guanabara ao maior lateral de todos os tempos

Anúncios

9 Respostas para ““Seja bem-vindo: Não fale mal do Botafogo”

  1. ele tambem dedica uma parte do texto a regina celi, a esposa de seu nilton. bela matéria do barsetti.

  2. Não preciso falar a honra de ser Botafoguense. Emociona.

  3. Marcelo, eu tive o IMENSO PRAZER (em caixa alta mesmo) de visitar o ETERNO NS na véspera da decisão da TG deste ano!
    Amigo, além das minhas pernas tremerem e das lágrimas ficarem incontroláveis (de minha parte, é claro), confesso que levei um susto…
    …positivo!
    É claro que a condição não é a melhor e que os “adversários” do ÍDOLO ETERNO são persistentes, mas eu pensei que o encontraria debilitado, sem falas, movimentos (ou poucos movimentos…).
    Amigo, ainda conversa (LÚCIDO!!!) bem, lembra do passado como jogador e autografa camisas, papéis, etc…
    Eu mesmo peguei um autógrafo (e tirei fotografias) na camisa comemorativa à ele, que aliás, NUNCA usarei, pois não quero correr o risco de ter que lavá-la!
    Nilton Santos é o Botafogo. Botafogo é o Nilton Santos!
    Abs e SA!!!

  4. Pessoal, quero fazer uma visita ao Nilton. Alguém tem ideia de como fazer? Não posso chegar na clinica e simplesmente falar que vou visitar o nilton. Alguém poderia me ajudar?

  5. Vida longa e muita saúde ao nosso maior ídolo vivo, não são todos os clubes do mundo que tem essa honra, essa é mais uma daquelas coisas que somente nós podemos desfrutar, excelente post, marcelo!!
    S.A a todos…

  6. o texto realmente é ótimo, daniel.

    Glorioso, não sei o caminho das pedras, mas acho que vale a pena você tentar entrar em contato com o Rodrigo que já esteve lá na clínica – e postou no cantinhobotafoguense um belíssimo depoimento de seu encontro com o mestre Nilton Santos.

    Rodrigo, responda rápido: quem é mais ídolo? Nilton Santos ou Garrincha? Pergunta difícil, não? Valeu pelo relato, novamente emocionante!

    Léo, você apontou exatamente o elemento que nos diferencia de outros clubes. a casa agradece pelo elogio!

  7. Marcelo, caramba…posso pensar antes de responder? Quem sabe eu decida nos próximos 20 ou 30 anos! rs!
    Tudo bem, não gosto de ficar no muro. Se tivesse que responder, eu ficaria com o NS, amigo!
    Ao Glorioso, eu consegui o telefone da Dona Celia (infelizmente não guardei o celular) e liguei diretamente na cara e coragem, explicando que moro longe e estava no RJ…Ela gentilmente aceitou e permitiu que pudesse visitar o ETERNO!
    Acho que vale a pena procurar o tel da clínica na internet e tentar a sorte ligando para lá, pois não sei se os torcedores podem simplesmente aparecer lá!
    Abs e SA!!!

  8. Eu, do alto dos meus 70 anos, dos quais 62 torcendo pelo Botafogo (comecei a admirá-lo com 8 anos), poso dizer que sou feliz porque vi Nilton Santos jogar várias vezes e participei junto com outros botafoguenses daqui de João Pessoa, em 1999, do lançamento do seu livro “Minha vida, minha bola”, cabendo-me a honra de fazer a sua apresentação no evento.
    Garrincha foi um dos maiores jogadores do mundo mas acho Nilton o melhor de todos até porque, para nós, botafoguenses fica o orgulho pelo fato de ele só ter, na sua vida de jogador, vestido duas camisas – a do Botafogo e a da seleção brasileira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s